Barra de Impressão

Secretaria Municipal de Habitação


  • Início
  • Secretarias
  • Habitação / Notícias


    29/03/2010 20h42

    Cohab-SP disponibiliza 1.800 moradias pelo Programa Imobiliária Social

    Por Bete Hoppe.


    Planta de apartamento de 44,09 m2 , no Brás, na região central da cidade 

    No intuito de encontrar alternativas para suprir a demanda habitacional na faixa de 3 a 10 salários mínimos, a Cohab-SP, em parceria com construtoras, desenvolveu o Programa Imobiliária Social. Lançado há seis meses, já soma 1.800 unidades habitacionais, distribuídas por 13 empreendimentos na Grande São Paulo. Esse número é praticamente quatro vezes a média de famílias atendidas pela Cohab sozinha, de 2005 a 2009. E outros 22 empreendimentos estão em análise, o que se traduz em mais 3.400 moradias.

    “Dos nossos 1 milhão de cadastrados, cerca de 20% se encaixam nesse perfil. O poder público faz a sua parte, mas precisa da iniciativa privada como parceira para suprir o déficit por habitação”, afirma Pereira Leite, presidente da Cohab-SP. “E os números do Imobiliária Social comprovam que estamos no caminho certo.”

    Dos 50 mil cadastrados comunicados por torpedo e e-mail, 4.500 retornaram para mais informações - bem acima da média de 1% para esse tipo de abordagem. E as visitas aos stands de venda também foram positivas: em um final de semana, num dos empreendimentos na zona leste, por exemplo, 29% dos 380 visitantes cadastrados na Cohab-SP ofereceram proposta de compra.

    Tenda, Trisul, Atua, TPA Novocentro, P1, Crescer e MRV Engenharia selecionaram unidades na capital (no Brás, Jaraguá, Mooca, Itaquera e Centro), em Guarulhos, Ferraz de Vanconcelos, Mogi das Cruzes, Cotia e Suzano. Há apartamentos e casas de 33,71 m² a 137,39 m², de 1 a 4 dormitórios, todos com garagem e área de lazer (alguns com piscina, espaço gourmet e quadra esportiva gramada). Os preços variam de R$ 73 mil a R$ 133 mil e o financiamento pode ser feito por meio da Caixa Econômica Federal (CEF) ou diretamente com as construtoras.

    “As empresas têm a oferta e nós, 200 mil potenciais compradores. Elas não perdem tempo nem dinheiro em busca do público-alvo, nós diminuímos a fila e nossos cadastrados, além de realizar o sonho casa própria mais rapidamente, ainda ganham desconto na compra do imóvel”, diz Ricardo Pereira Leite. “Ou seja, nessa parceria, todos ganham.”
     


    • Copyright
    • SAC