Logo - Cultura

Teatro nas bibliotecas

Bichos do Brasil, Todo Azul, Pedro e o Lobo, A Nova Roupa do Rei, Lado B do amor, A Rosa e o Príncipe, Lado de lá, Chapeuzinho Vermelho e Ciclo de estudos teatro para crianças.

Bichos do Brasil

Bichos do Brasil
Com companhia Pia Fraus
“Bichos do Brasil” é um espetáculo que busca mostrar a riqueza da
fauna brasileira através de recursos plásticos. Pautado nos bonecos, na música e na coreografia, procura criar o ambiente da mata sem exigir um
comportamento humano de seus personagens.
As fábulas, onde os bichos simbolizam as virtudes e vícios humanos, são deixadas de lado, buscando-se atenção às influências que as mesmas
exerceram na cultura popular. Ao beber na mesma fonte inspiradora dos mitos populares, esta produção acaba por fazer uma reverência aos bichos brasileiros, onde sua humanização não faz com que o público pressuponha um final moral.
São bonecos feitos a partir de materiais naturais, cujas formas são estabelecidas por cabaças, que ganham novo tratamento e cores diversas, buscando dar uma abordagem contemporânea a elementos rústicos. É a retomada da Pia Fraus às suas origens, fundamentada em temas, formas e pensamentos que formaram a companhia.
Dia 7 de maio (domingo) às 14h – Biblioteca Monteiro Lobato

Todo Azul
Com Rose Prado
Inspirado em lendas e contos populares brasileiros que envolvem a água, "Todo azul" traz a história das águas do rio, do mar, da chuva, mas também da lágrima, da seiva, de nossas águas. Dança, Teatro e mágica circense criam caminhos para as aventuras da Uiara, Sapo Jururu, do pescador, e da própria Água.
Dia 6 de maio (sábado) às 11h – Biblioteca Narbal Fontes
Dia 13 de maio (sábado) às 14h – Biblioteca Pedro Nava
Dia 20 de maio (sábado) às 11h – Biblioteca Clarice Lispector
Dia 21 de maio (domingo) às 11h – Biblioteca Adelpha Figueiredo
Dia 27 de maio (sábado) às 11h – Biblioteca Gilberto Freyre

Pedro e o Lobo
Por Cia Lúdica
Dois palhaços decidem viver a história de Pedro e o Lobo para espantar a preguiça danada que toma conta deles. Utilizando-se de diferentes objetos, vão criando as situações e interpretando os personagens do conto. Por meio de máscaras, panos manipulados e adereços, os dois imprimem um ritmo de aventura lúdica ao espetáculo, transformando a história em uma espécie de jogo.
A encenação de Pedro e o Lobo da Companhia Lúdica estimula a aproximação das crianças aos universos literário, teatral e sonoro.
Dia 6 de maio (sábado) às 11h – Biblioteca Raul Bopp
Dia 6 de maio (sábado) às 15h – Biblioteca Paulo Duarte
Dia 7 de maio (domingo) às 11h – Biblioteca Brito Broca
Dia 20 de maio (sábado) às 11h – Biblioteca Ricardo Ramos
Dia 20 de maio (sábado) às 15h – Biblioteca Affonso Taunay
Dia 21 de maio (domingo) às 11h – Biblioteca Padre José de Anchieta
Dia 27 de maio (sábado) às 11h – Biblioteca Jamil Almansur Haddad
Dia 27 de maio (sábado) às 14h – Biblioteca Cora Coralina
Dia 28 de maio (domingo) às 11h – Biblioteca Malba Tahan

A Nova Roupa do Rei

Sinopse: Em um país distante um rei só pensava em suas roupas, tratando-as como se fossem o único elemento importante do reino. Após a chegada de dois estrangeiros, sua corte os confundem com alfaiates profissionais e os contratam para criar a mais bela nova roupa do rei. Idade Recomendada: a partir dos 4 anos. Duração: 60 minutos
14 de maio às 11h e 26 de maio às 14h (fechado para escolas) – Biblioteca Hans Christian Andersen

Lado B do amor
Cia. InterAto
O espetáculo é certificado pelo programa Combate ao Bullying, como ação de conscientização à intimidação sistemática (Bullying) prevista pela Lei nº 13.185, de 6 de dezembro de 2015.
Nerds, descolados, esquisitos, atrapalhados, alternativos… seja qual for a sua galera, em qualquer escola há sempre alguém tentando se encontrar, ainda que insista em esconder o seu melhor lado só para ser aceito! E há sempre alguém que não perde a chance de “zoar”. Mas qual o limite da brincadeira? O Lado B do amor é uma comédia juvenil que revela o cotidiano de um grupo de jovens às voltas com seus conflitos e descobertas. De forma leve, divertida e sensível o espetáculo mostra a transformação de cada um desde a consciência de si mesmos até a encantadora descoberta do amor.
Dia 6 de maio às 15h – Biblioteca Hans Christian Andersen

A Rosa e o Príncipe
Cia. InterAto
Uma releitura do clássico de Saint Exupery. Nesta versão, o próprio autor entra em cena para conduzir a história. A ciumenta Rosa, na pele de uma menina mimada aventura-se pela Terra em busca do Pequeno Príncipe. Nessa jornada, ela cruza com personagens icônicos como a Raposa, o Homem de Negócios e a serpente.
Dia 20 de maio às 15h  – Biblioteca Hans Christian Andersen

