HISTÓRICO DA BIBLIOTECA

Histórico

A partir da década de 1950, o bairro de Guaianazes iniciou seu desenvolvimento mais expressivo com o surgimento de novos loteamentos, instalação de energia elétrica, linhas de ônibus, escolas, postos de saúde.

Em 21 de maio de 1966 foi inaugurada a Biblioteca Infantil de Guaianazes.

Em julho de 1986 a Biblioteca Infantil de Guaianazes recebeu a denominação de Biblioteca Infanto-Juvenil Cora Coralina, em homenagem à poetisa goiana nascida em 1889.

A biblioteca foi reformada em 2008 e ganhou um auditório com capacidade para 84 pessoas possibilitando a ampliação das atividades culturais. A entrada principal passou para a Praça Jesus Teixeira da Costa, onde foi instalada uma plataforma elevatória para facilitar o acesso de pessoas com necessidades especiais e de terceira idade.

No dia 4 de julho de 2015, a Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, inaugurou a primeira sala temática feminista de São Paulo. Concebida a partir da vocação natural do espaço da biblioteca, que já recebe o nome de uma marcante escritora brasileira, o local se propõe a valorizar a luta e as ações do movimento em defesa dos direitos das mulheres. Sob a curadoria da artista Biba Rigo, uma das salas desta biblioteca recebeu ambientação com a temática feminista, contando com a participação das mulheres que, a partir de suas próprias histórias, olhares e experiências, participaram de oficinas de artes visuais e garantiram ao local um visual com destaque para o empoderamento das mulheres na apropriação de seu espaço.

Além de um acervo com mais de mil obras para consultas, estudos e pesquisas, a Biblioteca Temática Feminista Cora Coralina quer se consolidar como um ponto de referência cultural na discussão de gênero e feminismo de São Paulo, a partir de uma programação cultural continuada, com atividades de cinema, música, teatro, literatura, rodas de conversa e oficinas.

 Em janeiro de 2008, pelo Decreto no 49.172 passou a denominar-se Biblioteca Pública Cora Coralina e em dezembro de 2016 , pelo Decreto no 57.528, Biblioteca Pública Municipal Cora Coralina .

 

Legislação referente à biblioteca:
Criação: Lei n.º 3.853 de 18 de março de 1950
Inauguração: 21 de maio de 1966
Funcionamento: 15 de junho de 1966
Denominação: Decreto n.º 22.496 de 24 de julho de 1986
Alteração de denominação: Decreto no 49.172, de janeiro de 2008 e Decreto no 57.528, de 12 de dezembro de 2016.

Transferência para subprefeitura: Decreto nº 42.772 de 3 de janeiro de 2003
Criação de SMB: Decreto nº 46.434 de 6 de outubro de 2005
Transferência para SMC: Decreto nº 48.166 de 2 de março de 2007


logo SMB

Cora Coralina