Assistencia e Desenv. Social

Alegria e nostalgia marcam visita de idosos ao Museu Cultural da Caixa

NCI Silva Teles – Fonte da Amizade atende cerca de 200 idosos da Vila Curuçá



Fotos: Marcella Costa
Por: Bruna Carvalho

De um lado experiência de sobra. Do outro a oportunidade de adquirir novos conhecimentos e, até mesmo, relembrar momentos da juventude. Essas foram as sensações que preencheram o Museu Cultural da Caixa na última quinta-feira (31), durante visita de parte do Núcleo de Convivência para Idosos (NCI) Silva Teles – Fonte da Amizade.

“Sempre passei na frente do prédio da Caixa. Morei cerca de 40 anos na região. Mas se não fosse por meio do NCI, quando teria oportunidade de conhecer tudo isso?”, declarou Olímpio Ferreira da Silva, 83 anos.

Seu Olímpio faz parte da turma de 35 idosos que participou da visita ao Museu na companhia da psicóloga e assistente social que atuam no serviço. O NCI atende cerca de 200 beneficiários e os passeios acontecem, em geral, uma vez por mês.

De acordo com Dayane Gonçalves Nunes, assistente social, o objetivo dos passeios é proporcionar o acesso à cultura e entretenimento. “O NCI propõe novas oportunidades para que os beneficiários entendam que a vida continua e pode ser muito boa na terceira idade”, explicou.

“O serviço é maravilhoso. Desde que comecei a frequentar sinto que melhorou até a minha saúde”, explicou Maria Filipe dos Santos, 81 anos, acompanhada por sua neta durante o passeio.

Dona Maria tem sua mobilidade reduzida por conta de problemas em um dos joelhos, mas nada que a impeça de estar presente no dia a dia e nos eventos do NCI. Quanto à visita ao Museu, Maria diz estar muito emocionada. “Até chorei quando vi o quadro de Getúlio Vargas. Pude lembrar a minha juventude. Eu vivi essa época”, completou.

Comentários alegres e sorrisos tomavam conta do grupo de idosos durante a visita monitorada. “Esses são momentos importantes para o fortalecimento de vínculos entre eles”, afirmou Catherine Britez, psicóloga. De acordo com ela, a principal necessidade no núcleo é a própria convivência do idoso para evitar e combater a situação de isolamento.