Programa Municipal de Combate ao Desperdício e à Perda de Alimentos chega a 41 feiras livres na cidade de São Paulo

Responsável pela coleta de frutas, legumes e verduras, o programa teve incremento de mais de 100% em sua atuação desde o início deste ano

 

Programa de Combate ao Desperdício de Alimentos em São Paulo

Instituído em 2019, o Programa Municipal de Combate ao Desperdício e à Perda de Alimentos chega, neste mês, a um importante marco desde o início de suas operações. As equipes que realizam a sensibilização estão atuando em 41 feiras em toda a cidade, ante as 19 do início do ano.

Atualmente, 114 beneficiários dos programas Operação Trabalho e Tem Saída integram equipes que entregam panfletos sobre o programa e sensibilizam os feirantes explicando a importância de doar os alimentos que estão em boas condições de consumo, mas não foram vendidos. Quando o feirante concorda em doar, as equipes coletam as frutas, legumes e verduras e encaminham para o Banco de Alimentos da Prefeitura de São Paulo e/ou diretamente para as entidades cadastradas.

“O programa tem importância fundamental para garantir a segurança alimentar e nutricional das famílias em situação de vulnerabilidade, sobretudo, introduzindo alimentos frescos e saudáveis na alimentação diárias destas pessoas”, explica a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo. “Com a ampliação da atuação nas feiras, estamos levando esta oferta de alimentos saudáveis para mais pessoas, em mais bairros da cidade”, completa.

A sensibilização realizada pelas equipes é o grande diferencial do programa. Antes do início deste trabalho, em janeiro e fevereiro deste ano, foram arrecadados 557 kg de alimentos; após a sensibilização, em março e abril, o montante chegou a 3 mil quilos de alimentos e alcançou 11 mil quilos em junho.

Como política pública, o programa também é importante para diminuir os custos gerados com a coleta de resíduos e, conseqüentemente, promover a sustentabilidade ambiental. Entre janeiro de 2020 e julho de 2021, mais de 200 toneladas de alimentos foram doadas para alimentação em vez de serem enviadas para pátios de compostagem ou aterros.

O Programa de Combate ao Desperdício e à Perda de Alimentos está em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - ODSs da Organização das Nações Unidas (ONU), especificamente os objetivos 3 – Saúde e bem-estar; 8 – Trabalho Descente e Crescimento Econômico e 12 - consumo e produção responsáveis.

Programa de Combate ao Desperdício de Alimentos em São Paulo

Oportunidades de emprego e renda

Além de uma alimentação mais saudável para milhares de pessoas, o programa dá oportunidade de trabalho a 93 beneficiários do Programa Operação Trabalho (POT) e 21 mulheres do Tem Saída, totalizando 114 postos de trabalho.

No caso do POT, os beneficiários manipulam alimentos e fazem as ações de sensibilização. A carga horária é de 6 horas por dia ou 30 semanais e o valor do auxílio mensal é de R$ 1.155,00.

O Tem Saída é uma política pública voltada à autonomia financeira e empregabilidade da mulher em situação de violência doméstica e familiar. A ação é uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de São Paulo, Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça, OAB-SP e ONU Mulheres.

O objetivo é reinserir as mulheres no mercado de trabalho, contribuindo para a sua independência financeira e o fim do ciclo de violência. A carga horária também é de 6 horas por dia ou 30 semanais e o valor do auxílio mensal é de R$ 1.155,00.

Confira a relação completa de entidades que recebem alimentos do programa:

ZONA LESTE
1. Associação Beneficente Novos Horizontes
2. Associação Esporte Clube Soares Cidade Tiradentes
3. Associação União Farol do Alvorecer
4. Associação Unidos Pelo Resgate da Cidadania
5. Igreja Evangélica Pentecostal Crescendo na Graça e No Conhecimento
6. Casa de Lei Mãe Yemanjá Pai Benedito das Almas
7. União da Periferia do Itaim Paulista
8. Comunidade Cristã do Avivamento Pleno
9. Associação Amigos da Cidade Nova São Miguel
10. Casa de Cultura Afro Brasil
11. Brasil em ação
12. Associação Da Hora Esporte Lazer Educativo Cultural
13. ONG Cecidia Idelcio – Centro Esportivo e Cultural para todos
14. Serviço De Assistência A Família Casa Da Editinha
15. ONG da Área Social do Parque das Flores
16. Associação Sonhar e Viver (ASV)

ZONA NORTE
1. Associação Da Comunidade Jardim Tiro Ao Pombo
2. Associação De Moradores Estação Guarani
3. Associação Comunitária Do Jardim Santo Elias, Pirituba E Adjacências
4. Centro de Convivência Gêneses - Jaraguá
5. Centro De Recreação Infantil Amar Mais Muito Mais
6. 2KGE Associação Beneficente
7. Mitra Arquidiocesana de São Paulo - Paróquia São

ZONA SUL
1. Movimento Pelo Direito A Moradia
2. Associação Capão Cidadão
3. Instituto De Cultura E Lazer Ebenezer

ZONA OESTE
1. ASSTERC