HISTÓRICO DA BIBLIOTECA JOSÉ PAULO PAES

Biblioteca Senhora Leandro Dupré

Fotógrafo: MÁXIMO, Camerindo Ferreira. Data: 1972
Acervos Artísticos e Culturais da Cidade de São Paulo

Nos anos de 1967 a 1969, sob a iniciativa do Presidente da Ação Comunitária da Penha, Sr. José Magalhães, a comunidade local recolheu cerca de cem mil assinaturas em um abaixo-assinado encaminhado ao então prefeito Faria Lima, para a instalação de uma biblioteca. Com este movimento, os moradores da região conseguiram a construção do prédio do Centro Cultural Penha, que abrigaria as bibliotecas infanto-juvenil e de adulto, uma casa de cultura e um teatro.

O local onde o prédio da biblioteca foi construído pertencia a uma tradicional família do bairro da Penha, os Conde Prates, que posteriormente foi loteado e vendido.

A biblioteca de adulto foi inaugurada em 25 de novembro de 1970, sendo a primeira biblioteca a funcionar no bairro. Em maio de 1976 passou a ser denominada Biblioteca Guilherme de Almeida, em homenagem ao poeta modernista, consagrado pela Academia Brasileira de Letras.

A biblioteca infanto-juvenil foi inaugurada em 17 de dezembro de 1971, ocupando o primeiro andar do prédio do Centro Cultural. Em novembro de 1987, a Biblioteca Infanto-Juvenil Penha de França passou a ser denominada Biblioteca Infanto-Juvenil Sra. Leandro Dupré, em homenagem à romancista brasileira Maria José Dupré.

Em maio de 1993 a Gazeta Penhense liderou uma campanha que foi abraçada pelo Movimento Humanista para a reabertura das bibliotecas, que ficaram fechadas durante três anos para a reforma do prédio.

Em outubro de 2005, pelo Decreto nº 46.434 de criação do Sistema Municipal de Bibliotecas, a Biblioteca Pública Guilherme de Almeida e a Biblioteca Infanto-Juvenil Sra. Leandro Dupré foram unificadas passando a denominar-se Biblioteca Municipal José Paulo Paes , em homenagem ao poeta, ensaísta, jornalista e tradutor paulista. Em janeiro de 2008, pelo Decreto nº 49.172 passou a denominar-se Biblioteca Pública José Paulo Paes.

Em maio de 2012, pelo Decreto nº 53.155, passou a integrar o Centro Cultural da Penha e em dezembro de 2016 passou a denominar-se, pelo Decreto nº 57.528, Biblioteca Pública Municipal José Paulo Paes .

Datas e Legislação referentes à biblioteca:

Biblioteca Guilherme de Almeida
Criação: Decreto n.º 8.747, de 7 de abril de 1970 (pdf)
Inauguração: 25 de novembro de 1970
Denominação: Decreto nº. 12.984, de 21 de maio de 1976 (pdf)

Biblioteca Sra. Leandro Dupré
Criação: Decreto nº. 8.746, de 7 de abril de 1970 (pdf)
Inauguração: 17 de dezembro de 1971
Denominação: Decreto nº. 24.942, de 16 de novembro de 1987 (pdf)

Biblioteca José Paulo Paes
Junção e nova denominação: Decreto nº. 46.434, de 6 de outubro de 2005 (pdf)
Alteração de denominação: Decreto no 49.172, de janeiro de 2008 (pdf) e Decreto nº 57.528, de 12 de dezembro de 2016 (pdf)

Centro Cultural da Penha:
Criação do CCP e transferência da Biblioteca Pública José Paulo Paes: Decreto nº 53.155, de 18 de maio de 2012 (pdf)


logo SMB

Jose Paulo Paes