11/11/2009 18h00

Share

Favela do Sapé será urbanizada em 2010

Por Bete Hoppe


Imagem aérea da Favela do Sapé, próxima a Rodovia Raposo Tavares

A favela do Sapé, ocupação no Butantã (zona oeste), de 1962, que se estende ao longo do córrego de mesmo nome numa área de 80 mil m², foi selecionada nesta semana para receber obras de urbanização da Seleção de Projetos do Protocolo de Cooperação Federativa. Os investimentos somarão cerca de R$ 90 milhões, sendo R$ 50 milhões da Prefeitura e R$ 40 milhões do PAC. As obras, cujo edital foi publicado em dia 8 de setembro, têm início previsto para março do ano que vem.

Na terça-feira dia 10, o secretário municipal de Habitação, representando o prefeito de São Paulo, participou da primeira cerimônia oficial de anúncio da Seleção e da assinatura do Protocolo. Organizado pelo Ministério das Cidades, o evento ocorreu no Palácio do Itamaraty e contou com a presença do presidente da República.

Nesta quarta edição da Seleção, que contempla projetos de urbanização de favelas, cerca de R$ 1,2 bilhão de recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) beneficiarão 90 municípios em todo o País.

As intervenções no Sapé englobam implantação de infraestrutura e saneamento – como redes de água e luz, e sistema de tratamento de esgoto -, contenção de áreas de risco, abertura e pavimentação de ruas, paisagismo, canalização de córrego e a construção de 700 unidades habitacionais.

Ao final das obras, previstas para durar trinta meses, o projeto de urbanização vai beneficiar todas as cerca de 2.500 famílias que vivem na comunidade, e já possuem o título de posse, desde 2004.