PROGRAMA AMBIENTES VERDES E SAUDÁVEIS (PAVS)

 

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) incorporou, em 2008, o Programa Ambientes Verdes e Saudáveis (PAVS) na Estratégia Saúde da Família (ESF), na Coordenação da Atenção Básica, com o intuito de estimular novas práticas no campo da Promoção da Saúde no nível local, e fortalecer a capilaridade das ações dos Agentes Comunitários de Saúde - ACS nos seus territórios. Saiba mais sobre a história do PAVS.

O Programa tem como objetivo fortalecer a gestão intersetorial em questões ambientais com impacto sobre a saúde da população, envolvendo a promoção de atitudes voltadas à preservação, conservação e recuperação ambiental e à promoção e proteção da saúde da população.

O PAVS trabalha com uma agenda integrada, com enfoque no desenvolvimento de políticas de saúde e meio ambiente, tendo como eixo o fortalecimento da intersetorialidade no nível local, a sustentabilidade das intervenções no território e o empoderamento e efetiva participação da comunidade, buscando evidenciar os determinantes do processo saúde- doença. Este enfoque tem sido estratégico no fortalecimento da Atenção Básica no Município de São Paulo.

Destacamos como de grande relevância na implementação deste Programa o envolvimento dos ACS, entendidos como atores multiplicadores de Promoção da Saúde e sustentabilidade ambiental, que foram capacitados para identificação e priorização de problemas ambientais com impacto na saúde, em áreas de maior vulnerabilidade, em decorrência do seu trabalho junto à população, e por atuarem e viverem nos territórios, favorecendo dessa forma, os processos de intervenção no nível local. Entenda o processo de Capacitação dos ACS no PAVS na sua fase de Projeto.

O Programa conta com uma equipe composta por três técnicos no nível central, cinco Gestores Regionais e 46 Gestores Locais nos territórios, sendo a execução do mesmo, atribuição das Equipes da ESF nas 274 UBS onde o PAVS é desenvolvido, tendo como protagonista os ACS e os Agentes de Promoção Ambiental (APA), em articulação com as Instituições Parceiras da Estratégia Saúde da Família da Secretaria Municipal da Saúde. Conheça os parceiros que compõe a história do PAVS (Projeto e Programa).

O Monitoramento das ações desenvolvidas pelo PAVS se dá por intermédio de reuniões sistemáticas, visitas técnicas, relatórios mensais e anuais, além da realização de Encontros Técnicos e Fóruns.

A Avaliação do Programa é feita por meio de Balanços Anuais e Pesquisas de Avaliação Local, compreendendo a mesma de forma processual, dentro de uma perspectiva ampla, que suscita a reflexão sobre as intervenções nos territórios, indo além do simples acompanhamento do alcance dos objetivos propostos.

O resultado destas Avaliações contribuem para o aprendizado técnico dos participantes e para dar visibilidade aos resultados do PAVS. Nos Balanços Anuais são apresentados os resultados Quantitativos e Qualitativos alcançados nas Regiões de Saúde, bem como as experiências exitosas. Conheça os Balanços Anuais do PAVS.


O PAVS faz a gestão dos projetos socioambientais nas Unidades de Saúde, tendo como ponto de partida a realidade local e regional para as intervenções, sendo os mesmos desenvolvidos à partir dos seguintes Eixos Temáticos que estão descritos no Guia PAVS:


• Horta e Alimentação Saudável;

• Biodiversidade e Arborização;

• Gerenciamento de Resíduos Sólidos;

• A3P (Agenda Ambiental na Administração Pública);

• Revitalização de Espaços Públicos;

• Cultura e Comunicação;

• Água, Ar e Solo.

Considerando que o PAVS na sua essência é um Programa transversal, os projetos desenvolvidos em cada um dos Eixos fazem interface com diversas Áreas Técnicas e Programas da SMS tais como: Medicina Tradicional, Homeopatia e Práticas Integrativas em Saúde (MTHPIS), Saúde da População Indígena, Atenção Integral em Saúde das Pessoas Vítimas de Violência, Saúde da Criança e do Adolescente, Saúde do Adulto (grupos de hipertensos e diabéticos), Saúde do Idoso, Saúde Mental, Nutrição, Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), dentre outros.

Vários projetos são desenvolvidos também em articulação com as Subprefeituras, Secretaria da Educação (Programa Saúde na Escola - PSE), Secretaria do Verde e Meio Ambiente, Serviço Social do Comércio (SESC), instituições não-governamentais e com outras organizações da comunidade nos territórios.

Mais do que um desafio de proporções significativas para o Município de São Paulo, este Programa é a expressão concreta do compromisso dos gestores municipais com a incorporação de novos valores e práticas de saúde, pautadas na concepção de espaços saudáveis e sustentáveis, para a melhoria da qualidade de vida da população.

Outros links de interesse:

Legislação do PAVS

Manual Orientador das Ações do Agente de Promoção Ambiental

Fotos das ações educativas

Outras publicações:

Mananciais: Diagnóstico e políticas habitacionais

Mananciais: Uma nova realidade?

Parques Urbanos Municipais de São Paulo

Serviços ambientais: Conhecer, valorizar e cuidar

Além do concreto: Contribuições para a proteção da biodiversidade paulistana

GEOSaúde - Resumo executivo

Fique por dentro do PAVS

C40 - Carta de recomendações em Saúde