Logo - Cultura

Danyael Lopes coordena oficina de animação no CCSP

Os encontros acontecem dias 13, 20 e 27 de junho


Danyael Lopes aborda a criação de personagens e os processos
de digitalização em HQs (Foto: Wagner Willian)


Por Luísa Bittencourt

Quando era criança, na casa da avó, Danyael Lopes copiava em seu caderno desenhos animados da TV, assim como reproduzia aqueles que o tio paterno eventualmente fazia. Sua tia, pintora, o presenteava com gibis e livros de desenho. Não teve como escapar: hoje, ele é um dos grandes nomes do quadrinho nacional e explora, também, sua vocação como artista plástico, ilustrador e animador em 2D e 3D.

De onde tira inspiração para todas essas narrativas? “Das histórias que acontecem conosco e com todas as pessoas, todos os dias. Tudo é história! Você conta uma para arranjar emprego, namorar ou iniciar nova amizade. O ser humano conta histórias para sobreviver”, responde Danyael. Neste mês, ele coordena no Centro Cultural São Paulo, em três sábados seguidos (dias 13, 20 e 27), dois workshops de criação de personagens e um sobre processos de digitalização em HQs.

No que diz respeito ao desenvolvimento de personagens, serão abordadas questões relativas à construção de protagonistas, heróis, vilões e coadjuvantes, em suas características psicológicas e físicas. Já com relação ao processo de digitalização, o artista irá explorar técnicas de separação de cores, efeitos de luz e sombra, letreiramento e introdução a processos gráficos com foco em quadrinhos.

“O ato de desenhar é como tocar um instrumento. Animação é como uma orquestra com vários instrumentos tocando e se harmonizando em um determinado ritmo”, compara Danyael, que lançará ainda neste mês a HQ “Cidadão N”, pela editora Veneta.  


Serviço: Centro Cultural São Paulo – Gibiteca Henfil. R. Vergueiro, 1.000, Paraíso. Próximo da estação Vergueiro do metrô. Centro. | tel. 3397-0001 e 3397-0002. Programação: dias 13 e 20 - criação de personagens: protagonistas, heróis, vilões e coadjuvantes; e características psicológicas - a jornada do herói; dia 27 - processo digital: digitalização, separação de cores, colorização, efeitos de luz e sombra, letreiramento e revisão, introdução a processos gráficos (diagramação, uso de fontes específicas, melhores papéis, entre outros, com foco em quadrinhos). Sáb., das 10h30 às 12h. +14 anos. Grátis (não é necessário fazer inscrição, limitado às 20 primeiras pessoas)