Barra de Impressão

Secretaria Municipal de Cultura


Secretarias / Cultura / Notícias


31/05/2017 20h41

Confira a programação de junho do projeto Biblioteca Viva

Circo, cinema, palestras, oficinas, shows e muitas outras atividades acontecem nas bibliotecas da cidade

CIRCO
Circo de Doisdo – Pé de Cana
Com Denis Menezes

Capivara e Fiofó são dois palhaços que tocam seu pequenino circo a bordo de uma Kombi. Entre acrobacias, malabarismos e muita palhaçada a “confusão” está formada e a diversão garantida! Circo de Doisdo traz consigo um resgate do lúdico e convida todos a embarcar num universo onde a lógica de nosso cotidiano é subvertida através da imaginação, da brincadeira e de uma forma inusitada de encarar a vida.
Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca Anne Frank
Dia 03 de junho às 15h – Biblioteca Belmonte

La Mínima – Reprise
Com Fernando Sampaio e Fernando Paes
Ao chegarem no local de sua apresentação, dois palhaços descobrem que foram contratados para o mesmo local, no mesmo horário, pela mesma pessoa. Depois de infrutíferas tentativas de provar um ao outro sua prioridade no picadeiro, decidem realizar este trabalho juntos. Mas no decorrer do show, percebem que juntos seus talentos se multiplicam e também é uma boa oportunidade de renovar o repertório...
Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca Sérgio Buarque de Holanda
Dia 11 de junho às 11h – Biblioteca Mário Schenberg

Mala de Tralha – A festa do Pedrinho
Com Thiago Dias
Cheio de trapalhadas e bastante interativa, Festa do Pedrinho é um show de palhaço com mágico para toda a família, não deixando morrer essa arte milenar que atravessa gerações trocando experiências com o público.
Dia 17 de junho às 11h – Biblioteca Pedro Nava
Dia 17 de junho às 14h – Biblioteca Sylvia Orthof
Dia 18 de junho às 10h – Biblioteca Érico Veríssimo
Dia 24 de junho às 10h – Biblioteca Adelpha Figueiredo
Dia 24 de junho às 14h  - Biblioteca Monteiro Lobato
Dia 25 de junho às 11h – Biblioteca Jovina Rocha Álvares Pessoa

CINEMA

Festival do Minuto
Todos os anos, o Festival do Minuto realiza a sua Rede de Exibição ao redor do Brasil. Centenas de pontos de cultura, incluindo cineclubes, escolas, museus e bibliotecas, exibem os conteúdos selecionados pela curadoria do festival, promovendo a difusão gratuita da produção audiovisual independente.
Para 2017, foram preparadas três mostras especiais, que trazem um pouco dos principais temas que o Festival impulsionou no ano passado, como o Mapas Sonoros da Cidade e o Fazer Cinema:

- Melhores Minutos de 2016 (livre, 52 min): seleção de vídeos que abrangem diversos assuntos e técnicas. Vídeos filmados com celular, animações, vídeo arte, entre outros.

 - Mostra Universitária (livre, 24 min): vídeos produzidos por estudantes e professores.

- Mostra Animação Infantojuvenil (livre, 20 min): animações lúdicas voltadas para o público mais novo do festival. Colagem, 3D e stop motion estão entre as técnicas utilizadas.

As Bibliotecas da cidade estão entre os 250 espaços culturais que o festival acontece nos meses de maio e junho.

Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca Padre José de Anchieta
Dia 11 de junho às 11h – Biblioteca Cora Coralina
Dia 17 de junho às 11h – Biblioteca Paulo Setúbal

DANÇA
Yebo - Gumboot Dance Brasil
Com Danilo Nonato, Lenna Bahule, Munique Mendes, Naruna Costa, Pablo Araripe, Rubens Oliveira, Samira Marana, Silvana de Jesus, Washington Gabriel
Yebo é o segundo espetáculo do Grupo Gumboot Dance Brasil. Aborda a exploração, tanto das minas como dos sete povos levados para extração do minério, a criação de um dialeto sonoro a partir das batidas nas botas de borracha, a espera das mulheres por seus maridos mineiros durante a temporada de exploração das minas.
Dia 10 de junho às 11h – Biblioteca Paulo Duarte
Dia 25 de junho às 11h – Biblioteca Afonso Schmidt

MÚSICA 

Acordeon nas Bibliotecas
Com Felipe Soares
O acordeonista Felipe Soares tem experiência com o Choro e a música Brasileira em grupos de diferentes formações. Nesta proposta reveza solos e acompanhamentos, contrapontos e improvisos, explorando as possibilidades musicais e arranjos próprios. No repertório músicas autorais, clássicos do choro e baiões instrumentais de mestres como Pixinguinha, Ernesto Nazareth, Luiz Gonzaga.
Dia 03 de junho às 15h – Biblioteca Lenyra Fraccaroli
Dia 04 de junho às 11h – Biblioteca Mário Schenberg
Dia 10 de junho às 11h – Biblioteca Álvaro Guerra
Dia 11 de junho às 11h – Biblioteca Alceu Amoroso Lima 


Andrei Furlan nas Bibliotecas
O cantor e compositor de Ribeirão Preto mostra sua busca sonora por São Paulo em um disco produzido por Gustavo Ruiz.Andrei é doutor em biologia e sempre conciliou sua profissão com o talento de músico. Domingo, café na cama e suco de maracujá. A calmaria de um dia com tempo para gastar. É com essa cena que o ribeirão-pretano Andrei Furlan, 32, inicia o álbum dia de casa (YB, 2013). Há três anos em São Paulo, o compositor, cantor, saxofonista e biólogo lança seu primeiro álbum solo unindo a carreira ao estilo simples do interior com a modernidade da capital, uma mistura que deu fruto a dez faixas encantadoras. Quem assumiu o posto foi o músico e guitarrista Gustavo Ruiz, responsável pelos dois trabalhos de Tulipa Ruiz e pelo último álbum da Trupe Chá de Boldo.  Gustavo ainda toca guitarra em algumas faixas do disco.
Dia 10 de junho às 11h – Biblioteca Jamil Almansur Haddad
Dia 10 de junho às 15h – Biblioteca Raimundo Menezes
Dia 11 de junho às 11h – Biblioteca Vinícius de Moraes
Dia 24 de junho às 11h – Biblioteca Marcos Rey
Dia 24 de junho às 15h – Biblioteca Paulo Duarte

Chopin ao Chorinho
Com Daniel Grajew
O recital de piano traça um paralelo entre a música erudita para piano e sua influência na música popular brasileira e mundial. A apresentação comenta a influência de Chopin na música de compositores como Tom Jobim, Jacob do Bandolim e Villa Lobos, e outros paralelos entre a música clássica de concerto e o universo da música popular envolvendo Debussy, George Gershwin , o tango e música de Candomblé, entre outros. 
Dia 03 de junho às 10h – Biblioteca Cassiano Ricardo
Dia 03 de junho às 12h – Biblioteca Affonso Taunay
Dia 04 de junho às 11h – Biblioteca Vicente Paulo Guimarães
Dia 11 de junho às 11h – Biblioteca Marcos Rey
Dia 17 de junho às 11h – Biblioteca Roberto Santos
Dia 17 de junho às 14h – Biblioteca Raul Bopp
Dia 18 de junho às 11h – Biblioteca Mário Schenberg
Dia 24 de junho às 10h – Biblioteca Nuto Sant’Anna
Dia 24 de junho às 14h – Biblioteca Narbal Fontes


