Assistencia e Desenv. Social

Complexo Canindé inaugura sala digital para capacitar conviventes dos centros de acolhida

A ideia é que o projeto seja ampliado para outros serviços

Foto: Wagner Origenes/SMADS
Por Juliana Liba


Na última sexta-feira (11), foi inaugurada a sala digital CROPH G2 – Afonso Beviani, onde irão acontecer aulas de informática para capacitação dos acolhidos do Complexo Canindé. O projeto é fruto de uma parceria entre a Coordenação Regional das Obras de Promoção Humana (CROPH), Siemens Gamesa e Desk Informática.

A inauguração contou com a participação de 120 convidados, entre diretoria e equipe da CROPH, supervisores dos serviços da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social da Mooca, representantes das parcerias e do Instituto Federal de São Paulo, além da presença do secretário especial de Investimento Social, Cláudio Carvalho.

Com 30 computadores e internet de alta tecnologia, os Centros de Acolhida Estação Vivência, Portal do Futuro, Vivenda da Cidadania, Samaritanos, Olarias, Maria Maria e Sítio das Alamedas poderão complementar o currículo dos seus conviventes para a inserção e reinserção no mercado de trabalho.

O curso, que tem início no próximo dia 24, será composto por três turmas (manhã, tarde e noite) durante as terças e quintas-feiras. Com duração de 90 dias, o projeto tem o objetivo de capacitar 350 pessoas por ano.

Com a doação de quatro apostilas, a Desk Informática ensinará as ferramentas do Windows e pacote Office. Segundo o pedagogo e responsável pela aprendizagem, Miguel Angel, a preocupação não é apenas com o conhecimento da linguagem do computador, mas também com a inclusão. “É preciso desenvolver todo o universo e com a informática podemos ajudá-los”, explicou.

Essa é a segunda sala do projeto entre os parceiros e a ideia é continuar ampliando, de acordo com o gerente do Centro de Acolhida Olarias e da sala digital G2, Mauro Fernandez. “Além disso, também temos o objetivo de levar essa capacitação para os funcionários e assistentes técnicos”, complementou.

A presidente da CROPH, Carlota Cardoso da Silva, não conseguiu conter a emoção ao inaugurar a sala digital. “É uma sala de grande valor para todo o nosso Complexo. Acredito que vamos conseguir tirar essas pessoas da situação de risco”, completou.

SOBRE A CROPH

Com 45 anos de existência, a Coordenação Regional das Obras de Promoção Humana é uma entidade civil sem fins lucrativos que tem por finalidade a prestação de serviços permanentes na área de assistência social, educacional, recreativa, esportiva e cultural para crianças e adolescentes, terceira idade, famílias, pessoas em situação de rua, migrantes, etc.

A CROPH é parceira da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social desde 1982 e juntos já implementaram serviços e programas que resgatam a dignidade do ser humano.