Iniciativa privada assume gestão do Pacaembu

Atividades esportivas vão continuar de graça para os usuários do Complexo

A gestão do Complexo do Pacaembu passa a ser de responsabilidade da iniciativa privada a partir deste sábado (25), aniversário de 466 anos da cidade de São Paulo. A concessionária Allegra, vencedora do processo de licitação, vai explorar o equipamento por 35 anos, pelo valor total de R$ 111 milhões.

Neste sábado, o Pacaembu já recebeu sob nova administração a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O Internacional conquistou o título após vencer o Grêmio nos pênaltis.

As atividades esportivas no Complexo, inclusive o uso das piscinas, continuarão de graça para o público no Pacaembu, exceto nos dias de jogo e quando houver locação, como ocorreu durante gestão da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer.

A partir deste domingo (26), novas carteirinhas poderão ser feitas no site da concessionária. A carteirinha de quem já é sócio continua valendo, mas o usuário terá que fazer cadastro no site da Allegra.

A concessionária vencedora do processo de licitação terá que fazer uma série de reformas no Pacaembu. A Praça Charles Miller e o Museu do Futebol ficaram de fora da concessão.

Em 2018, a Prefeitura gastou R$ 9.051.932,36 com a gestão do Pacaembu. A arrecadação foi de R$ 2.700.000,00.

 

Texto: Paulo Rodolfo de Lima - paulorlima@prefeitura.sp.gov.br

Foto: Gustavo Ardanuy - gustavoardanuy@prefeitura.sp.gov.br