Dicas de Leitura - Dia das Mulheres

Em 8 de março é comemorado o Dia Internacional das Mulheres, em lembrança às lutas e conquistas das mulheres ao longo dos últimos séculos.

Share/BookmarkCompartilhe

Dicas de Leitura

A escolha da data não foi aleatória. No dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve para reivindicar melhores condições de trabalho e tratamento digno dentro do ambiente da fábrica. A manifestação foi reprimida violentamente e muitas mulheres morreram.

Somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Para saber mais sobre a trajetória das mulheres, confira esses livros das Bibliotecas:
Consulte o nosso catálogo online para saber em quais bibliotecas estes e outros títulos sobre o tema estão disponíveis.


Caetana diz não - Histórias de mulheres da sociedade escravista brasileira
Sandra Lauderdale Graham
Caetana é uma jovem escrava doméstica de uma fazenda de café de São Paulo, cujo proprietário decide que ela deve se casar com outro escravo. O casamento é realizado, mas Caetana se recusa a deitar-se com o marido e seu dono resolve pedir a anulação do casamento não-consumado ao tribunal eclesiástico, dando início a um longo processo. Na segunda história, a senhora solteira Inácia Delfina, da ilustre família dos Souza Werneck, deixa em testamento parte de seus bens - inclusive escravos - para uma família de ex-escravos de sua propriedade. Porém, graças à astúcia do testamenteiro, eles acabam herdando não terras, mas sim dívidas.

A "função" de mulher
Carlos Castilla del Pino
Na presente obra, são discutidas algumas das questões fundamentais num momento de conscientização e de luta da mulher por sua afirmação.

Corpo a corpo com a mulher: pequena história das transformações do corpo feminino no Brasil
Mary Del Priore
Tendo por fio condutor a ideia de que a história das mulheres passa pela história de seus corpos, esse livro bem informado e bem-humorado, repleto de surpreendentes revelações, impõe-se como indispensável para aqueles que buscam o conhecimento da condição feminina no Brasil de hoje.

A relação mulher & homem uma história dos seus encontros e diferenças
Luiz Cuschnir
Neste livro, um dos mais respeitados psiquiatras e psicoterapeutas brasileiros mostra de forma romanceada como andam os relacionamentos entre homens e mulheres neste início de século XXI. Na obra, Cuschnir une ficção e realidade, através das experiências de vida de uma família. O livro apresenta tabelas, pesquisas, depoimentos - baseados nos 30 anos de trabalho de autor- e dados estatísticos qualitativos e quantitativos publicados recentemente. Os personagens da trama resumem as características de pessoas que habitam nosso cotidiano e o imaginário social.

Peça para mulheres história e poesias do espetáculo teatral mulher a vida inteira
Daniele Ricieri e Maysa Lepique
Espetáculo de teatro apresentado somente para mulheres inspira essa publicação. O texto da peça foi construído a partir de depoimentos reais de mulheres das mais variadas idades e condição social e, depois de pronto, foi apresentado em diferentes regiões da cidade somente para plateias femininas. No livro, além do texto da peça, estão também poesias e fotos das apresentações.

Além dos livros, as Bibliotecas receberão eventos em comemoração à data.

ENCONTROS

Mulheres arretadas e porretas
Mulheres formadoras de opinião relatam experiências de superação, conquistas, descobertas e empreendedorismo. Performance especial de Aderaldo Maia que, utilizando lãs, linhas e carretéis, encena Mulher Tecelã, com aparato técnico de Renato Cezar.

Biblioteca Belmonte
Dia 16 de março às 11h


LITERATURA


Sarau do Ricardo ao Assumpção
Levando o nome de dois poetas brasileiros, Cassiano Ricardo e Itamar Assumpção, o sarau tem como objetivo abrir o espaço da Biblioteca para torná-la mais agradável ao leitor. Os participantes serão convidados a escolher poemas, crônicas e outros textos pequenos para recitar ou ler de maneira compartilhada. Haverá também apresentações musicais e performances. As obras deste mês serão de Cecília Meireles e Chiquinha Gonzaga, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.
Biblioteca Cassiano Ricardo
Dia 8 de março às 14h  

Roda de leitura – Poesia feminina
Com Iranilde A. Freires e Joselita Barreto
Atividade de mediação com o objetivo de incentivar o gosto pela leitura. Neste encontro serão lidas e compartilhadas narrativas poéticas de autoria feminina. +12. 40 min.
Biblioteca Raimundo de Menezes
Dia 28 de março às 10h

Sarau líteromusical da Zona Norte
Organizadoras: Tereza Rocha e Maria Marta Vavassori
Além das apresentações culturais, todo mês um escritor é homenageado e, dessa vez, os participantes entrarão em contato com as obras da escritora Ligia Fagundes Telles, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Livre.
Biblioteca Nuto Sant’anna
Dia 30 de março às 14h

EXPOSIÇÃO

Tecendo 30 anos de feminismo
Painel coletivo bordado por 20 mulheres que retratam a história do feminismo no Brasil. A partir do acervo documental (fotos, cartazes, agendas, pinturas, etc) da ONG União de Mulheres de São Paulo e da memória das participantes do grupo, a artista plástica Maria Gorete Mendonça e a arquiteta Therezinha Gonzaga criaram desenhos, que serviram de base para os bordados, e retratam as reivindicações do movimento feminista no Brasil. Assim como o movimento feminista trouxe para o debate público e para a política as questões das mulheres, bordar essa trajetória é também ressignificar uma técnica que socialmente esteve ligada ao espaço privado. A atividade foi coordenada pela socióloga Valdirene Gomes.
Biblioteca Érico Veríssimo
De 1 a 14 de março
2ª a 6ª feira das 9h às 18h e sábado das 9h às 16h

Biblioteca Belmonte
De 19 a 31 de março
2ª a 6ª das 10h às 19h e sáb. das 9h às 16h

CINEMA