Share

BAIRRO DO BUTANTÃ

bairro

O bairro do Butantã localiza-se na região oeste do município de São Paulo e seu nome possui dois significados: terra socada e muito dura e lugar de vento forte.

A região onde atualmente se encontra o bairro era rota de passagem de bandeirantes e jesuítas que se dirigiam ao interior do país. Foi nela que Afonso Sardinha montou o primeiro trapiche de açúcar da vila de São Paulo, em sesmaria obtida em 1607. Em 1750, as terras foram doadas para a Igreja do Colégio São Paulo.

Em 1759, os jesuítas foram expulsos do Brasil e as terras confiscadas e vendidas. A família Vieira de Medeiros foi a ultima proprietária que, em 1915, vendeu-as para a Cia. City Melhoramentos, responsável pela urbanização das margens do rio Pinheiros. Datam do século 17 e 18 duas construções históricas localizadas no Butantã, respectivamente a Casa do Sertanista e a Casa do Bandeirante, ambas tombadas.

A região era constituída pelos sítios Butantã, Rio Pequeno, Invernada Grande ou Votorantim, Campesina ou Lageado e Morumbi. O desenvolvimento do bairro ocorreu a partir de 1900, principalmente depois da implantação do Instituto Butantã e mais tarde da Cidade Universitária.

O Instituto Butantã foi oficialmente inaugurado em 1901. Sua origem está associada ao combate da peste bubônica, que por volta de 1898 causara uma epidemia em Santos, litoral paulista. Assim, foi instalado um laboratório junto ao Instituto Bacteriológico, na fazenda Butantan, que dois anos mais tarde recebeu o nome de Instituto Serumteráphico, passando a atuar na área de pesquisa e produção de soros, sob a coordenação do médico Vital Brasil. Somente em 1925, o nome oficial passou a ser Instituto Butantã, hoje vinculado à Secretaria de Estado da Saúde. O conjunto arquitetônico foi tombado pelo Patrimônio Histórico em 1981.

A Cidade Universitária Armando Salles de Oliveira é a sede da Universidade de São Paulo. Sua construção foi planejada para 1930, mas só ocorreu na década de 1960. Possuindo mais de oito milhões de metros quadrados, é considerada a maior universidade pública do país e a terceira maior da América Latina.

Hoje em dia, o Butantã mantém o caráter de vanguarda que na época foi ocupado pela atividade econômica do açúcar, pois nessa área da capital se encontram entidades importantes da educação, ciência e saúde do país.


logo SMB

Camila Cerqueira Cesar