Contrabaixo e Violão nas Bibliotecas
Seu Pereira e Carlos Amaral
Integrantes do Bando de Seu Pereira, a dupla sobe aos palcos com uma missão: difundir as maravilhas da cultura popular brasileira, as mais lindas pérolas encontradas em anos de pesquisa de dos integrantes do bando e também uma nova safra de composições que brotam do asfalto e tratam de temas importantes do nosso tempo.
Dia 03 de junho às 14h – Biblioteca Adelpha Figueiredo
Dia 04 de junho às 11h – Biblioteca Jayme Cortez
Dia 10 de junho às 14h – Biblioteca Anne Frank
Dia 11 de junho às 11h – Biblioteca Camila Cerqueira César

Emerson Boy nas Bibliotecas
Músico, compositor, arranjador e multi-instrumentista, Emerson Boy faz um som antenado com as novas linguagens, mas com os pés nas tradições. Sua música transita entre coco, repente, calango, rock, samba rock, funk, soul, caribe, numa busca de sonoridades alegre, dançante, provocativa e interativa. Caminhando entre a tradição e a vanguarda, Emerson Boy apresenta uma mensagem direta, com arranjos arrojados e bem elaborados.
Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca Clarice Lispector
Dia 03 de junho às 15h – Biblioteca Camila Cerqueira César

Guina – Voz e Violão
Com um banquinho, um violão é feita a apresentação “Guina – Voz e Violão”. Durante o show haverá intervenções poéticas com música, onde a intenção é interagir com o púbico e trocar informações.
Repertório musical é eclético, envolvendo gêneros musicais como: Samba, Bossa Nova, MPB, Samba Rock, Pop Rock, entre outros. A apresentação também visa trazer à tona grandes trabalhos de artistas periféricos, músicos e poetas. Portanto, parte do repertório é composto por composições de artistas locais, do mesmo bairro onde será feita a apresentação.
Dia 03 de junho às 14h – Biblioteca Nuto Sant’Anna
Dia 04 de junho às 11h – Biblioteca Milton Santos
Dia 10 de junho às 14h – Biblioteca Affonso Taunay

Jazz na Kombi apresenta: O Menor Festival de Jazz no Mundo
O Menor Festival de Jazz do Mundo é uma iniciativa do projeto Jazz na Kombi que busca levar o Jazz de volta às suas raízes, a rua. O projeto vêm quebrando paradigmas e preconceitos ao tocar as pessoas com o Jazz ao vivo. O gênero musical que com o tempo foi sendo elitizado hoje está de volta às ruas em um festival que apresentará 4 bandas da cena contemporânea de São Paulo.
Dia 18 de junho às 11h – Biblioteca Prestes Maia
Dia 24 de junho às 11h – Biblioteca Castro Alves

Luana Hansen
Um show onde o fervo, empoderamento, representatividade, militância e feminismo caminham juntos em prol das mulheres. Uma mensagem direta, trazendo a voz da periferia LGBT pros quatro cantos da Cidade.
Suas rimas tratam da realidade das mulheres e de temas não muito comuns no Rap Brasileiro. Na pista, costuma se destacar e vem sendo um referencial tanto nas produções independentes quanto direção musical e nos toca-discos.
Dia 03 de junho às 15h – Biblioteca Rubens Borba Alves de Moraes

Sanfoneiro Verinho nas Biliotecas 
Com Veríssimo Antonio de Oliveira 
O músico Verinho  apresenta músicas de diferentes culturas numa viagem através do acordeão e suas personalidades. A sanfona em forrós, xotes e maracatus. O acordeão do tango argentino e da chanson francesa.
Verinho se destaca pelo virtuosismo em ritmos e melodias de culturas musicais que comprovam a versatilidade desse instrumento tão importante na música brasileira.
Dia 03 de junho às 14h – Biblioteca Pedro Nava

