Painel de Monitoramento da SMS

Painel de Monitoramento da Situação de Saúde e da Atuação dos Serviços da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo

O que é o Painel de Monitoramento?   |  Componentes   |  Aspectos contemplados

Processo de escolha dos indicadores   |  O aplicativo   |  Metodologia

Expo Painel  |  Publicações   |  Contato

 

O que é o Painel de Monitoramento?

Instrumento de gestão que acompanha a atuação da SMS - São Paulo nas prioridades do SUS municipal, operado pelo monitoramento ágil de um elenco de indicadores que informam sobre o andamento das atividades conduzidas nos serviços de saúde e seus efeitos na saúde da população.

O Painel procura sintetizar o acompanhamento, num número pequeno de indicadores que reflitam a atuação de cada área e nível do sistema e suas articulações emitindo avisos sobre andamentos insatisfatórios para aprofundamento diagnóstico de problemas e tomada de decisão. Sua construção parte da constatação que já temos diagnósticos suficientes, o que falta é escolher e operar as intervenções adequadas para transformar as condições geradoras dos problemas identificados e monitorar para avaliar se as ações realizadas estão surtindo o efeito desejado.

Gestores e equipes poderão aprofundar conhecimento sobre os problemas e definir estratégias de superação, a partir dos avisos de desempenho emitidos pelo Painel.

O Painel foi concebido para acompanhar tendências em cada nível do sistema (Municipal, Regional de Saúde, Microrregião, Supervisão Técnica de Saúde, Subprefeitura, Distritos Administrativos e unidades ambulatoriais e hospitalares).

O Painel de Monitoramento foi reformulado em abril de 2009 aprimorando sua metodologia de análise, emissão de avisos e previsão e a interface com os usuários potencializando a capacidade de identificar problemas e orientar a tomada de decisão. Esta visão geral dos problemas de saúde e desempenho de serviços pretende ser um estímulo aos gestores da SMS em todos os níveis para que elaborem e aprofundem análises no seu âmbito de atuação junto a suas equipes. A apropriação desse instrumento e seu uso sistemático no cotidiano visam contribuir na criação de uma nova cultura de compromisso entre a execução das ações e sua avaliação, permitindo reafirmação ou redefinição de rumos, visando aprofundar e aprimorar a construção do SUS na Cidade de São Paulo.

Topo

 

Componentes do Painel de Monitoramento

O Painel
Matriz que relaciona prioridades da política municipal com os níveis do sistema de saúde municipal operada por indicadores adequados a informar sobre os problemas sob governabilidade dos gestores e técnicos em cada um dos níveis considerados.

Monitoramento
Metodologia de análise de séries temporais que calcula tendência e sazonalidade, modela, interpola e faz previsão de até 4 meses futuros nos valores dos indicadores. Ainda analisa, calcula média e desvio-padrão e constrói faixas esperadas para emissão de sinais mensais. A análise sintética considerando direção, intensidade e consistência de desvios permite a emissão de avisos de desempenho.

Topo

 

Aspectos contemplados pelos indicadores

Cada indicador pode ser adequado para monitorar diferentes aspectos podendo ser considerado nos seus diversos recortes. Desta forma, os indicadores são categorizados segundo os seguintes aspectos;

  • Linha de cuidado e gestão:
    - Materno-Infantil e Adolescente, Adulto e Idoso, Riscos e danos que se relacionam com diversos ciclos de vida e gestão, Desempenho e Organização dos Serviços.

  • Eixo institucional:
    - Atenção Básica e Hospitalar, Rede Integrada, Vigilância, Urgência/Emergência, Violência, Recursos Humanos e Participação Social.

  • Grau de controle do gestor:
    - Contexto e Gestão propriamente dita.

  • Abordagem avaliativa:
    - Estrutura, Processos e Resultados.

  • Nível de produção do cuidado:
    - Promoção da Saúde, Proteção Específica, Assistência e Intermediário.

  • Nível do sistema segundo governabilidade do gestor quanto ao problema tematizado:
    - Municipal, Coordenação Regional de Saúde e Microrregião, Supervisão Técnica de Saúde e Unidades Prestadoras de Serviços.

  • Nível do sistema segundo disponibilidade do dado:
    - Municipal, Regional, Supervisão Técnica de Saúde, Subprefeitura, Distrito Administrativo e Unidade Local.

Topo

 

Processo de escolha dos indicadores do Painel

Abrangentes: contemplam todas as prioridades da SMS-São Paulo

Em pequeno número: considerando todos os níveis, temas e adequação chegam a 88 indicadores

Sintéticos: podem informar sobre um aspecto crítico ou capaz de revelar o maior número de facetas essenciais de um problema. Ex.: abandono do tratamento de tuberculose

Oportunos: divulgados a tempo de tomar atitudes de acerto de rotas

Disponíveis: existentes nas bases de dados do SUS ou de obtenção simplificada

Focados na gestão: informam sobre problemas cujo gestor tem governabilidade para abordá-los

Topo

 

O aplicativo do Painel de Monitoramento

Tela inicial

TelaInicial

 

Tela de escolha de opções para o relatório

TelaEscolha

 

Relatório de series de valores

TelaRelatorioSerie

Relatório de sinais mensais e desempenho - municipal

TelaRelatorioSerie_Mun

Relatório de sinais mensais e desempenho - Unidade básica

TelaRelatorioSerie_UBS

Relatório de sinais mensais e desempenho - Unidade hospitalar

TelaRelatorioSerie_UnHosp

Gráfico Municipal

Grafico

 Topo

 

Metodologia de monitoramento

Os dados são introduzidos por mês e caso estejam fora do valor esperado, sinal é emitido indicando posição relativa à média (1, 2 ou 3 desvios-padrão). Este sinal tem fundo verde se o valor é satisfatório ou vermelho se o valor é insatisfatório e é indicado pelos símbolos 1, 2 , 3 , 0, -1, -2 ou -3. A síntese dos últimos sete meses é analisada emitindo os desempenhos que podem ser Bom, Melhoria ou Excelência se satisfatórios ou Atenção, Alerta e Crítico se insatisfatórios. Sete pontos sucessivos acima ou abaixo da média, em ascensão ou queda ou inversão recente de tendência são desempenhos adicionais informados.

A série histórica é analisada para definir um modelo para o ajuste que pode ser Holt-Winters Aditivo ou Média móvel Simples Centrada. O modelo ajusta a série, mede a adequação do ajuste e prevê valores futuros de até 4 meses. Para realizar uma ponderação na equação do modelo de Holt-Winters Aditivo são realizados testes de tendência e sazonalidade na série temporais. Quando significativos são informados.

Todos os procedimentos são automatizados e ao usuário basta escolher o relatório desejado e analisar o resultado obtido.

GraficoMetodol

TEMAS ESPECÍFICOS DOS INDICADORES QUE CONSTAM NO PAINEL DE MONITORAMENTO

Mortalidade Causa/Faixa Etária

  • Infantil neonatal precoce (< 7 dias), Infantil neonatal tardia (7 a <28 dias), Infantil neonatal (< 28 dias), pós-neonatal (28 dias a <1 ano) e Infantil (< 1 ano)
  • Tuberculose e Aids
  • CA de mama (feminino), CA de colo de útero e útero porção não especificada e CA colorretal
  • Causas diretamente relacionada ao uso do álcool
  • Idoso - Gripe, Pneumonia e Broncopneumonia (> 60 anos e +)
  • Gravidez, parto e puerpério declaradas e confirmadas
  • Acidentes de trânsito e transporte, Suicídios e Homicídios
  • Mortalidade precoce por Diabetes e AVC (< 60 anos)

Nascidos Vivos

  • Nº de nascidos vivos, % Baixo peso ao nascer e % Muito baixo peso ao nascer
  • % Gestações em adolescentes (10 a 19 anos), % Partos por cesária, % Pré-natal em quantidade adequada (7 ou + consultas) e % Recuperação do RN no pós-parto imediato

Doenças de Notificação Compulsória

  • Tuberculose Pulmonar Bacilífera - Casos novos
  • Tuberculose – Encerramento de casos por abandono e tratamento supervisionado
  • Hanseníase - Casos detectados e Avaliação da incapacidade física
  • Dengue - casos novos autóctones e encerramento oportuno de investigação
  • Sífilis Congênita - casos novos
  • Meningite meningocóccica – Casos novos
  • Leptospirose – Casos novos
  • Aids – Casos novos
  • Acidentes de trabalho – fatais, graves e em menores de 18 ano

Produção / Desempenho de Serviços
Informações Ambulatoriais das Unidades Básicas de saúde

  • Coleta de papanicolau
  • Consultas urgência em clínicas básicas na UBS, básicas em UBS, exceto urgências
  • Consultas de idosos, enfermagem, psiquiatria e psicólogo
  • Escovação dental supervisionada e 1ª consulta odontológica
  • Procedimentos de urgência (sutura, retirada de pontos , inalação,drenagem de abscesso)
  • Razão de Coleta de material para exame laboratorial em patologia clínica por consulta

Imunização - doses aplicadas

  • Tetravalente 3ª dose Tetravalente e Tríplice Viral

Internação SUS

  • AVC em maiores de 40 anos
  • Diabetes Mellitus em maiores de 30 anos
  • Fratura de fêmur em idosos
  • Causas evitáveis em menores de 5 anos

    Hospitais Municipais

    • Saídas da unidade de internação
    • Saídas exclusivas do Pronto Socorro com mais de 24 horas de permanência
    • Taxa de ocupação instalada
    • Taxa de mortalidade institucional
    • Taxa de ativação de leitos instalados
    • Giro de leitos/mês
    • Intervalo de substituição de leitos/dia
    • Média de permanência

