Barra de Impressão

Prefeitura Regional Vila Mariana


Início - Secretarias - Regionais - Vila Mariana / Notícias


08/08/2017 10h38

Prefeitura inaugura Corredor Verde da Avenida 23 de Maio

Projeto tem quase seis quilômetros de extensão e 10.950 m² de jardins verticais

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo inaugurou neste sábado (5) o Corredor Verde da Avenida 23 de Maio, com quase seis quilômetros de extensão e 10.950 m² de jardins verticais. A implantação foi feita pelo Movimento 90º e acompanhada pela Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, com o apoio das prefeituras regionais. O valor da implantação do projeto é de cerca de R$ 9,7 milhões.

Ao longo dos quase seis quilômetros, foram colocadas 40 espécies de plantas e folhagens como falsa íris, manjericão, samambaias, alecrim, orégano, salsa e tapete-inglês, entre outras. Foram utilizadas mais de 250 mil mudas de plantas. As estruturas dos painéis foram feitas com 163,7 toneladas de lixo reciclado.

“São paredões verdes implantados ao longo dos últimos três meses e que serão mantidos com sistema de gotejamento. O trabalho foi totalmente financiado pelo setor privado. Não há dinheiro público nem na implantação, nem na manutenção. É um privilégio para São Paulo poder ter uma avenida tão importante com o verde”, afirmou o prefeito João Doria.

Para irrigar o Corredor Verde são usados cerca de 33 mil litros de água de reuso, que circulam constantemente nos jardins. O sistema de irrigação é controlado de forma automatizada por nove centrais. Para a realização deste projeto houve a participação de 150 colaboradores, entre arquitetos, engenheiros e operários, que atuaram durante 135 dias, concluindo mais de mil horas de trabalho. O Departamento de Iluminação Pública (Ilume) instalou 402 projetores de 50 watts ao longo do corredor.

O Corredor Verde proporcionará benefícios para as mais de 1 milhão de pessoas que passam pela Avenida 23 de Maio diariamente. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), esse tipo de espaço urbano propicia benefícios físicos, psicológicos, sociais, econômicos e ambientais.

Segundo secretário municipal do Verde e do Meio Ambiente, Gilberto Natalini, o corredor verde vai absorver calor e barulho da avenida. “A cara da 23 de maio mudou completamente tanto é que a cidade está reconhecendo. O ganho urbanístico dessa obra é imenso”, disse.

O projeto faz parte de um Termo de Compromisso Ambiental (TCA) assinado na gestão anterior com a empresa Tishman Speyer, destinado à construção de oito jardins verticais na cidade. Até o fim de 2016, haviam sido realizados cinco desses jardins nas laterais de prédios que circundam o Minhocão, na região central da cidade.

A atual gestão deu continuidade ao termo assinado, mas direcionou o projeto para a Avenida 23 de Maio, privilegiando muros públicos no lugar de paredes de propriedades particulares. Além disso, estendeu o tempo de manutenção dos jardins, que inclui a revisão nos gotejadores, monitoramento diário da irrigação, fertilização, podas quando necessário e verificação da estrutura.

"A construção do Corredor Verde da 23 de Maio, o maior deste tipo no mundo, coloca São Paulo como um exemplo de metrópole capaz de se reinventar com o uso de tecnologias verdes como política pública preocupada em privilegiar mais qualidade de vida na cidade", diz Guil Blanche, do Movimento 90°.

Corredor Verde

O projeto do Corredor Verde foi anunciado em março deste ano pelo prefeito João Doria. O Viaduto Tutóia foi o primeiro, e recebeu cerca de 30 espécies de plantas, numa área de1.439 m². A entrega deste primeiro trecho aconteceu em abril. Depois, a implantação seguiu para os viadutos Santa Generosa, Beneficência Portuguesa, Pedroso, São Joaquim, Tutóia e Jaceguai.

Clique aqui e veja fotos


  • Copyright
  • SAC