02/04/2013 17h21

Share

SPObras mostra plano de projetos e obras da empresa para o período 2013 – 2016 para SINAENCO

No dia 20/3, o Diretor de Desenvolvimento de Projetos de SPObras, Ricardo Pereira da Silva, apresentou o plano da empresa para o período 2013 - 2016 no Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva – Sinaenco.
O objetivo da apresentação foi a aproximação entre o Poder Público e as empresas com a finalidade de mostrar e esclarecer como a administração está organizando a cidade para os próximos anos.


Confira alguns tópicos da apresentação sobre o Plano de Mobilidade Urbana, projeto que prevê a construção de nove corredores de ônibus que irão perfazer um total de 68,5 km, mais seis terminais com um investimento de R$ 2,7 bilhões.
 

PROJETO DE MOBILIDADE URBANA


MAPA DE LOCALIZAÇÃO DO CORREDOR INAJAR DE SOUZA — RIO BRANCO — CENTRO

CROQUI ESQUEMÁTICO DO CORREDOR INAJAR DE SOUZA — RIO BRANCO — CENTRO

CROQUI ESQUEMÁTICO DO CORREDOR RADIAL LESTE

 

PLANO VIÁRIO ZONA SUL


AVENIDAS DO PLANO VIÁRIO ZONA SUL

Confira como será desenvolvido o Plano Viário Zona Sul, que também terá investimentos vultosos da ordem de R$ 2,3 bilhões:


- alargamentos da Av. Guarapiranga, da Estrada da Baronesa, da Estrada Guavirutuba e da Rua Agamenon Pereira da Silva;
- prolongamento da Av. Carlos Caldeira Filho e canalização do Córrego Água dos Brancos;
- prolongamento e alargamento da Estrada M’Boi Mirim e
- duplicação da Estrada da Cachoeirinha.
Já na região da Subprefeitura de Capela do Socorro haverá a duplicação da Av. Dona Belmira Marin. Veja:

LOCALIZAÇÃO DO PLANO VIÁRIO ZONA SUL

AV. GUARAPIRANGA E ESTRADA GUAVIRUTUBA

AVENIDA GUARAPIRANGA

As obras estão em licitação.

 

OPERAÇÃO URBANA ÁGUA ESPRAIADA

Um dos projetos mais aguardados é o da Operação Urbana Água Espraiada que engloba um conjunto de obras na região, que trará grande impacto social e ambiental. Confira.

Urbanização de áreas degradadas – construção de HIS


As obras da Operação Urbana Água Espraiada pressupõe a remoção e recuperação das áreas degradadas e em situação de risco. Serão removidas todas as favelas da região e para abrigar essas famílias serão construídas quatro mil unidades habitacionais, com potencial para a construção de mais quatro mil, perfazendo um total de oito mil unidades em convênio com a CDHU.

 Croqui das áreas indentificadas

A demora no desenvolvimento dessas obras está na lentidão natural nos processos de desapropriação das áreas que receberão as HIS. Segundo o diretor de SPObras, o Prefeito Fernando Haddad não quer dar início às obras civis sem antes resolver o problema das HIS. Das 47 áreas em processo de desapropriação, SPObras tem a emissão de posse de apenas sete.

Confira os projetos dos conjuntos habitacionais que substituirão as áreas de favelas.

 

TÚNEL


Além dessas unidades, também serão construídos o túnel que ligará a Av. Roberto Marinho à Rodovia Imigrantes, a Via Parque,o parque linear com a recuperação do córrego Água Espraiada e a construção de duas pontes na marginal do rio Pinheiros e a extensão da Av. Chucri Zaidan até a Av. João Dias. Confira o que foi apresentado:

 

AV. DR. CHUCRI ZAIDAN e pontes sobre o rio Pinheiros


Para desafogar o trânsito na região, a Av. Chucri Zaidan será prolongada em 3.250 metros de extensão até a Av. João Dias, incluindo 2.600 metros de alargamento em nível e 880 metros de vias subterrâneas em túnel, com quatro faixas de rolamento em cada sentido.


