Seu navegador não suporta javascript!
Barra de Impressão

Secretaria Municipal de Trabalho e Empreendedorismo


  • Início
  • Secretarias
  • Trabalho / Notícias


    30/05/2017 19h14

    Criado em Sampa on-line amplia as oportunidades para empreendedores da capital

    Ferramenta lançada hoje, na sede da Prefeitura, disponibilizará metodologias britânicas em economia criativa

    Foto: Luci Lucca/Red Papper Eventos

    Por: Solange Borges e Aline Porfírio

    Quem deseja empreender em São Paulo conta agora com a plataforma Criado em Sampa On-line, ferramenta digital inédita e gratuita, com tecnologia britânica, lançada hoje, 30, na sede da Prefeitura de São Paulo. O recurso, que faz parte do Programa Empreenda Fácil, dará suporte às mais de 500 pessoas que passaram pelo curso presencial do Criado em Sampa, realizado neste ano na cidade. Também servirá aos empreendedores que desejam tirar as ideias do papel e não sabem por onde começar.

    A plataforma, voltada, principalmente, à economia criativa, foi desenvolvida em parceria entre a Secretaria Municipal de Trabalho e Empreendedorismo, a Agência São Paulo de Desenvolvimento (Adesampa) e o Conselho Britânico no Brasil, inovando ao disponibilizar todo o material pedagógico e didático dos módulos Adesampa/Nesta e Adesampa/The Studio. As metodologias, também britânicas, permitem ao empreendedor planejar o negócio, descobrir potencialidades e também alavancar projetos em andamento.

    Para o secretário Eliseu Gabriel, anfitrião do evento, o Criado em Sampa on-line agrega valor a todas as ações para tornar São Paulo a cidade amiga do empreendedor. “O cenário financeiro e político da capital paulista mudou muito nos últimos anos, principalmente em relação à linguagem. Atualmente, a maior parte das coisas funciona por meio da tecnologia, então cabe ao poder público usar isso para a capacitação”. Ele ainda ressaltou que são várias as iniciativas da Secretaria de Trabalho e Empreendedorismo para facilitar o dia a dia de quem já empreende e aos que desejam iniciar nesta área. “A capacitação, que já foi oferecida em diversas regiões, em sala de aula, agora chega às pessoas em recurso digital, facilitando o acesso a um material de qualidade”, destaca.

    O prefeito de São Paulo, João Doria prestigiou o evento e ressaltou ainda que o Criado em Sampa on-line acontece em um momento oportuno na capital, que é a implantação do programa Empreenda Fácil. “O empreendedor é um entusiasta, que tem que sonhar e insistir. Agarrem essa oportunidade, essa capacitação. É um trabalho muito produtivo”.

    Segundo o presidente da Adesampa, José Alexandre Sanches, a população contará com metodologias exitosas na Inglaterra, país pioneiro no segmento da economia criativa. ”A Prefeitura de São Paulo materializa, por meio do Programa Empreenda Fácil, mais uma etapa para tornar a cidade mais receptiva aos empreendedores. Com esse recurso daremos maior velocidade as atividades do segmento, que estão pulverizadas na capital e que necessitavam caminhar de forma coordenada”, ressalta. Sanches adianta que em poucos dias será possível contar com outros recursos na ferramenta como mentorias, financiamento, incubadora para aprimorar os projetos, entre outros.

    O lançamento da plataforma contou com palestra do professor Mikko Koria, diretor do Instituto de Inovação em Design da Loughborough University, em Londres, que destacou a relevância do empreendedorismo no Brasil. “Não é fácil empreender em nenhum lugar, pois exige das pessoas empenho e dedicação. Mas, no Brasil o empreendedorismo é forte e envolvente. É necessário que ações como essa se multipliquem, pois o investimento em empresas de pequeno e médio porte, maiores geradoras de empregos, é essencial”, analisa.

    Ideia compartilhada pelo diretor geral do Conselho Britânico no Brasil, Martin Dowle, que viu na iniciativa, financiada pelo Fundo Newton, um grande avanço no munícipio, por ver em São Paulo as características necessárias para empreender. “É muito importante o foco na inclusão social que faz parte deste projeto, que preenche uma lacuna de dar oportunidade do acesso ao conhecimento e financiamento. Por onde se anda nesta cidade se vê a indústria criativa e lugares onde as pessoas querem se estabelecer e crescer”.

    O secretário de Relações Internacionais da Prefeitura, Julio Serson, também prestigiou o evento e ressaltou a importância de o poder público aprimorar e capacitar o empreendedor paulistano.


    Perspectiva - De acordo com Pedro Elias Corrêa, 23 anos, do Coletivo Kula, um dos empreendedores que fizeram o curso presencial do Criado em Sampa, dar continuidade às análises do negócio será importante. “Certamente, um recurso on-line é importante, pois vai permitir fazer os ajustes que são sempre necessários em qualquer projeto. O curso mudou a nossa perspectiva e trouxe subsídios em áreas como finanças, que não tínhamos muito conhecimento”, afirma.

    Corrêa faz parte de um coletivo com integrantes das zonas Norte, Sul e Noroeste que resolveram investir numa cervejaria artesanal na periferia da cidade, batizando, inclusive, algumas cervejas com os nomes dos bairros como a Pirituba Kolsch, Brasilândia Saison e Cantareira Weiss. “Já estamos com uma produção de 700 garrafas por mês, ainda com distribuição em eventos e na busca por aprimorar os processos para formalização, mas o nosso foco principal é que esse projeto gere renda na periferia”.

    A empreendedora Andressa Batelochio passou a cerimônia de lançamento ilustrando em palavras-chave, com formatos e cores, a temática do evento. Ela possui um projeto chamado EducaVisThinking que utiliza técnica de sistematização de conteúdo para a sala de aula. O projeto, que fez parte do programa Vai Tec, também da Adesampa, fez Andressa buscar o curso presencial Criado em Sampa. “Fiz os dois módulos, Nesta e The Studio, e ambos me ajudaram muito. Eu aprendi que não basta só ter uma ideia, tem que organizar. Hoje eu tenho uma visão mais ampla sobre o projeto, o público-alvo e onde eu posso aplica-lo”.

    Outro participante do lançamento é Albert Manabu Sassaki, dono de uma propriedade rural em Parelheiros, extremo sul de São Paulo. Dentro do curso Criado em Sampa ele conseguiu ampliar sua visão de mercado, fazendo da sua propriedade não apenas uma área de plantio e cultivo, mas também um local para turismo e alimentação. “Agora eu tenho condições de receber turistas, plantar e ainda oferecer refeição. Recebemos recentemente um grupo de ciclistas que fazia a Rota das Aldeias, na região, e eles pararam no meu sítio para almoçar, conhecer e descansar. Esse é o começo de um projeto maravilhoso”.

     

    Siga a SMTE nas redes sociais 

         
     


    • Copyright
    • SAC