Conheça o Banco de Alimentos da Cosan / SMDET

Equipamento da Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (Cosan) da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET)

O Banco de Alimentos da cidade de São Paulo é um equipamento de Abastecimento e Segurança Alimentar e Nutricional. Tem como objetivo adquirir alimentos da agricultura familiar, arrecadar alimentos provenientes das indústrias alimentícias, redes varejistas e atacadistas que estão fora dos padrões de comercialização, mas sem restrições de caráter sanitário para o consumo. Esses alimentos são doados às entidades assistenciais, previamente cadastradas no programa, contribuindo assim no combate à fome e ao desperdício de alimentos.

A equipe do Banco de Alimentos recepciona, seleciona, separa e analisa a qualidade dos produtos e os entregam às entidades assistenciais. Estas entidades se encarregam de distribuir os alimentos arrecadados à população, seja por meio de refeições prontas ou repasse direto às famílias de baixa renda. Em contrapartida, as entidades atendidas participam de atividades de capacitação e educação alimentar e nutricional.

O projeto Banco de Alimentos tem abrangência em todo o território nacional e, no município de São Paulo, foi criado em 2002, pela Lei 13.327 de 13 de fevereiro de 2002 e regulamentado pelo Decreto 42.177, de 11 de julho de 2002.

Qualquer pessoa, física ou jurídica, empresa ou órgão público pode se tornar um doador.

Após 2015 com a inauguração do Cresan Vila Maria, o Bbanco de Alimentos passou a ser um dos muitos serviços oferecidos no local. Atualmente, possui 277 instituições sem fins lucrativos com diversificados segmentos como CCA (Centro para Crianças e Adolescentes), CEI (Centro de Educação Infantil), CJ (Centro para Juventude ), NCI (Núcleo de Convivência de Idosos), Centro de Acolhida, Comunidade Terapêutica, pessoas em situação de rua, portadores de doenças crônicas, famílias e outros, chegando atingir mais de 108 mil pessoas de baixa renda.