O projeto inicial da ponte que sairia da Av. Prof. Alceu Maynard Araújo foi modificado para minimizar o impacto ambiental e melhorar a distribuição do fluxo de veículos na região.


A solução encontrada foi desmembrar a ponte em duas pontes com sentidos únicos e que ligam os dois lados do Rio Pinheiros, ambas com três faixas de rolamento.


A ponte Laguna será construída na altura da Rua Laguna, com 360 metros de extensão, ciclovia e passarela para pedestres.


A ponte Itapaiúna, também com sentido único, será construída para ligar a Av. Doutor Chucri Zaidan à Rua Itapaiúna, do outro lado do Rio Pinheiros e terá 340 metros de extensão.

Pontes Tapaiúna e Laguna e prolongamento da Av. Chucri Zaidan

 

AVENIDA ROBERTO MARINHO


Confira o projeto do parque linear que será implantando no córrego Água Espraiada. Esse projeto tem grande apelo ambiental e ecológico, pois será o primeiro córrego com água limpa na capital.

O parque linear terá ciclofaixa, áreas de lazer e descanso, playground e áreas verdes.

OPERAÇÃO URBANA ÁGUA BRANCA

Obras de macro e micro drenagem dos córregos Sumaré e Água Preta e implantação de alerias

A região da Pompéia sofre há anos com as constantes enchentes. A causa disso são as galerias subterrâneas que dão vazão aos córregos Sumaré e Água Preta que já não dão conta do volume de água da chuva.


Foram feitas obras nas Ruas Germaine Burchard e Tagipuru, adequando os sistemas de macro e micro drenagem. A galeria existe, de 1,80m x 1,80m, entre a Av. Francisco Matarazzo e a Rua Pedro Machado, foi substituída por galerias de seção retangular de concreto de 3m x 2m em 300 metros de comprimento, sendo 120 metros na Rua Germaine Burchard (entre a Av. Francisco Matarazzo e a Rua Tagipuru) e 192 metros no trecho entre as Ruas Germaine Burchard e Pedro Machado, com desemboque na canalização do Córrego Sumaré, sob o Viaduto Antártica. Em breve será entregue esta 1ª fase das obras, cujo investimento foi de R$ 18 milhões.

 

OPERAÇÃO URBANA FARIA LIMA


As obras da Operação Urbana Faria Lima trará grande benefício para a região de Pinheiros e Butatã com o impacto no desafogamento do trânsito. Com um investimento da ordem de R$ 146.4 milhões, a Operação Urbana Faria Lima prevê:
- construção e ampliação do Terminal de Ônibus Pinheiros;
- construção de garagem subterrânea com capacidade para 496 vagas
- reurbanização do Largo da Batata com implantação de praças e recuperação de vias;
- reforma em todo o sistema viário da região;
- reforma das calçadas com implantação de rede de renagem, enterramento de fios e cabos de transmissão de dados, iluminação pública, sinalização e paisagismo.
Já a galeria do córrego Sumaré, de 3.720 metros, terá ampliada a sua capacidade de vazão dos atuais 24 m³/segundo para 62,5 m³/ segundo. A galeria do córrego Água Preta, de 3.300 metros, terá sua vazão aumentada de 13 m³ segundo para 62,5 m³ segundo. Investimento R$ 160 milhões. Veja.

Terminal de ônibus Pinheiros com integração ao metrô e CPTM e garagem subterrânea.

PONTE BAIXA


Com um investimento de R$ 399 milhões, a canalização dos córregos Ponte Baixa e do Jardim Letícia trará grande benefício para a região da represa Guarapiranga.O projete prevê:
- implantação de reservatório de regularização de vazão;
- Implantação de viário entre a Av. Guido Caloi e Rua Daniel Klein;
- Construção de obras de arte (pontes, viadutos etc) de interligação;
- Implantação de parque linear e urbanizações de favelas e áreas degradadas com remoção e reassentamento de famílias.
Essas obras trarão grande contribuição para a recuperação da represa Guarapiranga.

