Share

Obras Raras e Especiais do acervo da Biblioteca Mário de Andrade: Destaques

Parte de texto elaborado por Rizio Bruno Sant'Ana, Curador de Obras Raras

A Seção de Obras Raras e Especiais da Biblioteca Mário de Andrade, fundada por Rubens Borba de Moraes em 1946, reúne atualmente um total de mais de 40 mil volumes de livros, 20 mil volumes de periódicos e 10 mil outros documentos, incluindo manuscritos, álbuns de fotografias originais, gravuras, desenhos, cartões-postais e moedas. Destacam-se, entre suas muitas preciosidades, nove exemplares de incunábulos (livros publicados antes de 1500), várias obras únicas sobre o Brasil, das quais se conhecem poucos exemplares no mundo, e as edições originais dos principais viajantes estrangeiros, como Thévet, Debret, Rugendas, Spix e Martius.
É de 1477 o exemplar mais antigo pertencente à nossa coleção, a Suma Teológica, de Santo Antonino. A BMA possui outros sete incunábulos, entre os quais um bonito exemplar da Bíblia, impresso em 1492 e guardado em caixa especial de jacarandá, e dois exemplares da obra conhecida como Crônica de Nuremberg, de 1493, que descreve a história do mundo, com cerca de 1.600 xilogravuras, considerado o maior livro ilustrado de sua época.
Outras obras importantes dos séculos XVI a XVIII existentes neste acervo são: as primeiras descrições geográficas impressas do mundo, incluindo a América, recém descoberta; os livros ilustrados dos primeiros viajantes que estiveram no Brasil; periódicos publicados na França e na Alemanha, entre 1613 e 1750; a edição original de 1754 da Enciclopédia francesa de Diderot e D'Alembert; os clássicos da literatura, principalmente autores franceses, espanhóis e portugueses (incluindo Moliére, Cervantes e Camões); e os trabalhos de poetas inconfidentes mineiros, como Cláudio Manoel da Costa e Tomás Antônio Gonzaga, publicados em Lisboa por volta de 1790 e consideradas as primeiras obras literárias importantes de autores brasileiros.
Fazem parte de nossa Coleção Brasiliana, formada a partir de acervos reunidos ao longo de mais de setenta anos de aquisições, por compras e doações, não apenas as muitas edições originais de relatos de viajantes e suas traduções, em diversas línguas, como também fac-símiles e análises críticas e históricas, constituindo um grande acervo em riqueza e completude.
Possuímos um dos dois únicos exemplares conhecidos da primeira obra escrita pelos jesuítas nas Américas, de 1551. As tentativas de dominação de algumas partes do Brasil por franceses e holandeses, nos séculos 16 e 17, estão documentadas em gravuras e textos significativos da época, com ênfase nas obras sobre a Invasão Holandesa no Nordeste, para a qual a BMA conta com um acervo bastante significativo.
Para o século 18, com as diversas tentativas de se determinar o espaço territorial brasileiro, após a assinatura do Tratado de limites de 1750, temos diversas discussões legais sobre as fronteiras e como estes fatos se relacionam com a questão indígena em nosso país. Por sua vez, a chegada da família real portuguesa em 1808, seguida da Abertura dos Portos, estabeleceu novos padrões de comércio com as outras nações, ao mesmo tempo em que permitiu e estimulou a vinda de grandes artistas e cientistas, que descreveram com muita precisão a natureza brasileira e seus habitantes. O destaque fica para as obras dos naturalistas Spix e Martius e dos artistas Debret e Rugendas.
Um dos pontos altos de nosso acervo do século 20 são os livros de arte originais, principalmente franceses, como Jazz, de Henri Matisse;  Cirque, de Fernand Léger; e La Prose du Transsibérian, de Sonia Delaunay e Blaise Cendrars, que estão entre os mais belos e estimados “livros de artistas” existentes no mundo. Temos um grande acervo de trabalhos originais dos principais artistas gráficos brasileiros do século 20, tais como Tarsila do Amaral, Portinari, Di Cavalcanti, Lasar Segall, Renina Katz, Flávio Carvalho, Maria Bonomi, Djanira e Cícero Dias.
A coleção de manuscritos possui desde códices em pergaminho, do século 15, a obras literárias do século 18, com destaque para um Vocabulário na língua brasilica, de 1628, e o Códice Costa Matoso, importante coleção de textos sobre a descoberta do ouro em Minas Gerais, reunida em 1749. Merecem nota uma coleção de trinta e três desenhos originais de Rugendas; os 50 volumes com os originais manuscritos de Rui Barbosa; poemas de Machado de Assis e um conto de Mário de Andrade, todos autógrafos; a correspondência de Paula Souza, fundador da Escola Politécnica da USP; e o arquivo do crítico e autor Otto Maria Carpeaux.
Possuímos também uma grande coleção de periódicos nacionais raros dos séculos 19 e 20, e importantes álbuns fotográficos originais, desde 1860, como as obras de Marc Ferrez, Militão Azevedo e Washington Luís. Em 1996 foi adquirido o único exemplar conhecido do periódico “Diabo Coxo”, primeiro jornal ilustrado de São Paulo, publicado em 1864 por Angelo Agostini. Recentemente, esta obra rara teve uma reedição fac-similar lançada pela EDUSP, como outras obras únicas de nosso acervo. Várias obras raras têm sido solicitadas por empréstimo para importantes exposições em museus e centros culturais do Brasil e do mundo.

