Habitação

Governo do Estado e Prefeitura de São Paulo entregam 112 apartamentos em Paraisópolis

O investimento do Governo do Estado de São Paulo na obra foi de R$ 9,1 milhões. Terreno foi doado pela Prefeitura da capital.

 Fachada do Conjunto Habitacional Vila Andrade C

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito de São Paulo, João Doria, entregaram nesta sexta-feira (8/9) 112 apartamentos para famílias de Paraisópolis, na zona sul da Capital.

As moradias do Conjunto Habitacional Vila Andrade C foram construídas pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), com investimento total de R$ 11,9 milhões (R$ 9,1 milhões da empresa estatal e R$ 2,8 milhões do PAC-Programa de Aceleração do Crescimento), em terreno da Prefeitura de São Paulo. As famílias foram atendidas pela Prefeitura até a conclusão das obras. Elas foram removidas de áreas de risco, bem como de locais de obras públicas, e inscritas no programa municipal de auxílio-moradia.

O governador falou que esta era apenas uma das parcerias entre Estado e Prefeitura. "Somos parceiros também nas áreas de educação, segurança, mobilidade, saúde, saneamento, combate a enchentes e assistência social", informou Alckmin.

 

O prefeito de São Paulo, João Doria, o secretário adjunto de Habitação, Gilmar Souza Santos, e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, entregam as chaves aos novos moradores

As novas habitações estão distribuídas em quatro blocos com sete pavimentos e têm 43,36m², com dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro. As unidades contam com piso cerâmico em todos os cômodos, esquadrias de ferro com pintura eletrostática, corrimãos e barras de apoio para pessoas com deficiência, além de sanitários adaptados, revestimentos em gesso com pintura látex e aquecedores a gás.

O residencial tem infraestrutura completa, com redes de água, esgoto, elétrica e gás encanado, iluminação pública, sistema viário, drenagem, pavimentação, áreas verdes e de lazer, acessos por passarelas, rampas, escadas e medição individualizada de água.

"Queria saudar os futuros moradores e dizer que vamos, com a ajuda da comunidade, fazer a Paraisópolis Linda, que é um objetivo da Prefeitura e do Governo do Estado", disse o prefeito João Doria, destacando que quatro unidades do novo conjunto habitacional são adaptadas para pessoas com deficiência.

Neste empreendimento, foram atendidas famílias com renda entre um e dez salários mínimos, priorizando as que recebem até três. Outros requisitos para participar do programa foram morar ou trabalhar no município há pelo menos cinco anos, não ser proprietário de imóvel e não ter financiamento habitacional.

De acordo com estudo realizado pela CDHU, são criados 14,5 empregos diretos a cada R$ 1 milhão investido em construção residencial, o que equivale a 172 empregos diretos criados pela obra de todo o conjunto.

Área comum externa do empreendimento, com espaço para as crianças

Desde 2011, a Região Metropolitana recebeu 31.093 moradias populares, por meio da CDHU e do programa Casa Paulista. Além disso, 24.283 unidades estão em obras na região.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Habitação, entregou 1.470 moradias na capital este ano e viabilizou áreas e aporte financeiro para construção de outras 12.950.

 

Veja mais fotos da entrga do Conjunto Habitacional Vila Andrade C: CLIQUE AQUI