Barra de Impressão

Biblioteca Mário de Andrade


Secretarias / Cultura / BMA / programacao


Programação - Julho de 2012


O que traduz Boris?

dir. Daniel Grinspum e Jorge Grinspum – 52 min.
(exibição de filme)
Dias 16, 23 e 30, segundas-feiras, das 19h às 20h

O documentário de 52 minutos, dirigido por Daniel e Jorge Grinspum, transmite de forma referencial os temas e fatos que permearam a história de vida  de Boris Schnaiderman e as atividades que vem exercendo, oferecendo ao público a visão de, como ele mesmo se diz, uma testemunha muitas vezes protagonista de um quase um século.

A dinâmica do documentário é baseada em conversas entre os convidados e conta, em algumas delas,  com a intermediação de Beatriz Bracher e de Gutemberg de Medeiros. Traz depoimentos de Antonio Candido, Adriana Calcanhoto, Arnaldo Antunes, Tatiana Belinky, Nelson Ascher, Miriam Chnaiderman e José Roberto Aguilar, dentre outros.

O filme desenvolveu-se em duas etapas: a primeira na Ucrânia, em 2009, e a segunda, concluída no final do ano passado, em São Paulo.

O que traduz Boris? foi realizado com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura.



Leitores e leituras
(sarau)
Dias 11 e 25, quarta-feira, das 17h30 às 19h30
Local: Sala de Convivência

Com o objetivo de compartilhar experiências de leitura, a Biblioteca Mário de Andrade promove regularmente, na sala de convivência da Circulante, encontros de leitores. De modo espontâneo e livre, os participantes têm a oportunidade de dividir impressões e informações sobre suas leituras ou sobre seus próprios textos.

A ideia dos saraus é fornecer aos leitores um ambiente para expressar seus pontos de vista sobre livros que queiram compartilhar com outros leitores.

Após cada encontro, os livros comentados e lidos pelos participantes são expostos em destaque, estimulando-se, desta forma, sua consulta e seu empréstimo na Biblioteca Circulante.



Série Literaturas – Rock
(bate-papo)
Dia 19, quinta-feira – das 19h às 21h
Local: Auditório

O terceiro encontro da série de bate-papos que gira em torno de temas variados da literatura terá o foco em música e rock. A ideia é oferecer ao público a oportunidade de trocar informações e impressões sobre obras, autores e personagens de sua preferência dentro do tema , assim como  trocar dicas de leitura.

A atividade contará com a mediação de Pedro Alexandre Sanches, jornalista formado pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, com experiência no jornal Folha de S.Paulo e nas revistas Carta Capital, Bravo, Caros Amigos, Trip, Fórum, Billboard Brasil e Rolling Stone. Publicou, em 2000, o livro Tropicalismo: decadência bonita do samba, com análises das obras de Gilberto Gil, Caetano Veloso, Jorge Ben, Chico Buarque e Paulinho da Viola e, em 2004, o livro Como Dois e Dois São Cinco: Roberto Carlos (& Erasmo & Wanderléa), ambos pela Boitempo Editorial.



Poesia Brasileira na Segunda Guerra Mundial
(palestra)
Dia 26, quinta-feira – das 19h às 21h
Local: Auditório
Parceria: Centro de Cultura Judaica

Em parceria com o Centro da Cultura Judaica, a Biblioteca Mário de Andrade oferece a palestra do Prof. Murilo Marcondes de Moura sobre a poesia brasileira durante a Segunda Guerra Mundial, com base na sua tese de doutorado Três poetas brasileiros e a Segunda Guerra Mundial: Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles e Murilo Mendes. Na ocasião, serão abordados também aspectos relativos à produção em artes visuais do período.

A palestra Poesia Brasileira na Segunda Guerra Mundial é uma programação paralela à exposição Visões de Guerra, realizada pelo Centro da Cultura Judaica, em parceria com o Museu Lasar Segall. A exposição reúne 75 desenhos aquarelados realizados por Lasar Segall entre 1940 e 1943, bem como pinturas, esboços e documentos de época que refletem a perspectiva crítica do artista a respeito da guerra.

Murilo Marcondes de Moura é doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade de São Paulo, onde leciona Literatura Brasileira. Dedica-se em especial à Literatura Brasileira do século 20. Dentre livros e artigos que publicou, merecem destaque: Murilo Mendes: a poesia como totalidade (Edusp/Giordano, 1995) e Manuel Bandeira (Publifolha, 2001).  

