logo CGM

Auditores da CGM ministram palestra na Fundação Getúlio Vargas

Na manhã dessa quinta-feira (11/05), servidores da Controladoria Geral do Município de São Paulo ministraram uma palestra sobre “A gestão de riscos na Administração Pública” na Fundação Getúlio Vargas.

Após convite da própria FGV, os Auditores Municipais de Controle Interno, Juliana Silveira e Dionni de Moura, falaram sobre a atuação da CGM na Prefeitura de São Paulo, principalmente no que diz respeito às atividades preventivas e os componentes utilizados para o gerenciamento de riscos. Para exemplificar, eles citaram casos hipotéticos e como esses componentes poderiam se aplicar à Gestão Pública.

Durante o evento, eles apresentaram o índice de Integridade da PMSP, criado pela Controladoria Geral após um levantamento que identificou diversas práticas que levam a maior ou menor vulnerabilidade institucional. A partir dessas práticas, foi elaborado um indicador capaz de mensurar a integridade dos órgãos da administração direta e indireta do município. Em janeiro desse ano, o Índice de Integridade da Prefeitura era de 5,29, numa escala que vai de 0 a 10. Agora, com o Programa de Metas 2017-2020, a ideia é que o índice cresça em 50%.

Os auditores também falaram sobre o primeiro Programa de Integridade Pública no município de São Paulo, idealizado pela CGM e implantado pioneiramente na Secretaria do Verde e do Meio Ambiente. Para mais informações, clique aqui

O evento, destinado aos alunos do curso de Administração Pública, foi encerrado com a apresentação da Matriz de Vulnerabilidade criada pela Coordenadoria de Auditoria Interna da CGM. “Basicamente, a ferramenta mede o grau de criticidade das unidades da Prefeitura. A partir do valor encontrado, nós priorizamos os trabalhos nos órgãos que apresentam maior risco de irregularidades e ilegalidades”, explicou a auditora Juliana Silveira.