Mustache & os Apaches
Com Pedro Pastoriz , Tomas Oliveira , Alexandre Bandeira , Lumineiro  e Rubens Vinícius 
Mustache e os Apaches é um grupo atuante na cena de arte de rua de São Paulo nos últimos 6 anos. 
A turma composta de gaúchos e mineiros já tem dois discos lançados e circulou por capitais e interiores do Brasil, bem como fez uma turnê de 20 shows na Europa. Influenciados pelas jug bands norte americanas, pela música cigana, dos balcãs entre outras referências, o grupo sempre improvisa suas apresentações com espontaneidade.
As doze faixas revelam um aumento de pressão sonora, camadas e ruídos, se contrapondo com o primeiro trabalho da banda que era focado em elementos e recursos acústicos. As letras de “Time is Monkey” contam histórias e percepções através de composições em português que abordam pontos controversos da nossa sociedade, como o individualismo, consumismo e o deslumbre do showbizz, mas sempre com uma linguagem divertida e a ironia característica.
Dia 11 de junho às 11h – Biblioteca Pedro Nava

Orquestra Sanfônica de São Paulo

Orquestra Sanfônica de São Paulo pioneira no Brasil com grupos musicais formados apenas de acordeonistas e tem sua origem nos ano de 1950. A Orquestra procura resgatar músicas e estilos musicais particularmente brasileiros que hoje se encontram esquecidos pela mídia como maxixe, guarânia e chorinhos, além das já conhecidas valsas, polcas e marchas.
Dia 04 de junho às 14h – Biblioteca Érico Veríssimo


Música Erudita - Theatro Municipal de São Paulo vai às Bibliotecas Municipais
A programação inclui apresentações de duo de violão e flauta, solo de violão e também duo de eufônios (instrumento da família dos metais).

Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca Cora Coralina
Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca Helena Silveira
Dia 03 de junho Às 11h30 – Biblioteca Prestes Maia
Dia 03 de junho às 13h – Biblioteca Jamil Almansur Haddad
Dia 03 de junho às 13h – Biblioteca Marcos Rey
Dia 03 de junho às 13h – Biblioteca Malba Tahan
Dia 03 de junho às 13h30 – Biblioteca Paulo Duarte
Dia 04 de junho às 10h – Biblioteca Ricardo Ramos
Dia 04 de junho às 12h– Biblioteca Gilberto Freyre
Dia 04 de junho às 13h30 – Biblioteca Aureliano Leite
Dia 10 de junho às 10h – Biblioteca Adelpha Figueiredo
Dia 10 de junho às 10h – Biblioteca Lenyra Fraccaroli
Dia 10 de junho às 11h – Biblioteca Sérgio Buarque de Holanda
Dia 10 de junho às 11h30 – Biblioteca Álvares de Azevedo
Dia 10 de junho às 11h30 – Biblioteca José Paulo Paes
Dia 10 de junho às 13h – Biblioteca Sylvia Orthof
Dia 10 de junho às 13h – Biblioteca Jovina Rocha Alvares Pessoa
Dia 10 de junho às 13h30 – Biblioteca Cassiano Ricardo
Dia 10 de junho às 15h – Biblioteca Afonso Schmidt
Dia 10 de junho às 15h – Biblioteca Milton Santos
Dia 11 de junho às 10h – Biblioteca Castro Alves
Dia 11 de junho às 11h30 – Biblioteca Chácara do Castelo
Dia 17 de junho às 10h – Biblioteca Belmonte
Dia 17 de junho às 10h – Biblioteca Thales Castanho de Andrade
Dia 17 de junho às 11h30 – Biblioteca Narbal Fontes
Dia 17 de junho às 13h – Biblioteca Nuto Sant’Anna
Dia 17 de junho às 13h – Biblioteca Amadeu Amaral
Dia 17 de junho às 15h – Biblioteca José Mauro Vasconcelos
Dia 17 de junho às 15h – Biblioteca  Raul Bopp
Dia 18 de junho às 10h – Biblioteca Raimundo Menezes
Dia 18 de junho às 11h – Biblioteca Alceu Amoroso Lima
Dia 18 de junho às 12h – Biblioteca Rubens Borba Alves de Moraes
Dia 18 de junho às 13h – Biblioteca Camila Cerqueira César
Dia 18 de junho às 16h – Biblioteca Jayme Cortez
Dia 24 de junho às 10h – Biblioteca Mário Schenberg
Dia 24 de junho às 10h – Biblioteca Vicente de Carvalho
Dia 24 de junho às 10h – Biblioteca Padre José de Anchieta
Dia 24 de junho às 11h – Biblioteca Anne Frank
Dia 24 de junho às 11h30 – Biblioteca Érico Veríssimo
Dia 24 de junho às 11h30 – Biblioteca Vinícius de Moraes
Dia 24 de junho às 11h30 – Biblioteca Clarice Lispector
Dia 24 de junho às 13h – Biblioteca Brito Broca
Dia 24 de junho às 13h – Biblioteca Roberto Santos
Dia 24 de junho às 13h30 – Biblioteca Paulo Setúbal
Dia 24 de junho às 13h30 – Biblioteca Álvaro Guerra
Dia 24 de junho às 15h – Biblioteca Monteiro Lobato
Dia 24 de junho às 15h – Biblioteca Pedro Nava
Dia 24 de junho às 15h – Biblioteca Viriato Corrêa
Dia 24 de junho às 15h – Biblioteca Paulo Sérgio Duarte Milliet
Dia 25 de junho às 10h – Biblioteca Affonso Taunay
Dia 25 de junho às 10h – Biblioteca Affonso Taunay
Dia 25 de junho às 12h – Biblioteca Vicente Paulo Guimarães