    Estratégia Saúde da Família

    • Cobertura populacional

    Coleta descentralizada por Subprefeitura

    • Óbitos infantis investigados pelo comitê local
    • Suspeitas de morte materna investigadas pelo comitê local
    • Gestantes que realizaram procedimentos básicos no pré-natal e puerpério
    • Serviços prioritários implantados
    • Notificações de violência
    • Exames pela patologia clínica por pedido
    • Medicamentos essenciais em falta
    • Nascimentos ocorridos na referência estabelecida para as unidades básicas
    • Razão entre médicos clínicos, pediatras e gineco-obstetras existentes e estimados
    • Equipes Completas da ESF
    • Conselheiros gestores capacitados
    • Conselheiros titulares presentes na reunião ordinária do Conselho Gestor

    Informatização na rede

    • Agendamentos locais no SIGA e Registros no módulo de atendimento reduzido do SIGA

    Regulação

    • Vagas impedidas entre as potencialmente disponíveis e Vagas livres entre as efetivamente disponíveis

    Programa Remédio em Casa

    • Ativos entre cadastrados no Programa e Ativos

    Recursos Humanos

    • Médicos prestando serviços em unidades da SMS
    • Funcionários contratados por parceiras prestando serviços em unidades SMS

    Pronto Socorros

    • Consultas médicas de urgência em Pronto-Socorros isolados

    Topo


    IExpopainel

    Para o lançamento do novo Painel de Monitoramento da SMS-SP, em abril de 2009, foi desenvolvido um aplicativo que permite obter em tempo oportuno os resultados do desempenho dos indicadores nos diferentes níveis do sistema. A partir deste avanço tecnológico, o Painel de Monitoramento abriu a possibilidade de um acompanhamento "on line", de forma automatizada, do elenco de indicadores que informam o desempenho dos serviços de saúde da cidade de São Paulo, emitindo avisos sobre o desempenho dos mesmos, tanto positivos como negativos, permitindo, assim, a correção de rumos quando da identificação de problemas. Com isso, inspirados na Mostra Nacional de Experiências Bem Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (EXPOEPI) da SVS como referência de modelo de evento organizamos a I ExpoPainel – SMS e 1ª Mostra de Experiências de uso do Painel de Monitoramento da Situação de Saúde e da Atuação dos Serviços da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo.

    A I Expo Painel da SMS teve como objetivo divulgar as experiências do uso do Painel de Monitoramento da SMS na condução das prioridades da política municipal de saúde pelos gestores e técnicos da SMS em todos os níveis do sistema de saúde: gabinete, coordenadorias regionais, supervisões técnicas e unidades de saúde. Além de contemplar as experiências regionais, contou com um espaço dedicado para o aprofundamento conceitual da proposta.


    Participação:

    Mesa de debates:

    1. “O PM e a gestão do SUS na cidade de São Paulo: Conceitos e Práticas” - coordenação: Sylvia Grimm (CEInfo - SMS)

      Monitoramento da Gestão SUS - Isabel Maria Vilas Boas Senra - Secretaria de Gestão Estratégica - MS
      Conceitos de Monitoramento e Avaliação - Eronildo Felisberto - Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira - IMIP
      Monitoramento e Vigilância: Diferenciação e Complementaridade - Eliseu Alves Waldman – Faculdade de Saúde Pública - USP
      Painel de Monitoramento da SMS-SP – inovação e sustentabilidade - Marcos Drummond Jr - Coordenação de Epidemiologia e Informação CEInfo – SMS

    2. O uso do PM na tomada de decisão: Experiências de Gestão” - coordenação: Prof. Dr. Oswaldo Tanaka (FSP-USP)

      A utilização do Painel de Monitoramento no monitoramento da Tuberculose na Supervisão Técnica de Saúde Pirituba Perus - Maria Lucia G. M. Marcondes da Silva - Supervisão Técnica de Saúde Pirituba/Perus
      Oficina para apropriação da ferramenta Painel de Monitoramento pelos Coordenadores de Unidades de Saúde e Organização Social - Tânia Maria Bonfim Santos Cunha - Supervisão Técnica de Saúde Ermelino Matarazzo
      Uso do Painel de Monitoramento no acompanhamento do Planejamento da Coordenadoria Regional de Saúde Leste - Maria Cristina S S Minari - Coordenadoria Regional de Saúde Leste – SMS São Paulo


    ANAIS

    Topo

    Publicações

    • Livro - Documentos Básicos

      Apresenta reunidos os textos necessários para o apoio ao usuário na utilização do aplicativo, na análise dos seus relatórios e no entendimento de cada indicador do Painel

    Topo

    e-mail: painelsms@prefeitura.sp.gov.br