Informações também no site
http://www.culturajudaica.org.br/878/poesia-brasileira-durante-segunda-guerra-mundial



Canções de Almeida Prado sobre cânticos de Lupe Cotrim
(palestra e apresentação musical)
Dia 27, sexta-feira – das 12h30 às 13h30
Local: Auditório

Poucos meses antes de morrer, o compositor José Antônio de Almeida Prado tomou conhecimento do bestiário Cânticos da terra, coletânea de poemas sobre animais de autoria da poeta paulista Lupe Cotrim Garaude. Com isso, nasceram as canções de câmara Cânticos da terra – uma das últimas obras criadas pelo compositor, cuja finalização contou com apoio da FAPESP e que, pela primeira vez, serão executadas na íntegra.

Antes do concerto haverá uma palestra sobre o compositor e a poeta, por Leila Gouvêa - autora do livro Estrela breve: Lupe Cotrim – uma biografia literária, recentemente publicado pela Imprensa Oficial.

Compositor:
José Antônio Rezende de Almeida Prado (1943-2010) é considerado um dos maiores nomes da música erudita contemporânea brasileira, com um catálogo formado por mais de quinhentas obras e muitos prêmios. Além de compositor, foi professor da Unicamp, maestro, pianista e Membro da Academia Brasileira de Música.

Poeta:
Lupe Cotrim Garaude (1933-70) foi uma das mais destacadas poetas da cena literária brasileira dos anos 1950-60. Prematuramente falecida, aos 36 anos, deixou sete livros de poesia – o último dos quais, Poemas ao outro, triplamente premiado (Governador do Estado, Fundação Cultural de Brasília e Jabuti). Com formação em filosofia, foi professora da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, cujo centro acadêmico leva seu nome. Aficionada pela música de concerto, estudou canto lírico por vários anos.

Intérpretes:
Maximiliano de Brito, pianista, professor e compositor. É graduado em piano pela Universidade Federal de Uberlândia. Continuou os estudos na Alemanha, na Universidade de Bremen e na Escola Superior de Música de Hamburgo. Em parceria com o barítono Renato Mismetti, desenvolveu projetos como o Poesia&Música, de divulgação da música e da literatura brasileiras na Europa.

Pedro Ometto, bacharel em canto pela Unesp, integra desde 2004 o Núcleo Universitário de Ópera (NUO), com o qual vem-se apresentando regularmente. Dentre os papéis operísticos apresentados destacam-se Danilo (A viúva alegre), Papageno (A flauta mágica), Schaunard (La Bohème) e, recentemente, Major Blanco, da ópera Magdalena, de Villa-Lobos, na produção do Theatro Municipal de São Paulo.

Palestrante:
Leila V.B. Gouvêa é doutora e pós-doutora em literatura brasileira pela USP. Autora de vários livros, entre os quais Estrela breve: Lupe Cotrim, uma biografia literária (Imprensa Oficial, 2011), fruto de seu pós-doutorado, com bolsa da FAPESP, realizado no Instituto de Estudos Brasileiros da mesma universidade (IEB-USP). Cursou cinema e graduou-se em jornalismo pela ECA-USP, onde foi aluna da poeta Lupe Cotrim.




Para conhecer a programação das Bibliotecas, Ônibus Biblioteca, Espaços, Pontos e Bosques da Leitura, que são administrados pela Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas, acesse: www.bibliotecas.sp.gov.br




Informações gerais:
Horário de funcionamento da Biblioteca Mário de Andrade

Circulante, Sala de Atualidades e Sala de Estudos
Segunda a sexta, das 8h30 às 20h30
Sábado, das 10h às 17h

Coleção Geral e Coleção São Paulo
Segunda a sexta, das 8h30 às 19h, consulta local

Coleção de Artes
Segunda a sexta, das 8h30 às 19h, consulta local.

Coleção de Obras Raras, Mapoteca e Multimeios
Segunda a sexta, das 8h30 às 17h, consulta local mediante agendamento.


Visita Monitorada
Terças e quintas-feiras, às 10h e às 15h
Informações e agendamento: 11. 3775-0002 / 0005


Todas as atividades da Biblioteca são gratuitas.
Entradas estão sujeitas à lotação.

Capacidade:
Auditório - 175 lugares
Sala de convivência - 30 lugares


Biblioteca Mário de Andrade
Rua da Consolação, 94
Próximo às estações Anhangabaú e República do Metrô
Telefone:  11 3256-5270
e-mail: bma@prefeitura.sp.gov.br
www.bma.sp.gov.br