Lado de lá – uma viagem pelas lendas africanas
Cia. Luarnoar -  teatro para educadores e interessados
Era uma vez um lugar onde as pessoas se reuniam para conversar e, principalmente, para contar histórias! Vamos até este encantado lugar, do lado de lá do Oceano Atlântico. Assim começa a nossa viagem pelas lendas africanas. Contando com música ao vivo e um cenário que nos remete às aconchegantes tendas africanas, mergulhamos na magia das histórias.
Dia 27 de maio às 11h – Biblioteca Hans Christian Andersen

Chapeuzinho Vermelho
Com Le Plat De Jour
Tudo começa como uma grande brincadeira, onde duas palhaças descobrem um armário cheio de chapéus. Estes chapéus as conduzem por uma “viagem de brincadeiras”, onde o fio condutor é dado pela história de Chapeuzinho Vermelho. Ora contam a história, ora brincam com os elementos da mesma, ou seja, há uma tônica constante no fato de serem duas palhaças tentando fazer o melhor para conseguirem contar a história. Os chapéus definem os personagens.
Quando os colocam tornam-se a Chapeuzinho Vermelho, o Lobo Mau, a Mãe, a Avó e o Caçador. Quando os tiram transformam-se em palhaças, tornando-se clara a ”brincadeira dentro da brincadeira”, assim como a linguagem do teatro dentro do teatro. Baseados na versão dos Irmãos Grimm, a Cia inventou a própria versão de Chapeuzinho Vermelho.
Os recursos que utilizam são inúmeros, desde coreografias de dança e de movimentos clownescos até a utilização de instrumentos musicais; passando pelo canto, pela farsa, mímica, a manipulação de objetos, teatro físico, pelo lúdico, nonsense... Enfim, pela linguagem do palhaço que tentam explorar em sua maior amplitude e abrangência. Nesta versão de Chapeuzinho Vermelho o Le Plat du Jour, e o diretor Fernando Escrich, optaram por fazer um espetáculo divertido e visualmente interessante para crianças de todas as idades, sem perder de vista um fator muito importante: o de quem as leva ao teatro. E foi pensando nisso que idealizaram um espetáculo que possibilite também ao adulto o prazer de estar ali.
Dia 21 de maio às 13h - Biblioteca Sérgio Buarque de Holanda


CICLO DE ESTUDOS - TEATRO PARA CRIANÇAS... É MESMO?
Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato

O Ciclo de Estudos Teatro para crianças... é mesmo? é ação do projeto Isso é Coisa de Criança, da Cia Truks, contemplado pela 29ª. Edição do Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. O Ciclo promoverá quatro encontros e duas oficinas, em que serão discutidas e experimentadas algumas questões relacionadas ao fazer teatral para crianças, mais precisamente no que tange à necessidade de construção de uma comunicação de fato verdadeira com este público. Debateremos, entre outros assuntos, se o teatro para crianças está em verdadeira sintonia com o que elas sentem, pensam, sonham, imaginam, ou se ainda é entendido como “teatro utilitário”, nos diversos formatos que isto pode se configurar.
De 8 a 31 de maio, às 2as, 3as e 4as feiras das 19h30 às 21h30

     Debates e Encontros
     8 de maio – mesa redonda - TEATRO PARA CRIANÇAS... É MESMO?
     Com mediação do jornalista e crítico Dib Carneiro Neto, do site “Pecinha é a vovozinha”, contará com os debatedores Iarlei Rangel, do Grupo Esparrama, Verônica Gerchman, do Grupo Morpheus Teatro, Henrique Sitchin, da Cia Truks e Paulo Rogério Lopes, multipremiado dramaturgo.
     15 de maio – Encontro com Ilo Krugli, do Teatro Vento Forte, que falará sobre o teatro do grupo, e a poesia no teatro para crianças.
     22 de maio – Encontro com a jornalista Gabriela Romeu, que falará sobre a sua experiência como crítica de teatro para crianças, e o atual panorama desta arte na cidade de São Paulo.
     29 de maio – Encontro com Henrique Sitchin, que fará um interessante relato sobre as dez oficinas “TEATRO DE OBJETOS PARA CRIANÇAS”, ministradas pela Cia Truks nos Centros para Crianças e Adolescentes da Prefeitura de São Paulo, realizadas entre os meses de fevereiro a abril de 2017.

     Oficina Jogos Teatrais com o Teatro de Objetos – Com Aguinaldo Rodrigues, Driely Palácio, Gabriel Sitchin, Henrique Sitchin e Rogério Uchoas, da Cia Truks. Nesta oficina serão promovidos uma série de exercícios práticos, em que os participantes serão constantemente estimulados a criarem as suas cenas particulares, através da linguagem do Teatro de Objetos, trabalhado “à maneira” da Cia Truks.
     Dias 9, 16, 23 e 30 de maio

     Oficina Dramaturgia para o teatro para crianças – a criação a partir da imagem disparadora” – com Henrique Sitchin, da Cia Truks. Nesta oficina, Henrique Sitchin, utiliza-se do método desenvolvido pelo Professor argentino Maurício Kartum, bem como das experiências do educador italiano Gianni Rodari. A partir de discussões sobre a infância e suas características, bem como o levantamento de problemas relativos ao teatro para crianças, os participantes serão estimulados a criarem os seus roteiros próprios, bem como desenvolverem uma poética particular e em sintonia com as crianças.
     Dias 10, 17, 24 e 31 de maio

     Os debates/encontros serão abertos e gratuitos para todos os interessados
     As inscrições para as oficinas poderão ser feitas através do e-mail truks@uol.com.br – basta uma apresentação pessoal e uma breve carta de intenção em que nos diga por que quer participar desta oficina.
     Mais informações: truks@uol.com  -
Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato