Habitação

Regularização Fundiária avança no Parque Esperança, Zona Norte de São Paulo

O secretário adjunto de habitação Gilmar Souza Santos, participou da reunião com mais de 200 famílias, que receberão as matrículas dos seus imóveis.

O secretário adjunto de habitação Gilmar Souza Santos, conversa com as familías sobre os proximos passos da Regularização Fundiária

Na noite de ontem 04/10, foi realizada uma reunião na Associação de Moradores Amigos do Parque Esperança, Zona Norte, para informar a comunidade sobre a finalização do processo de regularização fundiária da região. Mais de 400 famílias receberão os títulos de posse de seus imóveis. Estavam presentes, o secretário adjunto de Habitação, Gilmar Souza Santos, juntamente com a equipe social da secretaria, e o vereador Fabio Riva, que fez uma apresentação sobre a história da comunidade do Parque Esperança, e a luta para a regularização da área, desde a abertura do processo em 1992.

A equipe social realizou atualização cadastral dos moradores para a atribuição da legitimação de posse em junho/2017, em seguida, a abertura da matrícula individual.
Cerca de 412 famílias que viviam de forma irregular serão beneficiadas e receberão o título de propriedade do imóvel. O atendimento foi dividido em duas reuniões, para que a equipe social pudesse dar mais atenção aos presentes. No total, na noite anterior, foram atendidas mais de 180 pessoas. A próxima reunião que será dia 06/10, atenderá o restante da lista. Após a apresentação da lista dos beneficiários, a secretaria encaminhará para o cartório e a ação será concluída até dezembro.

Moradores doParque Esperança, aguardam o início da reunião

O secretário adjunto Gilmar Souza Santos discursou no evento, e falou da importância de uma gestão que prioriza as necessidades de cada cidadão, segundo ele, ”essa é a maneira como a Sehab trabalha por vocês e por São Paulo”. Karen Cristina Ruiz, moradora e futura beneficiária, ficou feliz com a presença do secretário “hoje estou vendo uma coisa que nunca vi em todos estes anos de luta, o secretário de habitação fazendo uma visita, mostrando proximidade, e preocupação com a comunidade”.

O secretário adjunto com Karen Cristina Ruiz e sua família, umas das primeiras a morar no Parque Esperança e que serão beneficiárias

Os moradores poderão consultar a lista no Diário Oficial de São Paulo, na Associação de Moradores do Parque Esperança, na Secretaria de Habitação, ou no plantão social que será dia 10/10 na própria associação.
Ao fim da reunião foi aberta uma sessão de perguntas para sanar as dúvidas dos moradores que estavam presentes.
A Secretaria Municipal de Habitação por meio do programa de Metas 2017-2020 vai beneficiar cerca de 210 mil famílias com ações de regularização fundiária nos próximos quatro anos.