ACESSIBILIDADE NAS BIBLIOTECAS

Acessibilidade nas Bibliotecas Públicas da Coordenadoria SMB

logo de acessibilidade

Diagnóstico das Condições de Acessibilidade nas Bibliotecas da CSMB em 2019.


As Bibliotecas Públicas estão abertas a todos os públicos e reconhecem o direito de todas (os) de circularem em seus espaços e usufruírem de seus acervos, serviços e programação cultural, de forma autônoma e inclusiva.

No intuito de fortalecer os esforços da Prefeitura de São Paulo quanto à questão de acessibilidade e potencializar o espaço da Biblioteca Pública como instrumento de inclusão sociocultural da comunidade em que atua, a Coordenação do Sistema Municipal de Bibliotecas tem procurado elevar ao máximo possível os índices de acessibilidade em suas 54 bibliotecas.

Atualmente, 52% das unidades têm acessibilidade arquitetônica para cadeirantes no que diz respeito a banheiros adaptados e rampas de acesso ou plataformas, todas têm acervo direcionado às pessoas com deficiência visual e há equipamentos de scanner acessível (tecnologia assistiva) em algumas unidades. Até mesmo os balcões de atendimento ao usuário estão entre os itens que são confeccionados com o objetivo de serem acessíveis; neles, a altura é adequada para que a aproximação frontal ao balcão permita uma interação melhor entre o funcionário e o usuário.

Em 2018, a Secretaria Municipal de Cultura adquiriu para as bibliotecas cinquenta e cinco óculos que possuem acoplados uma pequena câmera inteligente, que escaneia e lê os mais variados tipos de textos, códigos de barras, cores e cédulas de dinheiro. Com o dispositivo,o acervo das bibliotecas tornou-se completamente acessível, garantindo autonomia e liberdade à pessoa com deficiência ao possibilitar acesso ao conteúdo dos diferentes tipos documentais nos acervos, tais como livros, jornais, revistas, gibis, mangás etc.

Periodicamente são realizadas atividades de programação cultural voltada para pessoas com deficiência visual e auditiva. Além disto, tem-se como meta a capacitação dos funcionários que fazem atendimento ao público, quanto ao acolhimento às pessoas com deficiência que frequentam e utilizam os serviços das bibliotecas.

Destacamos que, embora haja esforços por parte da Coordenação do Sistema Municipal de Bibliotecas para que todas as bibliotecas venham a ser acessíveis, nem todas possuem acessibilidade (rampas de acesso, piso tátil, semáforos sonoros, etc.) nas calçadas e pontos de ônibus do entorno. A ampliação de ações efetivas na construção de uma cidade acessível faz-se necessária complementando assim as ações pontuais ora executadas por esta Coordenadoria.

 
Veja o Glossário sobre acessibilidade e alguns links de interesse.