QUANTIDADE APROXIMADA DE VOLUMES DE LIVROS RAROS DISTRIBUÍDOS POR PERÍODOS HISTÓRICOS:

PERÍODO
QUANTIDADE APROX.
DE VOLUMES
SÉCULO 15
9
SÉCULO 16
179
SÉCULO 17
450
SÉCULO 18
1.000
SÉCULO 19: brasileiros
2.300
SÉCULO 19: estrangeiros
3.700
SÉCULO 20
18.500

SÉCULO 15: INCUNÁBULOS
ANTONINO, Santo. Summa theologiae [parte 3]. [Veneza: Nicolai Jenson, 1477]. 317 f. Iniciais à mão, em tinta azul e vermelha. Este é o exemplar mais antiga da coleção da BMA, que possui nove incunábulos.
AGOSTINHO, Santo. Diui Augustini episcopi et doctoris ecclesie Sermones ad heremitas. Colofão: Veneza: Vicentij Benalij, 26 de janeiro, 1492. 122 f. Encadernação moderna, capa em pergaminho. A BMA possui outras edições das Confissões de Santo Agostinho, dos séculos XVII e XVIII.
BÍBLIA latina. [Veneza: Hieronymi de Paganinis Brixiensi, 1492]. 542 f. Com iniciais em vermelho e preto. Encadernada em pergaminho e guardada em caixa especial de jacarandá.
SCHEDEL, Hartmann. Liber cronicarum... Nuremberg: Antron Koberger, 1493. 328 f. Descrição da história do mundo, com cerca de 1.600 xilogravuras, considerado o maior livro ilustrado de sua época. A BMA possui dois exemplares deste incunábulo, um deles em encadernação do século XVII, com capas em madeira revestida de couro trabalhado.
SAVONAROLA, Girolamo Maria. Operetta molto divota. Colofão: Firenze, 24 de outubro 1495. 30f.

SÉCULO 16: ATLAS ANTIGOS E RELATOS DE VIAGENS
ORTELIUS, Abraham. Theatrvm orbis terrarvm. Antverpiae: Ex Officina Plantiniana, 1595. 96 p. e 139 mapas aquarelados.
BORDONE, Benedetto. Isolario: nel qual si ragiona di tutte l'isole del mondo. [Vinegia: Per Nicoló d'Aristotile, detto Zoppino, 1534.]
MÜNSTER, Sebastian. Cosmographie uniuersalis lib. VI... [Colofão]: Basileae: Apvd Henrichvm Petri, 1554. 1172p e 14 mapas.
PTOLOMAEUS, Claudius. Clavdi Ptolemaei Geographicae enarrationis libri octo. [Colofão: Argentoragi [Strasburg]: Iohannes Grieningerus, 1525]. 260 p. e 50 mapas.
APIANUS, Petrus. Cosmographia Petri Apiani... figurisque nouis illustrata. Parisiis [Paris]: Vaeneunt apud Viuantium Gaultheret, 1551. 70 f. com diagramas e mapa.
MERCATOR, Gerhard. Atlas minor Gerardi Mercatoris à I. Hondio plurimis aeneis tabulis auctus atque illustratus. Amstelodami [Amsterdam]: Iudoci Hondii, veneunt etiam apud Corneliu Nicolai, 1610. 692p. e 152 mapas aquarelados.
HAKLUYT, Richard. The principal navigations, voyages, traffiques and discoveries of the English nation... London: George Bishop, 1598-1600. 3v.
NOORT, Olivier van. Description du penible voyage fait entour de l'univers ou globe terrestre... Amsterdam: Chez la Vesve de Cornille Nicolas, 1610. 61 p.

PRIMEIRAS OBRAS SOBRE O BRASIL
GRYNAEUS, Simon. Die new welt. Strassburg: Durch Georgen Ulricher, 1534]. 258 f.
THÉVET, André. Les singvlaritez de la France Antarctique, avtrement nommée Amerique. Anvers: De l’Imprimerie de Christophe Plantin, 1558. 179 p.
STADEN, Hans. America tertia pars memorabile provinciae Brasiliae historiam contines... [Colofão: Impressum Francofurti ad Moenum: apud Matthiam Beckerum, impensis Theodori de Bry, 1595]
SCHMIDEL, Ulrich. Vera historia: admirandae cuiusdam navigationis... in Americam vel novum mundum, iuxta Brasiliam & Rio della Plata, confecit. Noribergae: Impensis Levini Hulsij, 1599. 101p. e 22 gravuras.
ABBEVILLE, Claude d'. Histoire de la mission des peres capucins en l'isle de Maragnan. Paris: François Huby, 1614. 395 f.
CALADO, Manoel. O valeroso lucideno, e triumpho da liberdade. Lisboa: Paulo Craesbeeck, 1648. 356 p.
VASCONCELOS, Simão de. Chronica da Companhia de Jesv do estado do Brasil: e do que obrarão seus filhos nesta parte do Novo mundo... Lisboa: Na Officina de Henrique Valente de Oliveira Impressor del Rey N. S., 1663. 188p; 528p.
FIGUEIRA, Luís. Arte de grammatica da lingua brasilica. Lisboa: Na Officina de Miguel Deslande, 1687. 167 p.
CARNEIRO, Diogo Gomes. Oração apodixica aos scismaticos da patria, pello doutor Diogo Gomez Carneiro, brasiliense natural do Rio de Janeiro... Lisboa: Na Officina de Lourenço de Anueres, 1641. 34 f. Obra rara, primeiro livro publicado por um autor brasileiro.

HISTÓRIA E CIÊNCIAS
SUETONIUS TRANQUILUS, Caius. Svetonius Tranquillus cvm Philippi Beroaldi et Marci Antonii Sabellici commentariis. [Colofão: Foeliciter Venetiis exacta, 1506, Die VIII Ianuarii]. 358 f. Vida do Imperador César, de grande interesse histórico, por trazer impressa pela primeira vez no mundo a imagem de uma operação de cesariana, ao mostrar em xilografia o nascimento de César.
CATO, Marcus Porcius. Libri de re rvstica. Parisiis [Paris]: Ex Officina Roberti Stephani typographi regii, 1543. 120 f. Encadernado com diversas obras sobre agricultura, todas publicadas em 1543 por um dos mais importantes impressores de Paris.
AGRIPPA VON NETTESHEIM, Heinrich Cornelius. Heinrich Cor. Agrippae ab Nettesheym De occvlta philosophia libri III. Parisiis [Paris]: Ex Officina Iacobi Dupuys, 1567. 704 p. Obra clássica e rara sobre ciências ocultas e magia.
LE MERCURE Francois, ou, Suitte de l'histoire de la paix. Paris: Chez Iean Richer, 1613-1651. 25v. Coleção completa de um dos primeiros periódicos impressos no mundo.
ARISTÓTELES. Aristotelis Opera omnia, graece et latine. Parisiis: Apud Ioannem Billiaine, Simeonem Piget, Frederic Leonard, Via Iacobea, 1654. 4v.

SÉCULO 17: INVASÕES HOLANDESA E FRANCESA
ALDENBURGK, Johann Gregor. West-Indianische Reitze und Beschreibung der Belag- und Eroberung der Statt S. Salvador in der Bahie von Todos os Sanctos... Coburgk: Friderich Gruners, 1627. 50 f. A BMA possui uma importante coleção de dezenas de livros e folhetos raríssimos sobre os holandeses no Brasil, incluindo textos de cartas enviadas à Europa por missionários, comerciantes e administradores, em português, espanhol, francês, holandês e latim.
BARLEUS, Caspar. Rervm per octennivm in Brasilia... Amstelodami [Amsterdam]: Ex Typographeio Ioannis Blaev, 1647. 340 p.
PISO, Willem. Historia naturalis Brasiliae. Lugdun. Batavorum [Antwerpen]: Franciscum Hackium; Amstelodami [Amsterdam]: Lud. Elzevirium, 1648. 122 p.; 293 p.
NIEUHOF, Johann. Gedenkwaerdige Zee en Lantreize door de voornaemste Landschappen van West en Ooostindien. Amsterdam: By de weduwe van Iacob van Meurs, 1682. 2v. em 1.
OZANNE, Jeanne Françoise. Recueil des combats de Duguay-Trouin. N. Ozanne delineavit, Jna. Fca. Ozanne sculpsit. Paris: Chez le Sr. le Gouaz, graveur [1734?]. 29 gravuras.
DUGUAY-TROUIN, René. Relation de ce qui s'est passé pendant la campagne de Rio de Janeiro. [Angers: Chez Jean Hubault, 1712.] 8 p.

SÉCULO 18 E ILUMINISMO
ENCYCLOPÉDIE, ou Dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers; mis en ordre & publié par M. Diderot... & quant à la partie mathématique, par M. D’Alembert. Paris: Chez Briasson [e outros], 1751-1765. 17v. de texto e 6v. de gravuras. Em nossa coleção faltam 5 v. de gravuras, 5 de suplementos e 2 de índices. A BMA possui a 3.ed. completa desta obra, publicada em Genebra, entre 1778-1779, em 39 v.
RAYNAL, Guillaume. Histoire philosophique et politique: des établisemens & du commerce des européens dans les deux Indes. A Geneve: Chez les Libraires Associés, 1775. 3 v. + atlas com 50 mapas. Esta obra teve enorme repercussão em seu tempo, sendo um dos livros que mais influenciaram a Revolução Francesa, sendo proibida e queimada na França em 1781.
COUTINHO, José Joaquim da Cunha de Azeredo. Ensaio economico sobre o comercio de Portugal e suas colonias. Lisboa: Na Oficina da Academia, 1794. 153p. Com licênsa da Réal Meza da Comisão Gerál sobre o Exâme, e Censúra dos livros. Primeira obra de Azeredo Coutinho, um dos responsáveis pela introdução do Iluminismo no Brasil, escrita na sua própria versão do português.
NEWTON, Isaac. Philosophiae naturalis principia mathematica. Londini [London]: Apud Guil. & John. Innys, Regiae Societatis Typographos, 1726. 569p.
SILVA, Manuel Nunes da. Arte minima: que com semibreve prolaçam tratta em tempo breve os modos da maxima & longa sciencia da musica. Lisboa: Na Officina de Miguel Manescal, 1704. 44; 52; 136 p. Tratado de cantochão e contraponto, um dos primeiros livros portugueses de música.
CASTELNOVO, João Batista Morelli de. Luzeiro evangelico: que mostra à todos os christãos das Indias Orientais o caminho único, seguro & certo da recta fé. México: 1710. 496 p. Primeiro livro impresso em português nas Américas, na cidade do México, cem anos antes da introdução oficial da imprensa no Brasil, escrito por um missionário das Filipinas.
VIDE, Sebastião Monteiro da. Constituiçoens primeyras do Arcebispado da Bahia. Lisboa Occidental: Na Officina de Pascoal da Sylva, 1719. 618 p.
ALPOIM, José Fernandes Pinto. Exame de bombeiros, que comprehende dez tratados: o primeiro da geometria... Madrid: En la Off. de Francisco Martinez Abad, 1748. 480p.
PITA, Sebastião da Rocha. Historia da America portugueza. Lisboa Occidental: Na Officina de Joseph Antonio da Sylva, 1730. 716 p. Primeira edição desta obra monumental e rara, que é ao mesmo tempo a primeira história do Brasil impressa e a primeira escrita por um brasileiro.
BRITO, Francisco Tavares de. Itinerario geografico, com a verdadeira descripção dos caminhos, estradas, rossas, citios, povoaçoens, lugares, villas, rios, montes, e serras, que ha da cidade de S. Sebastião do Rio de Janeiro até as minas do ouro. Sevilha: Na Officina de Antonio da Sylva, 1732. 26p. Primeira edição. Só se conhecem outros dois exemplares, na Biblioteca Nacional de Lisboa e na John Carter Brown Library, nos EUA. Este livro foi censurado pelo governo português, cioso de preservar as descobertas de ouro no Brasil.
MIRANDA, João Cardoso de. Prodigiosa lagoa descuberta nas Congonhas das Minas de Sabará: que tem curado a varias pessoas dos achaques, que nesta relação se expõem. Lisboa: Na Officina de Miguel Menescal da Costa, 1749. 27p. e 1 gravura. Curiosa obra sobre o poder curativo das águas da Lagoa Santa, escrita por um médico português que viveu no Brasil entre 1726-1773. São conhecidas apenas três cópias deste livro raríssimo em todo o mundo.
COSTA, Cláudio Manoel da. Orbas [i.e. Obras] de Claudio Manoel da Costa, arcade ultramarino, chamado Glauceste Saturnio. Coimbra: Luiz Secco Ferreira, 1768. 320p.
SILVA, Antonio José da. Labyrintho de Creta: obra que se há de fazer no Theatro da nova casa do Bairro Alto. Lisboa Occidental: Na Officina de Miguel Rodrigues, 1740. 166 p.

SÉCULO 19: CIÊNCIAS
KEPLER, Johann. Johannis Kepleri astronomi Opera omnia. Edidit Dr. Ch. Frisch. Frankofurti A. M.: Erlanger, Heyder & Zimmer, 1858-1871. 8v.
GALILEI, Galileo. Le opere di Galileo Galilei. Prima edizione completa, condotta sugli autentici manoscritti palatini. Firenze: Società Ed. Fiorentina, 1842-1856. 17v.
FARADAY, Michael. Experimental researches in electricity. London: Quaritch, 1839-55. 3 v.
CUVIER, Georges Leopold, barão. Le règne animal distribué d’après son organization. Paris: Fortin, Masson & cie, 1836-1849. 22v. e 967 gravuras.
BERLÈSE, Laurent. Iconographie du genre camelia: ou, Description et figures des camellia les plus beaux et les plus rares... Paris: H. Cousin, 1841-1843. 3 v.
SAINT-HILAIRE, Auguste de. Flora Brasiliae meridionalis. Parisiis [Paris]: Apud A. Belin, Bibliopolam, 1824. 3v.
VELOSO, José Mariano da Conceição. Florae Fluminensis. Flumine Januario [Rio de Janeiro]: Ex Typographia Nationali; Parisiis [Paris]: Ex Off. Lithogr. Senefelder, 1825-1827. 1v. de texto e 11v. de gravuras.
MARTIUS, Carl Friedrich Philipp von. Flora Brasiliensis Monachii [Monaco]; Lipsiae [Leipzig]: apud R. Frid. Fleischer, 1840-1906. 34v.

SÉCULO 19: VIAJANTES E EXPEDIÇÕES CIENTÍFICAS
DEBRET, Jean Baptiste. Voyage pittoresque et historique au Brésil, ou, Séjour d'un artiste français au Brésil, depuis 1816 jusqu'en 1831... Paris: Firmon Didot, 1834. 3 v. Exemplar com gravuras coloridas à mão, com dedicatória e autógrafo do autor. A BMA possui outros dois exemplares com gravuras originais em preto e branco, e diversas versões, incluindo um fac-símile integral dos três volumes executado no Japão, em 1965. Infelizmente, foram furtadas várias gravuras desta obra e do livro de Rugendas.
RUGENDAS, Johan Moritz. Malerisches Reise in Brasilien. Paris, 1835. Obra original em alemão, com 100 gravuras em preto e branco. A BMA possui a versão para o francês, do mesmo ano, várias traduções e um fac-símile, com gravuras coloridas, realizado em Stuttgart, em 1986.
MAXIMILIAN, Prinz zu Wied-Neuwied. Reise nach Brasilien: in den Jahren 1815 bis 1817. Frankfurt: H. L. Brönner, 1820-1821. 2 v. e atlas com 22 gravuras e 3 mapas. Do ponto de vista científico, esta foi a mais profícua expedição do século XIX. A enorme coleção zoológica reunida na viagem foi comprada pelo American Museum of Natural History, de New York, em 1870. A BMA tem dois exemplares da edição original em alemão e as traduções para o holandês, inglês, francês, italiano e português.
POHL, Johann Emanuel. Reise im Inner von Brasilien: in den Jahren 1817-1821. Wien: Gedruckt bey A. Strauss’s sel. Wüwe, 1832-1837. 2v. e atlas com 9 gravuras.
SPIX, Johann B. von; MARTIUS, Carl F. P. von. Reise in Brasilien: in den Jahren 1817 bis 1820. München: Gedruckt bei M. Lindauer, 1823-1831. 4 v.
CASTELNAU, Francis de la Porte. Expédition dans les parties centrales de l'Amérique du Sud, de Rio de Janeiro à Lima. Paris: Chez P. Bertrand, 1850-1859. 16 v.
TAUNAY, Hippolyte; DENIS, Ferdinand. Le Brésil. Paris: Nepveu, 1822. 6v.

IMPRESSÃO RÉGIA DO RIO DE JANEIRO
DECRETO. Tendo-me constado que os prélos, que se achão nesta capital... Rio de Janeiro: Na Impressão Regia, 1808. 1 p. Cria a Impressão Régia, primeira e única tipografia regular a existir no Brasil, até 1811. Encadernado com outros 150 decretos, alvarás e cartas-régias, incluindo alguns dos primeiros impressos publicados no Brasil entre, 1808 e 1810.
GOMES, Bernardino Antonio. Memoria sobre a canella do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Na Impressão Régia, 1809. 51p. Escrito por um médico naval português, esta obra rara e é o segundo livro de medicina impresso no Brasil; descreve o tipo de clima e terreno propícios para a cultura da caneleira e sua utilidade médica.
O Patriota: Jornal Litterario, Politico, Mercantil, &c. Rio de Janeiro, Impressão Régia, 1813-1814, bimestral. Coleção completa da primeira revista brasileira, considerada nossa melhor publicação literária da época colonial.
[CAZAL, Manoel Ayres de]. Corografia brazilica, por Hum presbitero secular do gram priorato do Crato. Rio de Janeiro: Na Impressão Régia, 1817. 2 v. Obra publicada de forma anônima, onde aparece impressa pela primeira vez a Carta de Pero Vaz de Caminha, trezentos anos após ter sido enviada a Portugal. A BMA possui também as demais edições desta obra no século XIX, todas raras.
Representação feita pela Camara da Villa de Barbacena a sua Alteza Real o Principe Regente. Rio de Janeiro: Na Typographia Nacional, 1822. 2 p. Folha volante, pedindo ao Imperador para que se crie um "Governo provizorio constitucional, que attenda melhor ao bem geral da Provincia". Único exemplar conhecido, não descrito pelos autores da “Bibliografia da Impressão Régia”.

OUTROS IMPRESSORES NO BRASIL
LISBOA, José da Silva. Observações sobre a franqueza da industria, e estabelecimento de fabricas no Brazil. Bahia [Salvador]: Na Typog. de Manoel Antonio da Silva Serva, 1811. 81p. Uma das primeiras obras impressas em Salvador, segunda cidade do Brasil a possuir tipografia. Silva Serva foi o primeiro e único impressor particular brasileiro até 1821.
EDITAL. O Senado da Camara Faz Saber ao Povo e Tropa desta Villa e seu termo... Villa Rica: Impresso Na Typographia de Barbosa e Companhia, 1822. 1f.
D. PEDRO II. Discurso de sua magestade o Imperador á Assemblea Geral Constituinte e Legislativa. Rio de Janeiro: Na Imprensa Nacional, 1824. 11p. Encadernado com a Constituição Política do Imperio do Brasil, de 1824.
[ARAUJO, José Paulo de Figueiroa Nabuco de, org.]. Compendio scientifico para a mocidade brasileira: destinado ao uso das escolas dos dous sexos. Rio de Janeiro: Na Typ. de P. Plancher-Seignot, 1827. 318p. e nove gravuras. Primeiro livro publicado no Brasil com gravuras impressas por litografia, esta obra, muito rara, é uma compilação de 35 outros trabalhos científicos.
IMBERT, J. B. A. Manual do fazendeiro, ou, Tratado domestico sobre as enfermidades dos negros. Rio de Janeiro: Na Typ. de Seignot-Plancher, 1834. 359 p. Obra raríssima, não citada por Rubens Borba de Moraes, apresentando autógrafo do autor.

SÉCULO 20: LIVROS ILUSTRADOS E DE ARTISTAS
MATISSE, Henri. Jazz. Paris: Tériade, Éditeur, 1947. 146 p.
ORLEANS, Charles d’. Poèmes de Charles d’Orleans; manuscrits et illustrés par Henri Matisse. Paris: Tériade, Éditeur, 1950. 101 p.
LÉGER, Fernand. Cirque. Paris: Teriade, 1950. 110 p.
CENDRARS, Blaise. La prose du transsibérien et de la Petite Jehanne de France. Paris: Éd. des Hommes Nouveaux, 1913. 4 f. coladas.
LECUIRE, Pierre; LANSKOY. Cortège. Paris: Édition d’Auteur [Fequet et Baudier], 1959.
DEGAND, Léon. Maitres de l'art abstrat. Paris: Atelier Art d’Aujourd’hui, 1953-1954. 2 v.
GOELDI, Oswaldo. Dez gravuras em madeira. Rio de Janeiro: Pongetti, 1930. 11 f. Primeiro álbum de gravura moderna realizado no Brasil.
TRINTA e cinco litografias. São Paulo, 1942. 37 f. Primeiro álbum de litografias brasileiras, com obras de Graciano, Scliar e Bonadei, entre outros.
SEGALL, Lasar. Mangue. Rio de Janeiro: R A Editores, 1943. 16p. e 43 f. Álbum de desenhos, com três xilogravuras e uma litografia originais assinadas por Lasar Segall, acompanhados de textos de Jorge de Lima, Mário de Andrade e Manuel Bandeira.
ASSIS, Machado de. Memórias póstumas de Brás Cubas; ilustrado por Cândido Portinari. Rio de Janeiro: Cem Bibliófilos do Brasil, 1943. 316p. Primeira das 22 obras impressas pela Sociedade dos Cem Bibliófilos do Brasil, que reunia textos de grandes autores (Castro Alves, Guimarães Rosa, Mário de Andrade), ilustrados com gravuras originais assinadas por artistas como Di Cavalcanti, Livio Abramo, Djanira, Darel, Poty Lazzarotto, Marcelo Grassmann, Cicero Dias e Iberê Camargo. Todos os livros tinham tiragem única de 119 exemplares, dentre os quais 14 eram distribuídos pelas grandes bibliotecas do mundo. Um dos exemplares era impresso especialmente para a Biblioteca Municipal de São Paulo, atual Biblioteca Mário de Andrade.
SCLIAR, Carlos. Le chemins de la faim; textos de Jorge Amado. Paris: Associação Latino-Americana, 1950. 14p. e 30 gravuras.
DACOSTA, Milton. Gravuras; poema de Carlos Drummond de Andrade. São Paulo: Julio Pacello, 1967. 10 gravuras.
KATZ, Renina. Serigrafias; poema de Hilda Hilst. São Paulo: Ed. Cesar, 1970. 10 gravuras.
CAMPOS, Augusto de. Poemobiles; objetos originais de Julio Plaza. São Paulo: O Autor, 1974. 13 objetos. A BMA possui uma coleção de livros de poesia concreta, incluindo obras alternativas, objetos gráficos e outros experimentos mesclando literatura e artes plásticas.

ÁLBUNS DE FOTOGRAFIA
FERREZ, Marc. Avenida Central, 1903-1906. Rio de Janeiro: Bevilacqua, 1907.
MANUEL, F. Construcção do Viaducto de Sta. Ephigenia, v.1: 1910-1911. São Paulo: H. Rosenhain, 1911. 47 fotografias originais.
COMMISSÃO Telegraphica de Cuyabá ao Araguaya. 1891. 38 fotografias originais.
AZEVEDO, Militão. Album comparativo da cidade de São Paulo: 1862-1887. São Paulo: Photographia Americana, 1887. 60 fotografias originais.
ALBUM comparativo da cidade de São Paulo; organizado com autorização do Exmo. Snr. Dr. Washington Luiz Pereira de Souza. São Paulo: Casa Duprat, 1917. 62 fotografias originais.

MANUSCRITOS
CASTILHO, Pero de. Vocabulário da lingua brasilica. 1621. Mss. Códice manuscrito, com um dicionário da língua Tupi-Guarani, escrito por um missionário.
MATOSO, Caetano da Costa. Colasam das noticias dos primºs descobrimentos das minas na America que fez Caetano da Costa Matoso. 1749. 553 f.
CARTA Topografica da Capitania de S. Paulo, e seus certoens, em que se vê os descubertos, que lhe foraõ tomados por Minas Geraes: como tambem o caminho que vai para Goias, e Rº Grande de S. Paulo do Sul com todos os seus pozos, e pasagens. C. M. R. G. a fez. 1750? Escala de 20 legoas. 38 x 51 cm. Mss. color. Mapa original, manuscrito e aquarelado.
COSTA, Cláudio Manoel da. Epicedio. 1770. 18p. Mss. Poema manuscrito, com uma carta endereçada "ao Brigadeiro Jozé Fernandes Pinto de Alpuim", conselheiro do Conde de Bobadela e engenheiro responsável pela organização da nova planta da cidade de Mariana.
LEME, Pedro Taques de Almeida Paes. Noticias das Minas de S. Paulo e dos Sertões da mesma Capitania. 1772. 133 f. Mss. Códice manuscrito. Encadernação em pelica com filetes dourados; ex-libris Félix Pacheco.
RUGENDAS, Johan Moritz. [33 desenhos originais, grafite sobre papel] Coleção adquirida em 1933 na Alemanha, pelo médico e pesquisador Dr. Pirajá da Silva, e doada à Biblioteca Mário de Andrade por sua família, em 1977. Alguns desenhos foram utilizados em sua obra Malerisches Reise in Brasilien. Foram expostos na mostra O Brasil dos Viajantes e reproduzidos no catálogo raisonée feito por Pablo Diener.
BARBOSA, Ruy. Minas victoriosa. 1919. 37p. Mss. Original datilografado; correções manuscritas realizadas pelo autor. Pertence à coleção de cerca de 50 códices manuscritos de Rui Barbosa, com alguns de seus principais trabalhos, doados à BMA por seu genro, Antonio Baptista Pereira. A BMA possui também a coleção completa de seus textos impressos, incluindo discursos no Senado e pastas de recortes de artigos de jornais reunidas pelo próprio autor.

ALGUNS DOCUMENTOS SOBRE SÃO PAULO
NÓBREGA, Manuel da. Copia de unas cartas embiadas del Brasil por el Padre Nobrega dela Comapnhia de Jesus... [Coimbra: João da Barreira e João Alvares, 1551?]. 27 p. Livro raríssimo, do qual só se conhece um outra cópia, na Biblioteca Nacional de Lisboa. Reúne cartas enviadas do Brasil e traduzidas ao espanhol, com o relato dos primeiros missionários em várias partes do país, incluindo Nóbrega, escrevendo de São Vicente, três anos antes da fundação de São Paulo.
BERETARIO, Sebastiano. Vida del Padre Joseph de Ancheta de la Companhia de Iesus, y Provincial del Brasil. Salamanca: Antonio Ramirez Viuda, 1618. 430 p. Raríssimo exemplar da vida do Padre Anchieta em espanhol. Apenas duas cópias localizadas em bibliotecas americanas.
FONSECA, Manoel da. Vida do veneravel padre Belchior de Pontes, da Companhia de Jesus da Provincia do Brasil; offerecida ao nobilissimo senhor Manoel Mendes de Almeida, Capitão Mór da Cidade de S. Paulo. Lisboa: Francisco da Silva, 1752. 266p. Obra rara, confiscada e destruída por decreto da Mesa Censória, durante o processo de expulsão dos jesuítas do Brasil; restaram apenas alguns exemplares. Descreve a vida do padre Belchior em São Paulo.
PLANO de organização para as tropas regulares da Capitania de S. Paulo. Rio de Janeiro: Impressão Régia, 1808. 11 p. Folheto raro, um dos primeiros textos sobre São Paulo publicados no Brasil.
OLIVEIRA, Antonio Rodrigues Veloso de. Memoria sobre o melhoramento da Provincia de S. Paulo, applicavel em grande parte á todas as outras provincias do Brasil. Rio de Janeiro: Na Typographia Nacional, 1822. 135p. Um dos primeiros impressos da nova Tipografia Nacional, sucessora da Impressão Régia.
O Farol Paulistano. São Paulo, 1826-1836. A BMA possui alguns exemplares deste que é o primeiro jornal de São Paulo.
Carta de lei estabelecendo uma Fazenda Normal. São Paulo: Na Typographia do Governo, 1836. 2 p. Lei que cria uma fazenda, "não longe da Capital", para formação de meninos livres e "filhos cuja educação foi abandonada pelos paes", assinada por José Cesario de Miranda Ribeiro, presidente da província. Encadernada com diversas leis, um conjunto importante de textos do início da imprensa em São Paulo.
CAMARGO, Pedro Gomes de. Oração funebre... São Paulo: Typ. do Governo arrendada por Silva Sobral, 1843. 12 p. Sermão lido no funeral do Padre e Senador Feijó e enterrado junto a seu corpo. Retirado 75 anos depois, quando se realizou a transferência dos restos mortais para seu mausoléu, este exemplar único foi doado à então Biblioteca do Estado de São Paulo, em 1918, passando posteriormente à BMA, quando da incorporação daquela Biblioteca.
Diabo Coxo. São Paulo, Linothypo de H. Schroeder, 1864-1865. Semanal. Primeiro jornal ilustrado impresso em São Paulo, publicado por Angelo Agostini. Este é o único exemplar conhecido ainda existente.
PRADO, Eduardo Paulo da Silva. A illusão americana. São Paulo: s.c.p., 1893. 143 p. Exemplar raríssimo: primeira edição de uma obra bastante polêmica, de críticas à República, confiscada por ordem do governo. A BMA possui também exemplares das segunda e terceira edições, pertencentes à Coleção Paulo Prado, sobrinho de Eduardo Prado.