02/03/2012 15h27

Share

Obras na Av. Roberto Marinho recebem licença prévia do Cades

Cades concede licença ambiental para obras de reassentamento de 4 mil famílias


 

O Cades – Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável – concedeu licença para as obras de reassentamento de 4 mil famílias. No total, serão cerca 8.400 famílias beneficiadas pelas obras de urbanização e saneamento que fazem parte da Operação Urbana Água Espraiada.

As obras previstas na Operação Urbana receberam a licença ambiental prévia, com recomendações que deverão ser seguidas para obtenção da licença para a instalação de obras.

De novembro de 2009 a setembro de 2010, a equipe social da Secretaria Municipal de Habitação realizou o cadastramento das famílias que vivem nas 29 áreas de favelas, 16 das quais sob interferência direta para a construção do parque linear e 13 afetadas diretamente pelas obras.

Essas famílias deverão ser atendidas com programa de aluguel social até as novas unidades habitacionais estarem prontas. A construção dos apartamentos deverá ocorrer numa etapa antes do início das obras do parque linear e do prolongamento da Avenida Roberto Marinho.

A Prefeitura de São Paulo construirá quatro mil apartamentos; outros seis mil serão edificados em parceria com a CDHU. As moradias ficarão na mesma região e os recursos são oriundos da Operação Urbana Água Espraiada.


Locais

Assentamentos em áreas de interferência direta (6.920 famílias cadastradas): Rocinha Paulistana, Beira Rio, Taquaritiba, Vietnã, Ponte da Fonte São Bento, Nova Minas Gerais, Imigrantes, Arco Verde, Babilônia, Henrique Mindlin, Paraguai, Guian Corruíras, Americanópolis, Muzambinho e Complexo Alba Souza Dantas.

 

    

 

As famílias aguardarão em aluguel social a entrega das moradias definitivas.
Os assentamentos que não forem afetados diretamente pela construção do parque, mas fazem parte do perímetro da Operação Urbana Água Espraiada, também serão beneficiados com infraestrutura de saneamento.

 

São eles: Pingo de Ouro, Vila Fachini, René Fernandes, Imprensa Nilópolis, Jardim Lourdes, Imprensa Colonos, Dersa, Cidade de Santos, Esmeralda Monteiro, Porto Seguro, Afonso XIII, Túlio Teodoro de Campos e Dornas Filho.

 

 

 

 Parque linear

O parque linear, que será criado para recuperar e preservar a bacia hidrográfica do córrego Água Espraiada, terá 3.400 metros de extensão, com aproximadamente 305.000 m² de área interna, com ciclovia, áreas de lazer e paisagismo.

 

 

 

 
Prolongamento da avenida

O prolongamento da Av. Roberto Marinho terá:
„« 750 metros de pista em nível;
„« 2 pistas com 4 faixas em cada;
„« 2.350 metros em 2 túneis, com 3 faixas em cada; 180 metros em nível, 2 pistas com 3 faixas cada;
„« 4.230 metros de ramos de ligação e vias marginais à rodovia dos Imigrantes, sendo 1.160 metros em viadutos, todos com 2 faixas em cada.

  

 

 
Recursos

O investimento previsto nas obras de reassentamento das quatro mil famílias, construção de parque linear, prolongamento da Av. Roberto Marinho e vias perimetrais será de aproximadamente R$ 2,4 bilhões, financiados por recursos da venda de CEPAC.

 


Desapropriações

A estimativa para a realização das obras é de 24 meses. Os processos de desapropriação dos 107 imóveis para construção das unidades de habitação de interesse social estão em fase avançada, tramitando na Justiça. As famílias em assentamentos precários serão atendidas a partir da conclusão dessas obras. As desapropriações restantes estão em fase de elaboração de projeto.

 

Assessoria de Comunicação
SPOBRAS – 02/03/2013