PREFEITURA DE SÃO PAULO

Dicas de Leitura – Contos de cá e de lá

Em outubro, nossas Dicas de Leitura passeiam pelo mundo trazendo contos brasileiros, africanos, alemães, coreanos, franceses, japoneses, russos e árabes/tunisianos.

02/10/2017 08h22

O conto é uma obra de ficção que cria um universo de seres, de fantasia ou acontecimentos. Como todos os textos de ficção, o conto apresenta um narrador, personagens, ponto de vista e enredo. Classicamente, diz-se que o conto se define pela sua pequena extensão. Mais curto que a novela ou o romance, o conto tem uma estrutura fechada, desenvolve uma história e tem apenas um clímax. (Wikipedia/conto). Para as Dicas de Leitura de outubro selecionamos autores de diversas partes do mundo, trazendo contos brasileiros, africanos, alemães, coreanos, franceses, japoneses, russos e árabes/tunisianos. Boa leitura!

 


CONTOS AFRICANOS
Contos africanos dos países de língua portuguesa – Boaventura Cardoso, Odete Costa Semedo, José Eduardo Agualusa, Nelson Saúte, Luandino Vieira, Ondjaki, Teixeira de Sousa, Albertino Bragança, Luís Bernardo Honwana e Mia Couto

Este volume apresenta os mais representativos autores contemporâneos da África de língua portuguesa. São dez contos de diferentes estilos e temáticas, que traçam um panorama cultural dos países que falam o português, com todas as diferenças e semelhanças que nos permitem comparações com a nossa própria realidade.

CONTOS ALEMÃES
Um combate e outros relatos - Patrick Süskind

Reúne quatro textos de extensão muito diversa, mas de qualidade e charme indiscutíveis. Através da história de uma pintora em busca da profundidade, de uma partida de xadrez no Jardim de Luxemburgo de Paris, do relato de um ourives do século XVIII em uma atmosfera próxima à de 'O Perfume' ou de uma sátira à falsa erudição literária, Patrick Süskind oferece ao leitor quatro amostras magistrais de sua arte peculiar.

CONTOS BRASILEIROS
O santinho - Luís Fernando Veríssimo

Veríssimo reúne contos que falam da infância e do ambiente escolar, e com humor, faz rir e emociona, ao contar histórias de alunos e professores, pais e filhos, santinhos... e pestinhas.
No conto que dá título ao livro, ´Santinho´, o autor narra a história bem humorada de um garoto que aparentemente servia de exemplo para toda a classe, mas que, para ele, ser bem-comportado em aula não era uma decisão sua nem era nada de que se orgulhasse. Era só seu temperamento. Na verdade, era um vagabundo, não aprendia nada, vivia distraído. Mas comportamento, 10. Já em ´Conversa´ nos deliciamos com as artimanhas que os estudantes usavam, junto aos porteiros, para entrar como penetra nos bailes noturnos do clube da cidade, proibidos para menores de idade.

CONTOS COREANOS
Contos da tartaruga dourada - Si-seup Kim

O conjunto dos "Contos da Tartaruga Dourada", escrito no século XV, é considerado o ponto fundador da prosa coreana. Conectadas por ideias sobre o amor romântico, a interação entre o mundo dos vivos e o dos mortos e comentários sobre política e religião, as histórias forneceram um modelo de romance que seria usado em séculos por vir. O livro, recheado de referências aos clássicos chineses, combina a prosa às poesias e canções, a literatura fantástica à filosofia, a erudição à sensualidade.

CONTOS FRANCESES
O abandonado e outros contos - Guy de Maupassant

Obra que reúne narrativas da literatura francesa, alternando temas como infidelidade e culpa (A Confissão), crueldade e arrependimento (O Pai, O Abandonado), inocência e demência (Berthe), e mesquinhez e desespero (Passeio).

CONTOS JAPONESES
O dedo do imperador e outros contos japoneses - Cecília Casas (org.)

Esta série de contos populares japoneses apresenta aquilo que há de mais fundamental no edifício cultural nipônico, visto que foi colhida da tradição oral e representa parte de um repertório transmitido durante séculos de geração a geração. Eles refletem tanto recomendações de caráter moral, como também a cristalização daquilo que compõe as relações entre o homem e a natureza, o homem e sua religiosidade, o homem e seus pares e constituem o receptáculo das suas crenças e lendas.

CONTOS RUSSOS
O assassinato e outras histórias - Anton Tchekhov

Apresenta seis contos longos escritos por Anton Tchekhov (1860-1904) na última fase de sua obra. Neles, o tema é o cotidiano da amesquinhada vida russa no final do século XIX. O autor se revela um profundo conhecedor da vida rural e urbana, dos costumes de mujiques, de comerciantes, de proprietários de terra e de jovens intelectuais. Suas narrativas captam um universo amplo, contraditório, tenso, em que o leitor não pode nunca permanecer impassível. A edição traz algumas cartas de Tchekhov, escritas durante os anos mais produtivos de sua vida. 

CONTOS TUNISIANOS - CONTOS ÁRABES
Cento e uma noites: histórias árabes da Tunísia

O universo narrativo do livro, cujas histórias mais do que lidas, eram ouvidas, proporciona ao rapsodo a destruição de todas as barreiras - homens e animais dialogam, e o mundo dos mortos encontra-se com o dos vivos. Os ouvintes acompanhavam atentamente as aventuras de heróis errantes por desertos, bosques, colinas, mares, estepes e até mesmo pelos ares. As histórias são, acima de tudo, o paraíso que o público perdeu em sua vida cotidiana.
Apesar de pouco conhecidas no Ocidente, as Cento e uma noites alcançaram grande popularidade na parte ocidental do Mundo Árabe, especialmente na Tunísia, que é, ao que tudo indica, seu berço originário.
________________

Consulte o nosso catálogo online para saber em quais bibliotecas estão disponíveis estes e outros livros. Veja também a lista das bibliotecas pelas regiões de São Paulo.

Dicas de Leitura de 2017: Antropologia em foco, Musicais baseados em livros, Musicais infantis baseados em livros, H. G. Wells, Nobel de Literatura, Antônio Cândido, Homenageados da Flip, Harry Potter 20 anos, Livros-brinquedo e Homenagem à George Romero.

Outras Dicas de Leitura.