30/05/2017 11h29

Share

Prefeitura realiza 16 mil abordagens e 8 mil acolhimentos na Nova Luz

Foto: Wagner Origines/SMADS
Por: Secretaria Especial de Comunicação

* Matéria atualizada em 13 de junho

Equipes da assistência social da Prefeitura de São Paulo realizaram, desde o dia 21 de maio, mais de 16 mil abordagens na região da Luz. Deste total, cerca de oito mil pessoas aceitaram encaminhamentos para acolhimento nos equipamentos da rede assistencial, além de mais de três mil atendimentos na Unidade Emergencial de Atendimento. 

A Unidade Emergencial de Atendimento passou a operar na semana passada na Rua General Couto de Magalhães, região central. A estrutura oferece espaços de descanso, banheiros, refeitóri e consultórios para atendimento de saúde e psicossocial.

Tem capacidade para acolher 150 pessoas ao longo do dia e 100 pessoas para pernoite. O espaço faz parte das ações do projeto Redenção, cujo objetivo é resgatar e dar oportunidade de tratamento aos dependentes químicos.

Os espaços de descanso são equipados com quatro jogos de beliche, sendo oito pessoas por unidade. Há duas baterias de banheiros, divididos em masculinos e femininos, cada qual com sete unidades, e duas baterias de chuveiros elétricos, também divididos por gênero, no total de 20 cabines para banho. Uma equipe de atendimento médico estará no local durante 24 horas.

“Essa é mais uma porta de entrada para as pessoas que querem mudar de vida e sair da dependência química. Aqui, a gente oferece o banho quente, áreas de descanso, toda a acolhida dos profissionais de assistência social, técnicos, educadores, área de conversa e também para exercícios físicos, justamente para que essas pessoas, no momento da abordagem, tenham a chance de serem encaminhadas a outros serviços já existentes, como internação, centros de acolhida ou comunidades terapêuticas”, disse o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Filipe Sabará.

As abordagens são feitas individualmente, baseadas na criação de vínculo com os agentes especializados, com disponibilização de transporte para deslocar os usuários até a unidade.

Saúde

Profissionais da Secretaria da Saúde realizaram, desde o dia 21 de maio, mais de 260 internações voluntárias no Hospital Municipal da Cantareira e Álvaro Dino de Almeida, unidade Irmãs Hospitaleiras, Hospital São Paulo, CAPS Prates, Cratod, Santa Casa e Casa de Saúde São João de Deus.

Foram realizados, entre sexta-feira e domingo, 461 atendimentos nos equipamentos de saúde do programa Recomeço (Cratod, Helvetia e Tenda/conselheiros) e 44 encaminhamentos para internação ou tratamento, via Cratod, para leitos hospitalares e comunidades terapêuticas. Entre os dias 21 de maio e 11 de junho, foram realizados 4.251 atendimentos e 388 pessoas acabaram encaminhadas para internação e tratamentos a partir no Cratod.

O Samu criou um esquema de atendimento prioritário para a região da Luz.

Zeladoria

A ação realizada no último domingo na Praça Princesa Isabel contou com um efetivo de 162 agentes e o auxílio de 24 veículos da Prefeitura Regional da Sé e da Inova. Foram recolhidas 59.630 toneladas de resíduos.