Share

Capacitação em Avaliação de Efetividade em Promoção da Saúde em DANT (CAEPS-DANT)

 

Como surgiu esta necessidade?

A partir de 2005, a Subgerência de Vigilância em DANT passou a realizar pactos sucessivos com as diferentes instâncias de atenção à Saúde, ação de caráter processual e permanente. Nestas pactuações buscou-se a inclusão do olhar da Vigilância em Saúde sobre as ações de Promoção da Saúde desenvolvidas pelos profissionais nas unidades de serviços da SMS-SP.


Fruto deste trabalho foi o projeto denominado “Capacitação em avaliação da Efetividade em Promoção da Saúde em DANT” (CAEPS-DANT) realizado com recursos do Ministério da Saúde (MS) por meio do VIGISUS II. O Projeto CAEPS-DANT filia-se às diversas iniciativas, baseadas em estratégias populacionais, que têm como objetivo a redução da prevalência, da incidência e dos custos relacionados às DANT.


O CAEPS instala desde sua origem um processo integrado de capacitação e pesquisa em serviço, atribuindo a esta estratégia a possibilidade de transcender a inserção dada para a vigilância das DANT, transformando-a em espaço de unidade e integração dos seus atores. Neste cenário, o Pacto pela Vida, compromisso entre os gestores do SUS, prioriza ações de Promoção da Saúde (PS), que são o foco desta pesquisa em serviço.


O CAEPS toma como base o modelo da PS, cuja efetividade tem sido comprovada em estudos internacionais. Esse modelo inclui a análise de fatores determinantes e condicionantes da Saúde, bem como formas de intervenção de caráter socioambiental além de abordagens mais participativas que demandam ações intersetoriais.

 

Quais são os seus objetivos?

Objetivo Geral:

Introduzir a cultura de vigilância, monitoramento e avaliação para o desenvolvimento da política de promoção de saúde em DANT.

Objetivos Específicos:


- Capacitar os grupos de profissionais das unidades de serviço em métodos epidemiológicos, pesquisa quantitativa e qualitativa, sistematização de experiências, promoção da saúde e outros temas, por meio do desenvolvimento e acompanhamento de projetos de pesquisa em serviço;


- Estimular profissionais de saúde a problematizar as metodologias empregadas na promoção de saúde e prevenção das DANT;


- Incluir a rede social, parceiros, bem como universidades locais na atenção à saúde;


- Compartilhar os resultados parciais e finais do projeto.


 

Quem participa?

Esta pactuação resultou na composição de 21 grupos de pesquisa em serviço, com envolvimento de 117 Unidades de Saúde e 150 profissionais, que atuam nas cinco regiões da cidade de São Paulo. Entre estes profissionais encontram-se executores dos subprojetos (profissionais de SUVIS, de unidades básicas de saúde - UBSs, de Equipes do Programa de Saúde da Família – PSF e de ambulatórios de especialidades), tutores (professores de universidades públicas e privadas, que assumiram o papel de orientadores da pesquisa, acompanhando os subprojetos desde 2006), e gestores (profissionais das coordenadorias e supervisões regionais de saúde).

 

Quais foram os resultados alcançados?

Os resultados se traduzem tanto na articulação com os nossos diversos parceiros como na ampla gama de pesquisas concluídas ou em andamento. Destacam-se a inclusão de práticas corporais tradicionais, a terapia comunitária, os grupos de hipertensão, diabetes e caminhada, a atenção às pessoas em situação de violência, além de vários programas de âmbito local.


A originalidade desta iniciativa consolida-se na idéia de ir para além da Prevenção de Doenças, partindo-se para as estratégias de Promoção da Saúde, visando a inovação das práticas de Vigilância à Saúde no âmbito das doenças e agravos não transmissíveis.


Cabe salientar que realizar pesquisa em serviço é um grande desafio. Merecem méritos os profissionais que despenderam esforços, enfrentaram dificuldades e continuam na busca de transformação do cotidiano para melhor atender à população.

