Share

Palestra: Reconhecer a Semente do Conflito

Cartografia Livre aprendizado 

Eixo temático:
Os eventos partilham conhecimentos e aprendizagens sistematizados a partir da experiência de comunidades intencionais ao longo de décadas.

A virada para uma sociedade sustentável necessita, antes de tudo, uma mudança interna.

Comunidades servem como campos de treinamento e experiências para esta mudança. Nas comunidades pessoas criam, num contexto menor, modelos e ferramentas que possam ser inspiradoras para outros grupos, sejam rurais ou urbanas. Independente do contexto, é útil experimentar novas formas comunicativas e aumentar o seu autoconhecimento para que podemos viver a nossa individualidade plena e ao mesmo tempo ser compatível em grupos.

Objetivo: introduzir os participantes a uma tecnologia social

1- Palestra com vivência-. 20/Fev

"Reconhecer a Semente do Conflito "

Quando humanos interagem-se - sempre surgem conflitos. Tem que ser assim?
Os eventos partilham conhecimentos e aprendizagens sistematizados à partir da experiência de comunidades intencionais ao longo de décadas.
A virada para uma sociedade sustentável necessita, antes de tudo, uma mudança interna. Comunidades servem como campos de treinamento e experiências para esta mudança. Aqui pessoas criam, num contexto menor, modelos e ferramentas que possam ser inspiradoras para outros grupos, sejam rurais ou urbanas. Independente do contexto, é útil de experimentar novas formas comunicativas e aumentar o seu autoconhecimento para que podemos viver a nossa individualidade em pleno e ao mesmo tempo ser compatível com grupos.

A verdade é, que todos nós somos diferentes, mas isso ainda não tem que criar um conflito... é possível de aprender de lidar com diferenças e até aproveitar-las sem entrar em briga. A chave está dentro de cada um de nós - e é possível descobrir-la justamente com os espelhos daqueles que são diferentes...

Justificativa : Essas ferramentas sociais como por exemplo o FÓRUM e outras a serem abordadas são um tesouro para todas as pessoas que querem aprender a desenvolver confiança num grupo. Além disso estas ferramentas podem ser utilizadas em modelos , como comunidades e associações de bairros , conselhos de cidadão , facilitando assim a autogestão do grupo.

Objetivo: introduzir os participantes a uma tecnologia social
Público : Toda e qualquer pessoa interessada no tema.

Palestrantes: Ita Gabert e Báarbara Stützel

Coordenação Eveline Limaverde - Educadora Socio- ambiental - UMAPAZ-4
Georges F Kharlakian - Socioeconomista- Ciências Ambientais Integradas -
UMAPAZ-3

Serviço: “Dias e Horário: segunda -feira ,20 de fevereiro, das 19h às 21h30
Local: Parque Ibirapuera – UMAPAZ – Av. IV Centenário, 1268 - Portão 7A
Vagas: 50 – Serão contemplados a participar deste curso os primeiros inscritos.

Facilitadoras:
Ita Gabert e Barbara Stützel são alemães que moram nas suas comunidades intencionais no norte da Alemanha com mais de cem pessoas . Um campo largo de prática de conflitos...
Nessas comunidades foram desenvolvidas técnicas sociais para lidar com emoções, valores diferentes e necessidades diversas.

Inscrição: aqui

 
MINI CV DAS Palestrantes .

Ita Gabert: é terapeuta psico-corporal e educadora, Se especializou em novas técnicas sociais para comunidades e grupos, foi quem introduziu o Dragon Dreaming no Brasil. Ela é alemã, morou mais de 10 anos no Brasil e reside com 150 pessoas na Ecovila Sieben Linden na Alemanha desde 2002.
www.siebenlinden.de

Barbara Stützel: pesquisa ha mais que 20 anos a criatividades em grupos e facilita cursos de vida comunitária e comunicação. Ela é psicóloga e atriz e vive na comunidade ZEGG desde 2001 com mais 120 pessoas.
www.zegg.de

Inscrição: aqui

Qualquer alteração na atividade será informada via e-mail aos inscritos.

 


» Clique aqui e veja todas as atividades da UMAPAZ

 

Como chegar na UMAPAZ: