Share

Anos 90

Música e esporte movimentam mais uma época marcante no Pacaembu

Assim como no final dos anos 80, grandes nomes da música, nacional e internacional, passaram a enxergar no Pacaembu um palco ideal para a realização de seus shows.

Em 1991, o tenor Luciano Pavarotti; em 1992, o Hollywood Rock; em 1993, o Free Jazz Festival; em 1994, Paul McCartney e o mega-evento Monsters of Rock; em 1995, nova edição do Monsters of Rock e apresentação de uma das maiores bandas da história do rock: os Rolling Stones. Todos estes espetáculos movimentaram mais de um milhão de pessoas no estádio.

Acostumado a receber grandes jogos, o Pacaembu acolheu algumas decisões históricas nos anos 90. Uma delas no Campeonato Paulista de 1994, quando Corinthians e Palmeiras se defrontaram e colocaram em campo uma rivalidade de décadas. A partida derradeira terminou em 1 a 1, resultado que garantiu a taça ao Verdão.

No ano de 1995 as bases do Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho tremeram. A segunda partida da final do Campeonato Brasileiro pôs frente-a-frente dois rivais históricos: Santos e Botafogo.

Após a vitória botafoguense por 2 a 1 na primeira partida, mais de 40 mil torcedores do Peixe compareceram ao Pacaembu para incentivar a equipe. Mas ao término dos 90 minutos e depois de muitos lances polêmicos o placar de 1 a 1 confirmou o primeiro título no Botafogo em Campeonatos Brasileiros.

A torcida corintiana também teve a oportunidade de comemorar um grande feito, em 1999. Durante partida da primeira fase da Copa Libertadores da América, o Timão não tomou conhecimento do Cerro Porteño-PAR e marcou 8 a 2, maior goleada daquela competição.

Foi também na década de 90 que o Complexo do Pacaembu, incluindo a Praça Charles Miller, foi tombado como Patrimônio Histórico da Cidade de São Paulo, comprovando o valor significativo que possui junto à sociedade paulistana.

 VOLTAR