Foto aérea e croqui da localização das obras.

AUTÓDROMO DE INTERLAGOS – GP BRASIL DE FÓRMULA 1


Todos os anos, o autódromo de Interlagos passa por reformas para receber o Grande Prêmio Internacional de Fórmula 1. O investimento é necessário porque o autódromo recebe inúmeros eventos durante o ano e a Fórmula 1 exige adequações específicas. Este ano, além das obras permanentes, serão feitos os novos boxes, uma exigência da FIA. Com orçamento de R$ 155 milhões, as obras preveêm:
- reforma da pista e das instalações permanentes
- edificação dos novos boxes;
- adequações geométricas da pista;
- adequações da instalações permanentes de 2014;
- obras de Acessibilidade.

Fotos do autódromo.

CIRCUITO ANHEMBI – SÃO PAULO INDY 300


FÓRMULA INDY 300

A Fórmula Indy 300 requer o mesmo tipo de obras que a Fórmula 1, mas no Anhembi. Como o local também recebe inúmeros eventos, anualmente, a pista tem de passar por reformas e adequações para receber o bólidos. O diretor de SPObras explica que o orçamento para este ano é de R$ 12 milhões e inclui obras de:
- adequação e implantação das instalações deos equipamentos para a corrida;
- implantação de elementos de segurança;
- recuperação do pavimento e drenagem.

Croqui do circuito e fotos da última prova.

MOBILIÁRIO URBANO


A partir deste ano, SPObras coordenará dois contratos de concessão do mobiliário urbano: abrigos de ônibus e relógios de rua.
Esta concessão é diferente porque, pela primeira vez, a Prefeitura não paga, mas sim recebe pela prestação de um serviço.
Os contratos preveêm:
Abrigos
- substituição de 6.500 abrigos existentes pelos novos modelos;
- substituição de 12.500 totens de pontos de ônibus pelos novos modelos;
- implantação de mais 1.000 abrigos, além da substituição dos existentes;
- implantação de mais 2.200 totens de pontos de ônibus, além da substituição dos já existentes;
- prazo de implantação de todo o parque de mobiliário urbano: 36 meses;
- concessão: 25 anos;
- R$ 167 milhões de outorga a ser recebido pela Prefeitura;
- investimento de R$ 300 milhões.

Relógios
- retirada dos 250 modelos antigos de relógios;
- implantação de 1.000 novos modelos de relógios digitais com marcação de hora, temperatura, condição do ar e painel de avisos operado pela Prefeitura.
- concessão de 25 anos;
- R$ 68 milhões de outorga a ser recebidos pela Prefeitura
- R$ 240 milhões em investimentos.

Modelos dos novos abrigos e relógios implantados.

INTERVENÇÕES PARA SECRETARIA DE CULTURA


Ricardo Pereira da Silva explica que SPObras também faz obras em equipamentos da Secretaria de Cultura.
Com investimento de R$ 92,5 milhões, estão em obras de restauro e edificação:
- restauro e reforma do Ed. Sampaio Moreira;
- construção do Circo Escola Piolin;
- restauro e reforma da Vila Itororó.
Edifício Sampaio Moreira
Erguido na década de 20, entre os anos de 1923 e 1927, é um dos primeiros arranha-céus de São Paulo, tombado pelo Patrimônio Histórico.
Circo Escola Piolin
O Circo Escola Piolin ficará entre na esquina entre a Avenida Rio Branco e a Rua Antônio de Godói, no – Largo do Paissandu, região central da cidade e terá um investimento de R$ 35 milhões.
Vila Itororó
Com recursos provenientes da Secretaria de Cultura e do FUNDURB da ordem de R$ 53 milhões, SPObras fará a reforma e restauro da Vila Itororó. O conjunto de edificações, que fica na Bela Vista, é tombado pelo Patrimônio Histórico e abrigará equipamentos culturais.

Croquis do Edifício Sampaio Moreira e do Circo Escola Piolin.

 

Assessoria de Comunicação
SPOBRAS – 02/04/2013