Projeto Redenção

O Programa Redenção, implementado pela Prefeitura de São Paulo na região da Luz com o objetivo de resgatar e oferecer tratamento aos dependentes químicos, completou seis meses de sua primeira intervenção com mais de 2.300 internações e quase 300 mil atendimentos em quatro unidades dos ATENDEs, que, juntos, contam com mais de 1.000 vagas.

Dentro do Programa Redenção, profissionais da Secretaria Municipal da Saúde realizaram 57.337 atendimentos na região da Luz. Do início do programa até o dia 30 de novembro foram encaminhados para internação em leitos de desintoxicação 2.673 pacientes. Importante ressaltar que todas as internações realizadas pelo programa foram voluntárias. Um total de 426 pacientes foram internados mais de uma vez. Até o dia 30 de novembro, foram concedidas 709 altas médicas e 1.585 altas a pedido.

A disponibilidade é de 300 leitos. No dia 13 de dezembro, 253 pessoas estavam internadas.
Dentro da unidade avançada do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps) Prates, que começou a funcionar em 26 de maio, com dois psiquiatras de plantão 24 horas, foram realizados 3.500 atendimentos desde o início do funcionamento.