PALESTRAS, ENCONTROS E DEBATES
Relatos Antárticos
Pelas Irmãs Klink
Apesar da pouca idade (17, 20 e 20 anos), as Irmãs Klink (Tamara, Laura e Marininha Klink) colecionam experiências singulares  adquiridas ao longo de 9 viagens em família para a Antártica, a bordo de um veleiro.
As Irmãs já realizaram quase 200 palestras nestes últimos quatro anos. Nas palestras as meninas apresentam o que descrevem no livro que fizeram juntas: férias na Antártica onde relatam sua familiaridade com a rotina a bordo de um veleiro no rigor do ecossistema polar,  enfatizam seus aprendizados, surpresas e descobertas, a riqueza de fauna e da natureza, destacando a importância na preocupação com a preservação do meio ambiente.
Sua narrativa engloba observações da vida animal e alertam quanto à importância das atitudes cotidianas que influenciam a vida até mesmo em lugares muito distantes de onde vivemos.
Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca Raul Bopp
Dia 03 de junho às 14h – Biblioteca Viriato Corrêa
Dia 04 de junho às 11h – Biblioteca Roberto Santos 
Dia 10 de junho às 11h – Biblioteca Padre José de Anchieta
Dia 10 de junho às 15h30 – Biblioteca Jayme Cortez
Dia 11 de junho às 11h – Biblioteca Monteiro Lobato 

INTERVENÇÃO ARTÍSTICA

Banda Literária
com a Cia. Farnel de Artes
São intervenções literárias e musicais na forma de curtas entradas intercalando pequenas sessões de música, poesias, histórias, jogos e brincadeiras musicais, trava-línguas, parlendas e adivinhas. Vagando entre o espaços. A Banda Literária apresenta algumas de suas obras espontaneamente enquanto outras são encontradas nos “alforjes de bagagem” e podem ser escolhidas pelo público.
Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca Jayme Cortez

Kombinado Não é Carro
Grupo Respeitável Público

Cores e alegria transformam um velho carro em um cenário itinerante e mágico, que espalha cultura e arte por todos os lados: palcos, ruas, praças, ginásios, empresas. Este é o projeto “Kombinado Não é Carro”, um novo jeito de levar teatro a qualquer lugar.
Com uma estrutura criativa e enxuta, é só colocar tudo na Kombi e está pronta a brincadeira. Quando estacionamos no local de destino é só convidar a plateia para entrar nesse mundo mágico!  Mambembes, contadores de histórias e saltimbancos por meio de músicas, danças e brinquedos cantados, convidam todos a participar de um grande espetáculo, onde brincar é a ordem do dia.
Dia 10 de junho às 11h – Biblioteca Nuto Sant’Anna

