Share

Aprov - Guia para aprovação de projetos

Passo 7 - Apresentação do projeto

O projeto de arquitetura deve ser encaminhado com os seguintes elementos que possibilitem sua análise:

- Selo/folha de rosto Todas as peças gráficas, incluindo o levantamento planialtimétrico deverão apresentar selo/folha de rosto, no padrão Prefeitura.

- Levantamento planialtimétrico elaborado por profissional habilitado, necessário quando a análise do projeto depender da verificação da topografia do imóvel, deve ser representado em folha separada, numerada na sequência das demais folhas do projeto, em escala conveniente .

· Levantamento planialtimétrico

De acordo com o item 3.A. 6 do Decreto 32.329/92, o levantamento planialtimétrico deve conter, no mínimo, as seguintes informações:

I - Indicação da linha Norte/Sul ;

II - Indicação das medidas de cada segmento do perímetro que define o imóvel, indicando as extensões reais levantadas no local (R) e as constantes do título de propriedade (E)

III
- se a titulação da área for constituída por mais de um título, devem ser demarcados os vários imóveis que a compõem, relacionando-os com os títulos de propriedade, indicando suas áreas e os respectivos números de contribuinte

IV
- indicação da área real do imóvel, resultante do levantamento, bem como da constante do título de propriedade
Importante: Não serão aceitas divergências superiores a 5% entre as medidas de escritura e real. Havendo divergência superior a 5% deverá ser apresentado título de propriedade retificado nos termos do subitem 3.6.2.2 do COE.

V -
indicação dos ângulos entre os segmentos que definem o perímetro do imóvel, ou seus rumos

VI - apresentação de curvas de nível, de metro em metro, ou de planos devidamente cotados em terreno que apresente desnível não superior a 2,00m (dois metros)

VII
- demarcação do perímetro das edificações eventualmente existente no imóvel, indicando em nota se as mesmas serão demolidas

VIII
- locação de árvores existentes no imóvel, com indicação da área de projeção de suas copas, em atendimento à Lei 10.365, de 22 de setembro de 1987

Importante: Se for necessário o corte ou transplante de árvores para implantação do empreendimento, deverá ser solicitada autorização junto ao
Departamento de Áreas Verdes – Depave da  Secretaria do Vede e Meio Ambiente - SVMA

Importante: A planta de implantação deve conter a indicação das árvores a serem mantidas, retiradas ou transplantadas, de acordo com a autorização concedida.

IX
- demarcação de córregos, águas e faixas de galerias no imóvel ou em suas divisas

Importante:
A consulta prévia ao Convias da Secretaria de Infraestrutura Urbana - SIURB para a demarcação em plantas das faixas não edificáveis obrigatórias agiliza a tramitação do projeto e evita surpresas que podem implicar na reformulação do projeto

X
- locação de postes, árvores, boca de lobo, fiação e mobiliários urbanos existentes em frente ao imóvel.

XI - indicação de largura da(s) via(s) pública medida no centro da testada do imóvel com a indicação das dimensões dos passeios
No caso de variação na medida, deve ser indicada a largura da via em pelo menos 3 (três) pontos da quadra

Importante:
• Observe que em função da largura da via o uso pode não ser permitido. Para saber se a via comporta o uso pretendido, consulte o Quadro 4   Anexo à Parte III da Lei 13.885/04.
• São aceitas diferenças de até 5% para menos entre a largura exigida e aquela obtida no local.

XII
- indicação da existência de calçada e tipo de pavimentação

XIII - quando se tratar de terrenos com acentuado aclive ou declive, o levantamento deverá conter dados genéricos de implantação das eventuais edificações vizinhas, correspondendo a uma faixa de, no mínimo, 3.00m (três metros) de largura ao longo das divisas

- Peças gráficas representando o projeto elaborado pelo profissional habilitado, em escala conveniente (de preferência na escala 1:100) e contendo, no mínimo, plantas, cortes transversais e longitudinais e elevações que permitam a perfeita compreensão da obra pretendida.

· Peças Gráficas
As peças gráficas devem conter, no mínimo, os seguintes elementos:

I - Implantação

II - Plantas de todos os andares e ático da edificação, com legenda de acordo com o Desenho 1-I do Anexo 18 do Decreto 32.329/92

III - Cortes, no mínimo, um transversal e um longitudinal, com legenda de acordo com o Desenho 1-I do Anexo 18 do Decreto 32.329/92

IV - Elevações

V - Detalhes considerados necessários à perfeita compreensão do projeto

VI - Quadro de áreas detalhado por andar, indicando as áreas computáveis e não computáveis

VII - Notas :Deverá constar sempre a seguinte nota:" Este projeto atenderá à Lei 11.228/92 e Decreto 32.329/92".
Em função do tipo de projeto outras Notas poderão ser necessárias,
(Clique aqui para ver notas)

- Memória de cálculo das áreas, apresentada em folha à parte das peças gráfica, assinada pelo autor do projeto, necessária para a verificação das áreas consideradas, em função da complexidade do projeto

Importante: As folhas que fazem parte do jogo de plantas devem ser dobradas de forma que resultem em um formato A 4, com Selo/ Folha Rosto no padrão da Prefeitura

Selo/folha de rosto


Quadros de áreas internos
Clique aqui para ver

 

 

 

voltar | próximo passo