 

Nossos parceiros:

CEPEDOC - Centro de Pesquisa e Documentação em Cidades Saudáveis;

Escola de Educação Física e Esporte (EEFE) – USP;

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo;

Faculdade de Saúde Pública (FSP) - USP;

Faculdades Metropolitanas Unidas;

IPDSC - Instituto de Pesquisa do Discurso do Sujeito Coletivo;

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL);

Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e

Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

 

Pesquisas concluídas:

Conselho Gestor: Participação e controle social na promoção em doenças e agravos não transmissíveis na região de Santana Jaçanã

Tutora: Selma Patti Spinelli – Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo

Servidores municipais, pesquisadores:

Gestora: Elisabete Oseki

Componentes: Luiz Carlos Heyen, Maria Cristina R. Oliveira, Maria Helena B.Cezar, Silvana Migliore

 

Avaliação da Terapia comunitária na região de Pirituba/Perus como uma ação de promoção da saúde

Tutora: Regina Maria Ignarra – Instituto de Pesquisa do Discurso do Sujeito Coletivo

Servidores municipais, pesquisadores:

Gestora : Chang C.S. Waldman

Componentes: Roseli Di mauro, Andréa L.T. amorim, Maria Tereza de Almeida Marciano, Jair L. silva, Luciane Vieira Mendes

 

Alcance e limitações da promoção da saúde em DANT: avaliação e monitoramento da adesão à dieta em diabéticos

Tutora: Regina Maria Marsiglia, colaboração- Selma Patti Spinelli

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo

Servidores municipais, pesquisadores:

Gestora: Maria Leonira R. Favaretto

Componentes: Noelia Menezes R. do Amaral; Sueli Menesco; Alder Mourão da silva; Anete H. Abdo

 

A interface das doenças crônicas e a prática do Lian Gong

Tutora: Dinalva Tavares- Faculdade de Saúde Pública - USP

Servidores municipais, pesquisadores:

Gestora: Luciene de Campos

Componentes:Ângela H.H.Yamakawa, Edna Bugulin

 

 Experiências exitosas em violência na região de Vila Prudente/Sapopemba

Tutora: Sophia Karlla A.M. Espírito Santo - Doutoranda em Saúde Pública, Faculdade de Saúde Pública -USP

Servidores municipais pesquisadores:

Gestora: Raquel Aparecida Góis de Campos

Componentes: Francisco D.Ventura, Laura M.Delgado, Márcia R.Rodrigues, Silvia Elisa P.Landi

 

Projetos em andamento:

Coordenadoria Regional de Saúde Centro Oeste:

Práticas Complementares Integrativas da Coordenadoria Centro Oeste: Avaliação dos perfil dos usuários de práticas corporais e sua relação com a qualidade de vida e a promoção da saúde.

Avaliação da efetividade das ações de promoção da saúde em hipertensão e diabetes em três unidades de saúde.

Estudo da visita domiciliar de agentes comunitários de saúde na UBS Vila Dalva no município de São Paulo: possibilidades e limites das ações em promoção da saúde.

 

Coordenadoria Regional de Saúde Sudeste:

Avaliação das Práticas corporais em Doenças e Agravos Não Transmissíveis - lian gong – na supervisão técnica de saúde do Ipiranga

 Avaliação das ações de promoção da saúde em doenças crônicas na região do Jabaquara e Vila Mariana no município de São Paulo


Coordenadoria Regional de Saúde Sul:

Morte precoce (menor de 60 anos) por doença hipertensiva e diabetes, na região sul da cidade de São Paulo: determinantes e representações sociais

 As práticas corporais da medicina tradicional chinesa e a efetividade da promoção de saúde, região sul do município de São Paulo


Coordenadoria Regional de Saúde Norte:

Influência das práticas complementares na melhoria da qualidade de vida em populações que freqüentam UBSs da supervisão de saúde Vila Maria/Vila Guilherme

Avaliação da efetividade das práticas corporais/atividade física na qualidade de vida dos usuários de UBSs da supervisão de saúde Casa Verde/Cachoeirinha

O atendimento dos profissionais da rede básica de saúde da cidade de São Paulo às vítimas de violência: o caso da supervisão técnica de Pirituba/Perus

Avaliação de conhecimentos e práticas em nutrição e alimentação de servidores municipais em Unidades Básicas de Saúde.


 Coordenadoria Regional de Saúde Leste:

Ambiente saudável livre de tabaco na visão do servidor público e funcionários terceirizados de equipes de saúde na regional leste de São Paulo

 Atividades corporais: quais os benefícios para a promoção de saúde dos portadores de hipertensão arterial

 As práticas integrativas e complementares contribuindo para a promoção da saúde em DANT

 

Práticas corporais dores crônicas e Promoção da Saúde

 Os trabalhos encontram-se em fase de finalização e serão publicados conforme forem sendo concluídos. O conteúdo e a revisão dos trabalhos é de inteira responsabilidade dos grupos de pesquisa.