CUIDADOS COM ALIMENTAÇÃO DURANTE O VERÃO

I - CUIDADOS COM A HIGIENE DOS ALIMENTOS

     As altas temperaturas verificadas durante o verão aceleram a DETERIORAÇÃO dos alimentos e favorecem a MULTIPLICAÇÃO de micro-organismos causadores de doenças, cujos sintomas mais freqüentes são: diarréia, vômitos, náuseas e dores abdominais. Portanto, durante as suas férias, na praia ou no campo, para prevenir o aparecimento de doenças transmitidas por alimentos:

  1.  OBSERVE NOS QUIOSQUES, BARES E RESTAURANTES:
  • a organização e a limpeza das instalações;
  • as condições de higiene dos funcionários: uso de proteção nos cabelos, mãos com unhas curtas e limpas e uniformes limpos e conservados;
  • a temperatura dos alimentos perecíveis que necessitam de refrigeração/congelamento como: queijos, pescados, carnes, iogurtes, entre outros;
  • presença de moscas e sinais de outras pragas;
  • as condições de armazenamento do gelo. Pergunte sobre sua origem. O gelo pode ser industrializado ou elaborado a partir de água potável. O gelo deve estar sempre armazenado em embalagens ou recipientes devidamente fechados, limpos e separado de outros alimentos.

ALIMENTOS QUENTES DEVEM SER MANTIDOS BEM QUENTES E ALIMENTOS FRIOS SEMPRE BEM FRIOS.

        2. ADOTE CUIDADOS COM OS LANCHES CASEIROS:

  • prepare os alimentos o mais próximo possível do horário de consumo;
  • evite alimentos muito perecíveis: queijo branco, embutidos, carnes, patês, tortas e bolos recheados.
  • prefira alimentos saudáveis: frutas, leites e sucos acondicionados em embalagens tipo tetra pack (caixinha) ou barras de cereais entre outros;
  • mantenha sempre os alimentos em recipientes bem tampados e protegidos do sol;
  • mantenha os alimentos que necessitam de refrigeração dentro de caixas isotérmicas abastecidas com gelo.

TOME CUIDADOS ESPECIAIS COM OS ALIMENTOS, CHUPETAS E MAMADEIRAS DAS CRIANÇAS.

II - PREVINA A DESIDRATAÇÃO. BEBA SEMPRE BASTANTE ÁGUA.

     Nesta época do ano, devido ao aumento das temperaturas e exposição ao sol, ocorre uma maior perda de líquidos e de sais minerais pela transpiração. Outro fator que pode contribuir para a perda de líquidos em excesso e levar a desidratação é a ingestão de bebidas alcoólicas sem o consumo intercalado com outros líquidos.

AS BEBIDAS ALCOÓLICAS TÊM ALTO PODER DIURÉTICO, AUMENTANDO RAPIDAMENTE O VOLUME DE URINA PRODUZIDO.

ENTÃO PARA MANTER-SE HIDRATADO:

  • beba ao longo do dia vários tipos de bebidas em pequenos volumes: água, água de coco, suco de frutas ou chás;
  • modere a ingestão de bebidas alcoólicas;
  • ingira líquidos antes de aparecer a sensação de sede, porque a sede é um dos sinais de desidratação;
  • consuma porções generosas de frutas, verduras e legumes;
  • evite o excesso de sal nos alimentos, e na medida do possível, alimentos industrializados com alto teor de sódio (enlatados, tabletes de caldo de carne e similares, embutidos e produtos salmourados).

LEMBRE-SE: OFEREÇA COM FREQUÊNCIA LÍQUIDOS PARA OS IDOSOS E AS CRIANÇAS

CUIDADOS COM AS BEBIDAS ALCOÓLICAS

  • Não consuma coquetéis, batidas e similares previamente preparados, para evitar o risco de consumir eventual mistura de álcool não potável contendo metanol em quantidades acima do limite tolerado. A ingestão dessas bebidas pode causar sérios danos à saúde, como náuseas, vômitos, cegueira ou a morte.
  • Verifique se as bebidas destiladas estão acondicionadas nas garrafas originais e devidamente identificadas.