Feira do Livro da Cultura acontece no Centro Cultural Olido

Evento terá atividades de contação de histórias, espetáculos teatrais e bate-papos; livros terão desconto de, no mínimo, 50%

A Secretaria Municipal de Cultura, por meio do Sistema Municipal de Bibliotecas, promove, entre os dias 14 e 16 de dezembro, a Feira do Livro da Cultura, que acontece nos corredores e salas do Centro Cultural Olido. As editoras participantes irão vender livros de seus catálogos com, pelo menos, 50% de desconto.

Além da venda de livros, o evento terá uma programação cultural com contação de histórias, espetáculo teatral e bate-papo.

No dia 14, às 16h, haverá o encontro Poesia no Espaço, que terá contação de histórias teatralizadas, voltado ao público infantil. Já na sexta-feira, dia 15, às 16h, o Coletivo Elefante Branco apresenta o espetáculo “O Alienista”, inspirado no conto homônimo de Machado de Assis. O enredo conta a história dos barbeiros Porfírio e João Pina que acompanham em seus salões as reações de seus clientes com a construção de um asilo para doentes mentais na cidade de Itaguaí. Por fim, no dia 16, também às 16h, será realizado um bate-papo literomusical sobre o livro “Sob os olhos de Eva”, de Renato Shimmi, com trilha sonora de Yuri Carlos Garfunkel e Bruno Muglia Moscatiello.

As editoras participantes são: Editora L&PM, Global Editora, Grupo Editorial Record, Companhia das Letras, Editora Planeta do Brasil, Editora 34, Editora Rocco, Panda Books, Editora Moderna, Editora Girassol/Faro ditorial, Editora Perspectiva, Editora Nova Alexandria, Editora Campos (Veneta), Editora Morro Branco, Rádio Londres, Editora Peirópolis, Aletria Editora, Editora Paulinas, EdUSP, Pulo Gato e Editora Brinque Book.

Confira a programação:

----------------------------------------------------------------------------------
MÚSICA
----------------------------------------------------------------------------------

Agna Maria, Violão
Fundação Theatro Municipal de São Paulo
Classificação indicativa: livre
Duração: de 30 a 50 min
Dia 14, quinta-feira, às 14h


Daniel Mendes, Violão
Fundação Theatro Municipal de São Paulo
Classificação indicativa: livre
Duração: de 30 a 50 min
Dia 15, sexta-feira, às 14h


Reidson e André Moreno, Duo de Violinos

Fundação Theatro Municipal de São Paulo
Classificação indicativa: livre
Duração: de 30 a 50 min
Dia 16, sábado, às 14h

----------------------------------------------------------------------------------
ATIVIDADES
----------------------------------------------------------------------------------
Dia 14, quinta-feira, às 11h

Bate-papo e apresentação do livro Extraordinárias - Mulheres que revolucionaram o Brasil, de Aryane Cararo e Duda Porto.
Conversa + sessão de autógrafos com as autoras do livro.
Local: Café Literário
----------------------------------------------------------------------------------
Dia 14, quinta-feira, às 16h

Poesia no Espaço
Contação de histórias (infantil)
Classificação indicativa: a partir de 4 anos
Duração: 60 min
Local: Espaço Infantil

Contação de histórias teatralizadas, que instigam crianças e até mesmo adultos. O cuidado estético, a música – com composições especialmente criadas para cada história e executados em cena –, a delicadeza na abordagem dos temas e a interatividade são marcas deste espetáculo lúdico e interativo.
----------------------------------------------------------------------------------
Dia 15, sexta-feira, às 12h

Contação de história dos livros Coisa de menina e Coisa de menino, de Pri Ferrari.
Contadora: Paula Dugaich
Local: Espaço Infantil

----------------------------------------------------------------------------------
Dia 15, sexta-feira, às 16h

Espetáculo O Alienista
Classificação indicativa: Livre
Duração: 60 min
Local: Espaço Infantil

Os barbeiros rivais Porfírio e João Pina veem em seus salões as reações de um acontecimento que deixou Itaguaí boquiaberta: a construção de um asilo para pessoas com deficiência intelectual. A boataria só aumenta quando Dr. Bacamarte - o alienista - declara ter descoberto a linha exata que separa a loucura da sanidade, encarcerando, a seguir, todos os que demostram qualquer comportamento excêntrico - mesmo que o número de internos chegue a quase toda a população de Itaguaí. Nesse contexto, os barbeiros aproveitam o caos social para largar as tesouras e dar continuidade à sua rivalidade em outra arena: a da política.

O Alienista (contado pelos barbeiros) é a última peça escrita por Toni D’Agostinho no Semda (Seminário de Dramaturgia do Arena), que foi coordenado por Chico de Assis. O texto não é a mera transposição para o teatro de uma obra literária, é uma reinvenção da ordem narrativa a partir da visão dos barbeiros. Desse modo, buscam-se novas formas de contar antigas histórias, enquanto se evidencia as possibilidades de diálogos entre a linguagem teatral e o humor gráfico.
----------------------------------------------------------------------------------
Dia 15, sexta-feira, às 18h30

Bate-papo e apresentação dos livros As perguntas, de Antônio Xerxenesky, e Noite dentro da noite, de Joca Reiners Terron.
Local: Café Literário
Em As perguntas, Antônio Xerxenesky costura o tédio da vida cotidiana com o desconforto do horror, em um livro repleto de referências ao universo dos filmes, da música e do ocultismo.
Em Noite dentro da noite, Joca Reiners Terron percorre a história recente do Brasil, inserindo nossa realidade no mesmo caleidoscópio que faz mover este romance incomum e extraordinário.
----------------------------------------------------------------------------------
Dia 16, sábado, às 16h

Bate-papo e sessão de autógrafos com João Carlos Marinho, autor de O gênio do crime.
Local: Café Literário
----------------------------------------------------------------------------------
Dia 16, sábado, às 16h

Sob os olhos de Eva
Bate-papo literomusical
Classificação indicativa: a partir de 14 anos
Duração: 50 min
Local: Espaço Infantil

Bate-papo literomusical sobre o livro Sob os olhos de Eva, acompanhado de show acústico. O projeto Sob os olhos de Eva visa à compreensão da história das revoluções por meio da releitura do mito da culpa original como mito heróico e fundador do espírito contestador dos protagonistas da história, agora visualizado como o primeiro ato da humanidade de romper com dogmas e estruturas de poder na busca pela verdade e autonomia, opondo-se a uma ordem caprichosa, que seria a expressão mítica dos vários veículos de opressão, sejam políticos ou religiosos.
 

Serviço: Feira do Livro da Cultura. Centro Cultural Olido. Av. São João, 473. Próximo das estações República, Anhangabaú e São Bento do Metrô. Centro. Tel. 3331-8399. Dias 14, 15 e 16/12, das 10h às 20h. Grátis.