Logo SMDHC

Prefeitura lança aplicativo do Projeto Redenção

Foi lançado nesta quarta-feira (23) o aplicativo do Projeto Redenção, projeto que oferece acolhimento e tratamento a dependentes químicos. Pelo aplicativo, todo cidadão poderá navegar, entender e compartilhar em outras redes sociais as diretrizes do projeto e o funcionamento das políticas públicas municipais antidrogas.

O desenvolvimento foi feito pela Fábrica de Aplicativos, sem qualquer custo para o município, sob coordenação das secretarias do Governo Municipal, da Justiça e de Direitos Humanos e Cidadania. Os equipamentos públicos vinculados à atuação da Prefeitura na região da Luz e seus respectivos endereços, telefones para contato e e-mail estão disponíveis em um simples toque no aplicativo. Também há informações sobre quem pode utilizar e quando procurar esses serviços, formas de acesso, entre outros. O “mapa de atendimento” é dividido entre equipamentos de Saúde, Direitos Humanos e Assistência Social.

O projeto Mães da Luz, coordenado pela Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania, também está disponível no aplicativo, oferecendo informações e encaminhamentos para outras políticas públicas a familiares de dependentes químicos, conscientizando sobre a importância do tratamento e acompanhamento de seus parentes. Também há a possibilidade de enviar uma foto para consulta ao banco de pessoas desaparecidas do SMADS Desaparecidos, da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, que disponibiliza meios de contato em caso de identificação.

Os balanços semanais do projeto Redenção também poderão ser acessados pelos usuários do aplicativo, com dados sobre abordagens, atendimentos e internações, profissionais de segurança atuando na região da Luz e outros dados. Em caso de dúvidas, há uma opção com perguntas e respostas disponíveis relacionadas às áreas que prestam atendimento à população, como Assistência Social, Saúde e Direitos Humanos, além de ter acesso aos telefones para contato de cada secretaria.

“O aplicativo é mais uma opção que oferecemos para que qualquer pessoa possa buscar auxílio e orientação, em caso de necessidade. É importante ressaltar que o aplicativo não será nunca considerado totalmente finalizado – ele é dinâmico, para ser atualizado e receber novos recursos à medida que as demandas surgirem. A intenção é que, cada vez mais, possamos estender as nossas mãos àqueles que precisam, estando à disposição de toda a população paulistana”, explicou Eloisa Arruda.