Qualificação Profissional Gratuita em Sustentabilidade e Meio Ambiente

Cursos de qualificação profissional visa o desenvolvimento econômico e sustentável da cidade.

 

A Fundação Paulistana de Educação, Tecnologia e Cultura, entidade vinculada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de São Paulo, lança o projeto EcoA Sampa que visa promover o desenvolvimento social, profissional e sustentável de comunidades de baixa renda da cidade de São Paulo. Inicialmente, os cursos serão realizados na região de Parelheiros, zona sul da capital, e posteriormente será levado para os outros lugares da cidade.

O projeto será executado por meio da Associação ProBrasil, vencedora do edital de fomento à qualificação profissional na área Agricultura de Base Ecológica, e pretende capacitar mais de 120 pessoas ainda nas primeiras turmas.
O EcoA Sampa oferece cursos e oficinas de qualificação profissional nas áreas de Agroecologia, Permacultura, Jardinagem, Cooperativismo, Aquaponia, Tecnologias Sustentáveis, Reaproveitamento dos Recursos Naturais e Reaproveitamento de Alimentos para jovens e adultos que não tiveram acesso a cursos técnicos e profissionalizantes. A carga horária de cada curso varia entre 27 e 72 horas.

Em breve novas turmas!

E-mail: info@probrasil.org




Fundação Paulistana promove curso gratuito na área de Gestão em Resíduos Sólidos

Proposta do programa vai além da reciclagem. O desafio é transformar materiais descartados em fonte de renda.

Você já parou para pensar que pode trabalhar protegendo o planeta recriando objetos que seriam descartados no lixo e gerar renda? A Fundação Paulistana de Educação, Tecnologia e Cultura, entidade vinculada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, em parceria com o Instituto Akhanda, realizam o Recicla Tec, um curso de qualificação profissional e gratuita em ressignificação de resíduos sólidos (upcycling). Durante 8 meses, o programa pretende capacitar por cerca de 1000 munícipes. Inicialmente atenderá nas zonas leste e sul. Nos próximos meses, nas regiões norte e oeste da capital.
O curso com início previsto para o mês de março, tem duração de 4 meses e irá abordar desde noções básicas de gestão dos resíduos sólidos, legislação, políticas públicas e oficinas práticas como produção de peças e tecidos, transformação de pallets de madeira em objetos de decoração e móveis, criação de ecojóias, entre outros.

Diferente da reciclagem que altera o objeto descartado, o upcycling, conceito que surgiu em 1990, propõe a valorização do ciclo: a forma de transformar um objeto em desgaste ou desuso, com criatividade, em algo novo, conservando seu material e evitando o seu desperdício. Muitas empresas e empreendedores que aderiram à iniciativa, investiram nos setores de móveis e decoração, acessórios, calçados e confecções de roupas e comercializam produtos de maneira sustentável e inovadora. Além disso, o conceito está alinhado ao ODS (Objetivo do Desenvolvimento Sustentável) da ONU - Organizações das Nações Unidas como meta até 2030.