Share

Tracoma

 

 

  DEFINIÇÃO

 É uma doença infecto-contagiosa caracterizada por inflamação das conjuntivas e da córnea, causada por uma bactéria chamada Chlamydia trachomatis (Clamídia).
É uma doença de notificação compulsória no Estado de São Paulo. Uma vez feito o diagnóstico da doença, o profissional de saúde fará a notificação para a vigilância epidemiológica local. A partir de então, será feita busca ativa de casos em comunicantes domiciliares, na escola e/ou trabalho para diagnóstico e tratamento de eventuais casos de doença e
quimioprofilaxia (prevenção) dos contatos.

  

MODO DE TRANSMISSÃO

A contaminação dos olhos ocorre através das mãos contaminadas, objetos de uso pessoal. As crianças menores de 10 anos de idade com a infecção ativa são as principais fontes de infecção.

 

QUADRO CLÍNICO

 Os sintomas mais comuns são: lacrimejamento, hiperemia, ardor, sensação de corpo estranho nos olhos, fotofobia, secreção ocular e dor ocular; podendo ocorrer casos assintomáticos.
No início da doença a conjuntiva apresenta-se inflamada com folículos (pequenas bolinhas brancas com aparência de sagú). As infecções repetidas causadas por esta bactéria se não tratadas podem levar, a longo prazo, a formação de cicatrizes nas conjuntivas fazendo com que os cílios invertam sua posição normal (triquíase), podendo provocar danos visuais.

 

 

 

QUANDO SUSPEITAR

Deve-se suspeitar de tracoma em indivíduos que apresentam conjuntivite de longa duração.

 

COMO TRATAR

O tratamento poderá ser realizado pelo médico em unidades de saúde da rede pública.

 

COMO EVITAR A TRANSMISSÃO

Para a prevenção de novos casos é muito importante o tratamento dos indivíduos doentes e adoção de medidas de higiene como: lavar as mãos e o rosto regularmente, não compartilhar lenços, toalhas, maquiagens, trocar as fronhas dos travesseiros e lençóis de cama.

 

Veja Também: