Acervos

Biblioteca Mário de Andrade

A Biblioteca Mário de Andrade possui um dos maiores acervos do país, formado por livros, periódicos, mapas e multimeios. Mantém uma das mais relevantes coleções públicas de periódicos da América Latina, um dos mais representativos acervos de arte de São Paulo, uma biblioteca depositária da ONU e uma riquíssima coleção de obras raras, considerada a segunda maior coleção pública do Brasil.

Preservação e acesso são as palavras-chave que norteiam a missão da Biblioteca Mário de Andrade e se refletem nas ações realizadas para divulgar seu acervo a todos os pesquisadores nacionais e estrangeiros, tornando acessíveis coleções importantes e únicas no Brasil e, simultaneamente, garantindo a existência e longevidade dessas coleções, a partir de um esforço sistemático na conservação preventiva dessas obras, com ações de higienização, acondicionamento e monitoramento permanente.



Coleção disponível para empréstimo

Coleção Circulante
circbma@prefeitura.sp.gov.br
A Seção Circulante da Biblioteca Mário de Andrade, criada em 1944, conta atualmente com mais de 53 mil livros – todos representados no catálogo on-line – que podem ser consultados no local ou retirados por empréstimo. Embora o forte deste acervo seja literatura (tanto brasileira quanto estrangeira), ciências humanas (história, filosofia, religião, antropologia, sociologia, política, direitos humanos, políticas culturais, etc) e artes (história, teoria e técnicas voltadas a todos os campos das artes, neste caso, com especial foco nas artes cênicas), abrange, também, outras áreas do conhecimento a fim de atender à diversidade de interesses de seus públicos. Desta forma, podem-se encontrar livros sobre meio ambiente, ciências exatas, ciências da saúde, tecnologia, direito, administração e economia, turismo, esportes, bem como livros técnicos das mais diversas especialidades.



Coleções de consulta local

Coleção de Obras Raras e Especiais
rarosbma@prefeitura.sp.gov.br
A Seção de Obras Raras e especiais foi criada por Rubem Borba de Morais e aberta ao público em 1946. No entanto, a formação desse acervo data dos anos 20. Dentre as principais aquisições de obras raras e especiais, destaca-se a compra, em 1936, da biblioteca de Félix Pacheco, escritor, senador e Ministro das Relações Exteriores, que reuniu a maior coleção privada de obras raras e de Brasiliana do país, em seu tempo.

A coleção de Obras Raras e Especiais conta, atualmente, com cerca de 52 mil volumes de livros, 8.774 volumes de periódicos, publicações oficiais e almanaques e cerca de 3.500 outros documentos, incluindo manuscritos, álbuns de fotografias originais, gravuras, desenhos, cartões-postais e moedas. Destacam-se, dentre outras preciosidades, 500 mapas raros, nove exemplares de incunábulos, várias obras únicas sobre o Brasil das quais se conhecem poucos exemplares no mundo, e as edições originais dos principais viajantes estrangeiros, como Thévet, Léry, Barleus, Debret, Rugendas, Spix e Martius. Mais de 200 livros raros – 116 sobre o Brasil e 95 sobre São Paulo – e 1.000 gravuras desenhadas por estrangeiros que visitaram e descreveram o Brasil entre os séculos XVI e XIX, além de 4.500 fotografias produzidas por diversos fotógrafos, que retratam a São Paulo antiga entre 1862 e 1922, estão digitalizadas e disponíveis para consulta na Internet. A coleção está localizada na Sala Paulo Prado. Destina-se a pesquisadores e requer agendamento prévio.

Coleção de Arte
artesbma@prefeitura.sp.gov.br
A coleção de arte da Biblioteca Mário de Andrade é uma das mais antigas da cidade, tendo sido inaugurada com a denominação de Seção de Arte em 1945. Com mais de 29 mil volumes de livros, 10 mil volumes de periódicos e cerca de três mil outros documentos (calendários, convites e catálogos de exposições, cartazes e reproduções de arte), compreende os seguintes assuntos: arte em geral (história, enciclopédias, dicionários, manuais), estética, urbanismo, arquitetura, escultura, cerâmica, gravura, desenho, design gráfico, decoração, mobiliário, pintura, fotografia, cinema, televisão, música e artes cênicas (teatro, dança, circo, performance, ópera, musicais, etc). O atendimento voltado a esta coleção está localizado na Sala Sérgio Milliet (1º andar) e a consulta se dá apenas no local.

Mapoteca
mapbma@prefeitura.sp.gov.br
Formada por uma coleção especial com cerca de sete mil cartas geográficas e mapas políticos, históricos, físicos e geológicos e ainda por cerca de 4.300 volumes de atlas históricos e geográficos. Merece destaque a coleção de 34 mapas e planos manuscritos do final do século XVIII, de várias partes do Brasil. Também estão disponíveis as plantas da cidade de São Paulo do período de 1810 a 1870, que constituem importante fonte de pesquisa para estudos históricos. O atendimento voltado a esta coleção está localizado no 1º andar. A consulta é local e requer agendamento prévio.

Coleção Geral
cgbma@prefeitura.sp.gov.br
Recebeu esse nome porque era composta por monografias que abrangiam todas as áreas do conhecimento. Desde 2007, no entanto, levando-se em conta o significativo aumento na quantidade de livros publicados, o desenvolvimento de bibliotecas universitárias e especializadas na cidade e naturais limitações de espaço físico, decidiu-se que o acervo da coleção geral da Biblioteca comportaria basicamente Literatura e Humanidades. Desde então, as compras e doações incorporadas ao acervo têm-se pautado por essas diretrizes.

A Coleção Geral conta com aproximadamente 205 mil volumes e está sendo gradualmente incorporada ao catálogo on-line. O atendimento à Coleção Geral está localizado nas salas de pesquisa do 2º andar e a consulta se dá apenas no local.


Coleção São Paulo
Localizada no mesmo espaço que a Coleção Geral no 2º andar, a Coleção São Paulo reúne um acervo de materiais audiovisuais e bibliográficos sobre a cidade de São Paulo, com ênfase em arte, arquitetura e história, disponíveis para consulta no local.

Esta coleção foi inaugurada em julho de 2010 em uma sala localizada na Circulante, embora grande parte desse material já existisse disperso em outras coleções da Biblioteca (Coleção Geral, Artes e Circulante), e em 2015, integra-se à sala de atendimento da Coleção Geral, que possui um acervo complementar com obras sobre São Paulo. As obras raras e especiais sobre este tema encontram-se na Sala Paulo Prado, junto ao acervo de Obras Raras e Especiais e seu acesso é mais restrito.

Coleção ONU
A Coleção ONU foi iniciada em 1958, quando a Biblioteca passou a ser depositária e a receber regularmente material publicado por aquela instituição e outras organizações internacionais (Unesco, Cepal, FAO, Unicef etc). A coleção completa está disponível ao público para consulta no edifício da Hemeroteca.

Coleção de Referência
Constituída por cerca de 3.900 volumes de dicionários, enciclopédias, guias, diretórios, dentre outras publicações, a coleção de referência está presente no catálogo on-line e disponível para consulta no espaço da Circulante. Além desta coleção, podem-se encontrar, na Sala Sérgio Milliet, obras de referência voltadas às Artes.

Coleção de Periódicos
O acervo de periódicos da Biblioteca Mário de Andrade é formado por cerca de 12 mil títulos de jornais, revistas e publicações oficiais, com coleções que abrangem desde o final do século XIX até nossos dias. Muitos desses títulos não se encontram em outras bibliotecas brasileiras e alguns são únicos no mundo. A coleção geral retrospectiva pode ser consultada na Hemeroteca, localizada no edifício anexo da Biblioteca. Uma parte desse acervo foi objeto de um projeto-piloto contemplado pelo Programa Petrobras Cultural, que incluiu a higienização e acondicionamento, a avaliação histórica e cultural dos títulos mais representativos, sua catalogação e a disponibilização dos dados no catálogo online utilizado pelas bibliotecas municipais.