Barra de Impressão

Secretaria Municipal de Cultura


Secretarias / Cultura / Notícias


29/09/2009 12h25

Objetos animados desmitificam a matemática

Espetáculo infantil da Cia. Noz estréia, dia 3, no Teatro João Caetano

Imagem do post

100 mais ou menos

Em geral, a matemática não é considerada uma das matérias mais apreciadas pelos estudantes no início da vida escolar. Desmistificando as teorias, os cálculos e as tabuadas, a peça infantil 100 + nem menos, entra em cartaz, dia 3, no Teatro João Caetano.

Concebido e dirigido por Anie Welter, o segundo espetáculo da Cia. Noz utiliza técnicas do teatro de animação e da dança para aproximar as crianças ao mundo dos números e dos desenhos. Com tubos em poliuretano expandidos e barracas retráteis, os atores se revezam entre bicicletas, bonecas e brinquedos desenvolvidos por eles com o uso de materiais inusitados. “No início do projeto, utilizávamos bóias compridas de piscina, mas, depois, chegamos nestes tubos que nos permitem mais movimento e criatividade”, revela Anie. “Esses canos de várias espessuras entram em cena como se fossem traços enormes riscados sobre o papel”, completa.  

A história, não-linear, é dividida em pequenas esquetes que se complementam a partir do objetivo inicial de brincar com os primeiros conceitos da matemática. Jogos folclóricos e temas do cancioneiro popular, como o famoso 1, 2, feijão com arroz, enriquecem a narrativa.

Preenchido apenas por um fundo preto, o cenário é feito especialmente para a manipulação de objetos e destaca linhas coloridas, bonecos e figuras inspiradas no traço infantil. Entre as novas formas criadas para a montagem estão algarismos flutuantes, quadros do pintor espanhol Miró que lembram desenhos infantis e barracas enroladas em tamanho mínimo, que ganham grandes dimensões quando abertas. “Do início ao fim, vemos as crianças atentas às cores e aos objetos que entram em cena num piscar de olhos, exemplificando o nome do espetáculo”, conclui a diretora, que também faz parte do elenco. “No palco, somos todos atores, dançarinos e manipuladores de objetos.”

Com músicas cantadas pelos integrantes, a trilha sonora foi exclusivamente composta para o espetáculo por Daniel Maia e Morris Picciotto.

Serviço: Teatro João Caetano. Rua Borges Lagoa, 650 - Vila Clementino. Zona Sul. Tel. 5573-3774. De 3/10 a 29/11. Sáb. e dom., 16h. Dias 3 e 4/10. Grátis. De 10/10 a 29/11. R$ 15.