Na hora perigosa da tarde
Com Cris Rocha
A partir do conto “Amor”, do livro “Laços de Família” de Clarice Lispector, propõe-se um encontro com a personagem Ana. É a própria autora, trazida como personagem, quem faz essa ponte, quem interage com as possíveis “Anas” presentes no público. Ana é o ponto de partida para que o público se envolva e se coloque também como personagem e co-autor da narrativa. A história é compartilhada e, a partir do contato com a literatura, de maneira interativa, o público é solicitado a se colocar no lugar da personagem, criando uma segunda narrativa, trazendo suas memórias, histórias e outros pontos de vista.
A pessoa é convidada literalmente a ocupar uma cadeira e assumir a personagem acrescentando sua própria versão da história. Para isso, uma provocação é feita: “o que você faz na sua hora perigosa da tarde?”, fazendo alusão ao momento do conto em que a personagem principal percebe a complexidade de sua existência; momento esse em que o vazio e os questionamentos, após terminadas as tarefas cotidianas, emergem com maior intensidade.
Durante essa dinâmica serão distribuídos pequenos pedaços de tecido e canetas para que cada participante possa se expressar, deixando sua memória, sua marca, escrevendo ou desenhando algo a partir do estímulo da história. A experiência vivida se perpetua através da montagem de um móbile contendo todos esses retalhos que criarão uma narrativa própria a partir do conto compartilhado. O móbile fica em exposição permanente em cada biblioteca onde a atividade for realizada. A ideia é propor uma aproximação mais dinâmica e prazerosa com a literatura e gerar um ambiente que permita ao público sentir-se não apenas um visitante, mas alguém que crie empatia e ligação afetiva com o espaço.
Dia 04 de junho às 11h – Biblioteca Paulo Sérgio Duarte Milliet
Prosas pr’além do quintal - Em festas e noites de São João
Com Ligia Borges da Cia Ginga e Prosa
Intervenção literária, que abordará as tradições populares, em especial relacionadas às festas juninas.
Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca Amadeu Amaral
Dia 03 de junho às 14h – Biblioteca Castro Alves
Dia 04 de junho às 12h – Biblioteca Chácara do Castelo
Dia 10 de junho às 11h – Biblioteca Aureliano Leite
Dia 10 de junho às 14h – Biblioteca Gilberto Freyre
Dia 11 de junho às 11h30 – Biblioteca Paulo Setúbal
Dia 18 de junho às 11h – Biblioteca Paulo Sérgio Duarte Milliet
Dia 24 de junho às 11h – Biblioteca Ricardo Ramos
Dia 24 de junho às 14h – Biblioteca Lenyra Fraccaroli
Dia 25 de junho às 11h – Biblioteca Cora Coralina

OFICINA
Pequeno Cidadão Karaokê
Com Taciana Barros e Natalia Barros
A proposta envolve leitura de trechos dos livros do Pequeno Cidadão, leitura de pequenas prosas poéticas e poemas infantis realizadas pelos presentes, inspirados nos 100 anos de amizade dos modernistas Oswald e Mario de Andrade. Então, a partir do material criado pelo grupo, uma nova canção surgirá. Pra encerrar, todos cantam a nova canção criada. 
Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca José Paulo Paes
Dia 03 de junho às 14h30 – Biblioteca Paulo Setúbal
Dia 10 de junho às 11h – Biblioteca Belmoente
Dia 10 de junho às 14h30 – Biblioteca Helena Silveira
Dia 17 de junho às 11h – Biblioteca Jovina Rocha Álvares Pessoa
Dia 17 de junho às 14h – Biblioteca Cora Coralina
Dia 24 de junho às 11h – Biblioteca Raul Bopp
Dia 24 de junho às 15h – Biblioteca Prestes Maia

