Esporte

Esporte e Meio Ambiente jogando juntos

O início

Desde 2005, a Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação (SEME) realiza ações efetivas que visam a preservação do meio ambiente. Naquele ano, o primeiro passo foi dado na abertura da Taça Cidade de São Paulo de Futebol, quando 50 sacos plásticos foram distribuídos para o descarte de resíduos ali produzidos. No ano seguinte, a competição ganhou um novo logo: uma árvore foi colocada dentro da bola de futebol, mostrando a preocupação da SEME com a sustentabilidade.

Para disseminar essa ideia entre as novas gerações, os grupos da Taça Cidade de São Paulo, campeonato que envolve garotos entre nove e 16 anos, ganharam nomes de grandes ambientalistas e de árvores nativas no ano de 2007. O ativista ambiental Chico Mendes, o artista plástico Franz Krajcberg e espécies como ipê-roxo e pau-brasil foram homenageados naquela temporada.

Em 2009, começaram a surgir as primeiras ideias para a Taça Mais Verde, que representa pontuações na Taça Cidade de São Paulo. As cinco ações foram planejadas pelo CGPE (Coordenadoria de Gestão de Políticas e Programas de Esporte e Lazer) e consolidadas no Congresso Técnico da Taça do ano seguinte. As ações da Taça Mais Verde são:

• Plantio de uma muda de árvore (respeitando a espécie nativa);
• Visita a um parque, com o objetivo de dar importância a esses espaços e promover a interação com a natureza dentro do cotidiano urbano;
• Reciclagem (recolhimento e destinação);
• Recuperação de espaços (plantio de hortas, gramados e afins);
• Ação de livre criação (palestras sobre assuntos relacionados ao meio ambiente, entre outras).

Novas iniciativas

Atualmente, o Programa Esporte e Meio Ambiente insere diversas ações sustentáveis dentro do próprio calendário da pasta. O plantio de mudas de pau-brasil, que é feito em parceria com a SVMA (Secretaria do Verde e Meio Ambiente), é um desses exemplos. No dia nacional dessa espécie em 2013, foram plantadas duas mudas de pau-brasil dentro do Estádio Municipal Mie Nishi, localizado no Bom Retiro, centro de São Paulo. Apesar dos problemas em encontrar mudas da espécie que é ameaçada de extinção, a intenção do programa é que cada equipamento esportivo tenha um exemplar desta planta, pelo menos. O CGEE (Coordenadoria de Gestão Estratégica dos Equipamentos Esportivos) já fez um mapeamento das áreas que possuem espaço para receber o exemplar da árvore.

O Concurso Cultural da Taça Cidade de São Paulo em 2013 também teve como tema o meio ambiente. Na ocasião, cada equipe formulou uma frase de conscientização sobre o tema. Dez delas foram eleitas e publicadas no site da SEME. Outras mensagens ambientais também são veiculadas durante partidas de futebol disputadas no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu. Um desses momentos foi o primeiro jogo da final do Campeonato Paulista de 2011, disputado entre Corinthians e Santos. Também são iniciativas do “Meio Ambiente e Esportes” as programações especiais para a Semana do Meio Ambiente, comemorada no início de junho, e a Viradinha Sustentável, que aconteceu em 2011.

Objetivos futuros

O Programa “Esporte e Meio Ambiente” visa informar e sensibilizar todos a respeito da vida sustentável, mas dá atenção especial para aqueles que estão em fase de crescimento. Um dos principais objetivos é provocar uma mudança de postura gradativa e definitiva em relação ao meio ambiente, fazendo com que as pessoas reflitam a respeito de seu papel no planeta Terra. O “Meio Ambiente e Esporte” quer mostrar que todos fazem parte do meio ambiente, portanto também vão sofrer danos se não houver uma mudança de atitude em relação à preservação ambiental.

Além das iniciativas realizadas em eventos abertos da SEME, o programa também deseja alcançar todos os funcionários da pasta. Para atingir esse objetivo, serão criados concursos culturais, encontros ao ar livre e palestras, que vão mostrar que meio ambiente e esporte jogam juntos.


 

Clique aqui e acesse o blog do PEMA

Acesse a fan page do PEMA no Facebook

Flickr - Secretaria Municipal de Esportes