24/05/2013 11h26

Share

Casa de Cultura do Butantã: muito além das oficinas

Para frequentadores, principal espaço cultural público do bairro é visto como ponto de encontro de várias gerações

 Para quem imagina a Casa de Cultura do Butantã como um espaço dedicado a atividades culturais e oficinas voltadas a atividades específicas pode ter uma grata surpresa ao conhecer o espaço. Funcionando há mais 21 anos, o que se vê pelos salões do lugar é a formação de uma grande comunidade de frequentadores, gente que participa das atividades e também estabelece importantes laços de amizade e relacionamento.

Um bom exemplo disso é a oficina de Lian Gong, prática corporal chinesa que integra a tradição milenar aos modernos conhecimentos da medicina ocidental e que ajuda a prevenir dores no corpo. “As aulas começam assim que passo do portão para dentro e não apenas quando inicio a prática dos exercícios, diz Isa Castiglione, que há 20 anos ministra as praticas de Lian Gong e Tai-Chi-Chuan. “Há um grande afeto entre os meus alunos. Tem dias que nem dou os exercícios, só conversamos e confraternizamos. É uma verdadeira família que se formou aqui”, completa Castiglione.

Esse clima de constante troca é percebido em todos os ambientes da Casa de Cultura, um grande ponto de encontro para todas as idades, com destaque para os mais idosos que participa animadamente de várias atividades. “Não venho aqui só para fazer as aulas e ir embora. Venho doar também. É uma troca de energia. Quando estamos aqui não pensamos nos problemas”, garante a dona de casa Bernadete Hernandes, há 10 anos participando das atividades da Casa de Cultura.

Todas as atividades e oficinas oferecidas pela Casa de Cultura do Butantã são gratuitas. Outro encontro já tradicional na instalação é o Sarau, que acontece no último sábado de cada mês.

Clique aqui e confira a promoção da Casa de Cultura