SARAUS
Veia e Ventania: Literatura Periférica
O projeto Veia e Ventania tem como objetivo levar atividades artísticas que dialogam com o universo da Literatura e do Livro para as Bibliotecas da periferia de São Paulo: os Saraus. Os encontros são feitos por grupos ou coletivos de pessoas que, por meio da mediação e mobilização das comunidades de onde são realizados, proporcionam a aproximação do público com a leitura e a literatura brasileira, criando uma experiência cultural única em seus territórios.

Sarau - Encontro de Utopias
Dia 24 de junho às 15h – Biblioteca Adelpha Figueiredo

Sarau - Dos Mesquiteiros
Dia 10 de junho às 13h30 – Biblioteca Rubens Borba Alves de Moraes

Sarau – O Que Dizem os Umbigos?
Dia 30 de junho às 14h – Biblioteca Vicente Paulo Guimarães

Sarau – Filhos de Ururaí
Dia 24 de junho 13h30 – Biblioteca Raimundo Menezes 

Sarau Perifatividade
Dia 10 de junho às 14h – Biblioteca Amadeu Amaral

Sarau da Praga
Dia 20 de junho às 15h – Biblioteca Sérgio Buarque de Holanda

Sarau – Arte Maloqueira
Dia 06 de junho às 13h – Biblioteca Jamil Almansur Haddad
Dia 22 de junho às 13h – Biblioteca Jamil Almansur Haddad

Sarau – Resistência Preta (Força Ativa)
Dia 24 de junho às 14h – Biblioteca Maria Firmina dos Reis

Sarau – Conversadores
Dia 18 de junho às 11h – Biblioteca Vicente Paulo Guimarães

Sarau Elo da Corrente
Dia 21 de junho às 19h – Biblioteca Brito Broca

Sarau – Poetas do Tietê
Dia 03 de junho às 14h – Biblioteca Afonso Schmidt

Sarau do Kintal
Dia 17 de junho às 15h - Biblioteca Afonso Schmidt

Sarau do Binho
Dia 22 de junho às 15h – Biblioteca Marcos Rey
Dia 25 de junho às 11h- Biblioteca José Mauro Vasconcelos

Sarau – Preto no Branco
Dia 29 de junho às 14h – Biblioteca Prestes Maia

Sarau – A voz do Povo
Dia 09 de junho às 14h – Biblioteca Helena Silveira 

Sarau – Poetas Ambulantes
Dia 10 de junho às 11h – Biblioteca Prestes Maia
Dia 24 de junho às 14h – Biblioteca Raul Bopp

Sarau – Bodega do Brasil
Dia 24 de junho às 14h – Biblioteca Malba Tahan

Sarau Clamarte
Dia 10 de junho às 13h – Biblioteca Malba Tahan

Sarau D'Quilo
Dia 30 de junho às 20h – Biblioteca Padre José de Anchieta 

LEITURA DRAMÁTICA
Marat-LITERÁTRIO
Proposta de leitura dramática através da adaptação teatral dos livros “Os Lusíadas” e “Felpo Filva”. O LITERÁTRIO - literatura + teatro + átrio (cavidade cardíaca) - pretende tocar o coração de seu público para nele despertar o hábito da leitura e a paixão pela Literatura e pelo Teatro, tornando-os vivos, presentes e pulsantes, por meio da dramatização das obras.

