Cursos e Eventos

 I Encontro Técnico Nacional de Centros
de Triagem e Reabilitação de
Animais Silvestres
Conhecendo as realidades, buscando soluções

A Divisão de Fauna Silvestre da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (SVMA) prepara para o mês de abril de 2018 o I Encontro Técnico Nacional de Centros de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres, iniciativa inédita no país reunindo técnicos que atuam na triagem e reabilitação da fauna silvestre. Com o mote “Conhecendo as realidades, buscando soluções”, o objetivo é promover a troca de conhecimentos e experiências entre profissionais do setor, que buscam alternativas para o manejo da Conservação da Biodiversidade.

O encontro acontece nos dias 13 e 14 (sexta e sábado), das 8h às 17h, e 15 (domingo), das 8h às 12h, no Centro de Manejo e Conservação de Animais Silvestres (CeMaCAS), instalado dentro do Parque Anhanguera, em São Paulo. Dentre o conteúdo previsto na programação, em elaboração, estão confirmados os seguintes temas: “Recebimento de Animais Silvestres”, “Aspectos Clínicos e Laboratoriais”, “Nutrição e Reabilitação de Animais Silvestres”, “Destinação e Soltura de Animais Silvestres”, “Monitoramento e pós-soltura e Vigilância” e “Conservação da Fauna Brasileira”.

O público-alvo do evento se concentra nos biólogos e veterinários que atuam em Centros de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) e em Centros de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS); profissionais que trabalham com conservação, reabilitação ou soltura de animais silvestres e pesquisadores; profissionais que atuam com animais silvestres em cativeiro (zoológico e criadouros conservacionistas). Como são esperados técnicos de todo o país, os organizadores fornecerão previamente informações complementares (inscrições, hotelaria, traslado etc) pelo e-mail enacc2018@gmail.com. As inscrições serão feitas por formulário a partir de janeiro.

O formulário de inscrição deste evento estará disponível a partir de janeiro. Após o preenchimento do formulário, o interessado deverá aguardar a confirmação de participação, pois as inscrições serão validadas pela Comissão Organizadora. Aos admitidos, será exigida a vacinação contra a Febre Amarela.

 
 

 

voltar para Fauna