Av. Cupecê recebe SP Cidade Linda

Via está recebendo ações de zeladoria ao longo de seus 5,3 quilômetros de extensão

A 38ª do programa SP Cidade Linda começou no sábado, 16 de setembro, na Av. Cupecê, e se estenderá ao longo da semana. Operação tapa-buraco, serviços de limpeza, poda de árvores, capinação de grama e raspagem de lembe-lambes de postes e pontos de ônibus são alguns dos trabalhos que serão realizados ao longo dos 5,3 quilômetros de extensão da via, que interliga as avenidas Vereador João de Luca e Presidente Kenedy, sendo que esta última está situada no município de Diadema.

A ação envolve mais de 230 pessoas trabalhando na manutenção dos logradouros, revisão de 161 bocas de lobo e bueiros, instalação de 16 lixeiras, entre outros. O Departamento de Iluminação Pública (Ilume) revisará os 118 postes e as 328 lâmpadas que estão na avenida.

O prefeito João Doria ressaltou que "a ação de tapa-buraco, como a que fizemos hoje, foi incorporada em todas as ações do Cidade Linda com o objetivo de tapar 650 mil buracos. Queremos deixar a cidade em ordem, com piso de ruas e alamedas recuperado".

O prefeito regional de Cidade Ademar, Júlio Carreiro, destacou a importância da participação da população na ação: “em todos os nossos mutirões, os voluntários têm acordado cedo e ajudado a melhorar nossa região. Neste sábado não foi diferente. São iniciativas como essa que estão ajudando a transformar nossa cidade”.

SP Cidade Linda

Lançado no dia 2 de janeiro deste ano, o SP Cidade Linda é um projeto de zeladoria urbana criado com o objetivo de melhorar as condições da cidade e, assim, resgatar a autoestima do paulistano. O programa reúne um conjunto de serviços para revitalizar áreas em todas as regiões, em uma ação regular e contínua, que parte do Centro em direção à periferia da cidade.

Os trabalhos são coordenados pela Secretaria de Prefeituras Regionais, com o apoio das pastas de Assistência e Desenvolvimento Social, Infraestrutura e Obras, Transportes e Mobilidade, Segurança Urbana e Verde e Meio Ambiente, além de contar com o envolvimento da iniciativa privada, ONGs e cidadãos.