Leitura dramática de “Os Lusíadas”
Com Marat Descartes
Propõe-se a dramatização de trechos da obra clássica de Luís Vaz de Camões nas Bibliotecas Municipais, convidando o público infantil e adulto a interagir com uma das produções mais importantes da literatura portuguesa: Os Lusíadas.
Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca Álvares de Azevedo
Dia 11 de junho às 11h – Biblioteca Ricardo Ramos
Dia 18 de junho às 11h – Biblioteca Paulo Duarte
Dia 25 de junho às 11h – Biblioteca Alceu Amoroso Lima 

Leitura dramática de “Felpo Filva” 
Com Marat Descartes
A partir da dramatização do espetáculo teatral “Felpo Filva”, adaptação do livro homônimo da escritora Eva Furnari, busca-se aproximar o público infantil das bibliotecas com a Literatura, o Teatro e o Livro.
Dia 10 de junho às 11h – Biblioteca Brito Broca
Dia 10 de junho às 14h – Biblioteca Thales Castanho de Andrade
Dia 17 de junho às 11h – Biblioteca Afonso Taunay
Dia 17 de junho às 14h – Biblioteca Lenyra Fraccaroli
Dia 24 de junho às 11h – Biblioteca Rubens Borba de Moraes
Dia 24 de junho às 14h – Biblioteca Sergio Buarque de Holanda

TEATRO

A Ilha do Tesouro
Com a Cia O que de que
Formada por Fábio Supérbi e Rodrigo Andrade, espetáculo infantil de montagem contemporânea, que permita aos seus criadores explorar e apresentar essa história fascinante e suas personagens singulares. O espetáculo foi criado a partir de uma dramaturgia baseada na ação, característica do texto original e transportado para essa versão. Há piratas, navios, fantasmas, uma ilha e um tesouro e claro, existe o mar, seus perigos e seu encanto.
Dia 11 de junho às 11h – Biblioteca Vicente Paulo Guimarães
Dia 17 de junho às 10h – Biblioteca Cassiano Ricardo
Dia 17 de junho às 15h – Biblioteca José Paulo Paes
Dia 25 de junho às 11h30 – Biblioteca Chácara do Castelo

Sonho no Parque
A comédia de William Shakespeare narra o desencontro de jovens enamorados, que se perdem em um bosque habitado por seres do universo fantástico. A peça acontece ao ar livre, com trilha sonora executada ao vivo e usando o parque como cenário.
Texto: William Shakespeare
Direção e adaptação: Pedro Granato
Elenco: Beatriz de Miranda, Carla Zanini, Domitila Gonzalez, Gabriel Tavares, Gustavo
Pompiani, Lucas Paranhos, Maria Eugênia Portolano, Marina Campanatti, Mau Machado, Pedro Casali, Valérie Mesquita.
Produção: Contorno Produções e Pequeno Ato
Direção de produção: Jessica Rodrigues e Victória Martinez.
Dia 18 de junho às 11h – Biblioteca Álvares de Azevedo

Tramarias
Com grupo As Trepeiras
O espetáculo Tramarias traz como mote a discussão sobre a violência doméstica contra a mulher, que, para além da violência física abrange também a violência moral, emocional, psicológica, patrimonial e sexual. 
Tramarias aponta o ciclo de violência vivenciado pela protagonista Maria que, ao idealizar um marido perfeito, deixa de perceber a complicada trama de opressão a que está se submetendo, até se deparar com uma situação limite que a obriga a romper com a relação opressora por meio da intervenção cênica do público presente.
Dia 03 de junho às 11h – Biblioteca José Mauro de Vasconcelos
Dia 03 de junho às 14h30 – Biblioteca Thales Castanho de Andrade
Dia 04 de junho às 11h – Biblioteca Vinícius de Moraes
Dia 10 de junho às 14h30 – Biblioteca Narbal Fontes
Dia 11 de junho às 11h – Biblioteca Roberto Santos
Dia 17 de junho às 11h – Biblioteca Helena Silveira
Dia 17 de junho às 14h30 – Biblioteca Marcos Rey
Dia 18 de junho às 11h – Biblioteca Mlba Tahan
Dia 24 de junho às 11h – Biblioteca Belmonte