BIOGRAFIA DO PATRONO PEDRO NAVA

Pedro da Silva Nava “Eu sou um pobre homem do caminho novo das minas dos matos gerais”

Pedro da Silva Nava nasceu em 5 de junho de 1903 em Juiz de Fora, Minas Gerais. Passou a infância entre o Rio de Janeiro e Minas Gerais, até que resolveu ficar em Belo Horizonte. Cursou a faculdade de Medicina, na Universidade Federal de Minas Gerais e dedicou-se a esta profissão por muitos anos.

Escrevia poesias esporadicamente e foi um dos primeiros mineiros a se envolver com o Modernismo. Em 1933 sua namorada suicidou-se ao saber que estava com leucemia; por este motivo, médico recém formado mudou-se para São Paulo e pouco depois, definitivamente, para o Rio de Janeiro, onde se uniu à roda de literatos modernistas.

Sua produção literária foi tardia. Aos sessenta e oito anos começou a escrever suas memórias, que retratam com muita clareza todas as épocas de sua vida. É considerado o mais importante memorialista em língua portuguesa.

Pedro Nava suicidou-se no dia 13 de maio de 1984, aos oitenta e um anos, no Rio de Janeiro.

Algumas Obras: O Defunto (poesias 1946), Memórias: baú de ossos 1 (1974), Balão cativo 2 (1973), Chão de ferro 3 (1976), Beira-mar 4, Galo-das-trevas 5 (1981), O círio perfeito 6 (1983), Cera das Almas 7 (incompleto).


logo SMB

Pedro Nava